conecte-se conosco


Política MT

Parque Sagrada Família recebe obras de infraestrutura

Publicado


.

Foto: SAMANTHA DOS ANJOS / Assessoria de Gabinete

Uma das primeiras proposições apresentadas no mandato do deputado estadual Delegado Claudinei (PSL), na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), foi a Indicação n.º 539/2019 para melhorias na infraestrutura do bairro Parque Sagrada Família e encaminhada à prefeitura de Rondonópolis (MT). Já em fase de execução, neste mês de julho, a gestão municipal iniciou as obras de drenagem e pavimentação asfáltica orçadas em cerca de R$ 30 milhões.

“Fico satisfeito de ver o movimento dos operários, maquinários e materiais para trazer melhorias para a comunidade local. A adequação da infraestrutura no bairro Sagrada Família vai trazer mais conforto e bem-estar para os moradores e, também, melhor trafegabilidade de veículos no período chuvoso, que é uma das maiores queixas, por causa dos atoleiros e buracos”, explica Claudinei.

Além da falta de asfalto, o Parque Sagrada Família também não conta com drenagem de águas pluviais, iluminação pública, entre outros aspectos que interferem na qualidade de vida dos moradores. “A falta de um sistema de drenagem de águas pluviais ocasionava pequenas enchentes, tornando o modo de vida insalubre na região. Apresentei no dia 20 de março de 2019, a indicação e, graças a Deus, o prefeito Zé do Pátio teve um olhar para essa comunidade. Sei que tiveram outros representantes da classe política que se movimentaram para concretizar este sonho. Agora se tornou realidade para quem vive no bairro há muitos anos”, diz o deputado.

 Realidade – Moradora há 22 anos do Parque Sagrada Família, Aparecida Cardoso, conta que umas das dificuldades enfrentadas no bairro foram a formação de corredeiras de água, buracos e lamas por causa das chuvas. “A rua nunca fica do jeito que a gente quer no período das chuvas. A chuva traz a enxurrada que, infelizmente, atinge a frente da minha casa. Já na época da seca, é muita poeira”, reclama.

Com o movimento das obras, Aparecida conta que está muito feliz e que os moradores merecem chegar em suas residências com dignidade já que pagam corretamente os seus impostos. “A gente paga imposto, tudo certo, e a gente fica até sem graça quando fala onde mora, pois fica até difícil as visitas chegarem de carro aqui. Vendo a obra começar, agora pagamos os impostos com satisfação.Poderemos fazer uma calçada, organizar a casa. Na seca, em nossas moradias, nada fica limpo por causa da poeira”, salienta.

A ordem de serviço para o início das obras em algumas ruas do Parque Sagrada Família ocorreu no dia 20 de julho, pela prefeitura de Rondonópolis, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura. O prazo para execução das obras está estimado em um ano, em prevê a pavimentação asfáltica de cerca de 33 km.

Fonte: ALMT

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política MT

AL mantém suspenso atendimento ao público externo

Publicado


.

Mesmo com a retomada do funcionamento regular da Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso, a partir de segunda-feira (28), o atendimento ao público externo permanece suspenso. A determinação, estabelecida pela Resolução Administrativa n° 54, engloba o atendimento presencial no Espaço Cidadania (para a confecção do Registro Geral – RG) e os serviços prestados pela Defensoria Pública.  

Ainda não há uma data definida para a volta dos atendimentos ao público externo. Mas para aqueles que fizeram o pedido do RG, antes do início da pandemia do novo Coronavírus, o Espaço Cidadania está fazendo a entrega dos documentos. Em março, o atendimento diário era de até 150 pessoas para fazerem a 1ª ou a 2ª via do documento de identidade.  

“O setor faz a entrega todos os dias de cinco a 15 documentos. Quem fez o RG pode nos procurar e fazer a retirada, das 8 horas às 17 horas, ou ainda entrar em contado pelo telefone 3313-6529”, explicou a gerente de divisão da Ouvidoria da Assembleia Legislativa, Rosineia  Monica.

