conecte-se conosco


Saúde

Parque Nacional da Tijuca reabre hoje para atividades desportivas

Publicado


.

O Parque Nacional da Tijuca reabre parcialmente hoje (9) para visitação pública a fim de prática de atividades esportivas, conforme a Portaria nº 766, do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, órgão vinculado ao Ministério do Meio Ambiente, publicada no Diário Oficial da União dessa quarta-feira (8).

A visitação pública em unidades de conservação federais foi suspensa por tempo indeterminado no dia 22 de março.

Entre as justificativas, o órgão alega o dever do estado em implantar ações de promoção da saúde e para reduzir os riscos de doença, levando em conta a condição sanitária imposta pela pandemia de covid-19. Considera também o decreto estadual que permite a retomada de atividades em parques no município do Rio de Janeiro.

A portaria define os protocolos de segurança para a reabertura “gradual e monitorada”, que devem respeitar as recomendações estadual e municipal. É obrigatório usar máscara de proteção facial que cubra a região do nariz e boca, assim como manter o distanciamento mínimo de 2 metros entre as pessoas, limitar a dez o número de participantes de atividades em grupo e respeitar os cordões de isolamento.

Não está permitido o acesso às cachoeiras, duchas, reservatórios e pequenas lagoas, bem como aos mirantes e às áreas de convivência ao ar livre, como os espaços reservados para piquenique e churrasco. Confraternizações e eventos também estão proibidos, incluindo o Parque Lage e suas áreas de recreação infantil.

Será priorizada a entrada de pedestres e ciclistas. Os veículos motorizados estão proibidos de entrar no Parque Nacional da Tijuca, com exceção dos veículos oficiais e de reparo, de transporte de turistas até o Centro de Visitantes e de esportistas de voo livre.

O parque sinalizou com cordões de isolamento as áreas que estão com acesso restrito e instalou banners com as regras gerais nas guaritas de entrada.

 

Edição: Aécio Amado

Fonte: EBC Saúde

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Itália registra maior número de casos de Covid-19 desde maio

Publicado


source
Itália
Pixabay

Ministro da Saúde da Itália diz que momento é de alerta.

Segundo dados do Ministério da Saúde da Itália , foram registrados 629 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas. O número é o maior desde o dia 23 de maio, quando 669 pessoas foram infectadas pelo novo coronavírus (Sars-Cov-2).

Desde o começo da