A resolução mantém ainda suspensos os serviços prestados pelo posto de atendimento do Procon, pelo Instituto Memória do Poder Legislativo, Assembleia Social, Escola do Legislativo, bem como as visitas guiadas na Assembleia Legislativa pelo Programa Por dentro do Parlamento.

A Resolução Administrativa nº 54 publicada no Diário Oficial da Assembleia Legislativa, da última sexta-feira (25), e assinada pelo presidente Eduardo Botelho (DEM), mantém as atividades do Plenário através do Sistema de Deliberação Remota, utilizando da plataforma digital (https://zoom.us/), cabendo ao parlamentar a opção pelo comparecimento presencial, ou conexão via aplicativo. 

Outra determinação do documento é a proibição do acesso do público externo às salas de reuniões das Comissões Permanentes. Nelas só estão permitidos o presidente da comissão ou seu respectivo substituto, o consultor e os servidores responsáveis pelos sistemas de informática, áudio e vídeo.  

Os demais colaboradores devem utilizar, preferencialmente, a plataforma digital (https://zoom.us/) ou sistema equivalente, limitada à capacidade do sistema. A publicidade das reuniões será feita por meio de transmissão pela TV Assembleia (canal 30.1), site da ALMT e ainda pelo Facebook.  

Desde o dia 14 de setembro, estão restabelecidas as atividades presenciais dos servidores, conforme a carga horária estabelecida no seu vínculo funcional, sendo o expediente dividido em dois períodos, dentro da faixa horária compreendida entre as 7 horas e as 18 horas, de segunda a sexta-feira.  

Já os servidores que estiverem impedidos de exercer suas atividades presencialmente por motivos de saúde, deverão passar por avaliação do médico do Qualivida, agendando a consulta através do telefone 3313-6433.  

O Qualivida continua atendendo servidores com casos suspeitos de COVID-19, bem como seus dependentes, aposentados e pensionistas, no período matutino e vespertino, às segundas, quartas e sextas-feiras, no saguão do Teatro Zulmira Canavarros.  

Fonte: ALMT

Continue lendo

Política MT

Paulo Araújo propõe instalação de placas em braille nas estações rodoviárias de MT

Publicado


.

Foto: Marcos Lopes

O projeto de Lei n° 791/20, de autoria do deputado estadual Paulo Araújo (PP), foi apresentado em plenário na sessão remota da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), na última quarta-feira (23). Ele torna obrigatória a instalação de placas em braille para informar as linhas de ônibus e roteiros de viagens nas estações rodoviárias de Mato Grosso.

Paulo Araújo afirmou que a intenção do projeto é promover a inclusão social, por estimular as normas de acessibilidade e direito das pessoas com deficiência. “As pessoas com deficiência visual, que necessitam transitar nos terminais rodoviários, normalmente precisam estar acompanhadas de parentes ou ainda contar com a ajuda e solidariedade de terceiros para obter informações sobre itinerários dos ônibus, o que lhes causa desgaste e até constrangimento”, destacou o parlamentar.

O braille é um sistema de escrita e leitura utilizado por pessoas cegas ou com baixa visão, criado pelo francês Louis Braille, em 1827. Em alto-relevo, o braille é lido passando-se a ponta dos dedos sobre os sinais. As placas escritas em braille atendem aos requisitos da Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência, Lei Federal n° 13.146/2015, que se destina a promover e assegurar os direitos e liberdades da pessoa com deficiência.

Araújo, que está em seu primeiro mandato e integra a Comissão de Saúde da ALMT, fez uso do pequeno expediente para defender o projeto. “Muitos deficientes visuais reclamam que nos terminais rodoviários não há uma placa em braille, não existe nenhuma orientação que possa garantir maior autonomia a eles nesses ambientes. Todo e qualquer indivíduo precisa ter o direito de se informar em um terminal rodoviário”, defendeu o parlamentar.

Dados

Dados divulgados em 2018, pelo Conselho Brasileiro de Oftalmologia, estimam que existam cerca de 1,2 milhões de cegos no Brasil. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que cerca de 80% desses casos poderiam ter sido evitados ou tratados com um acompanhamento oftalmológico.

Fonte: ALMT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana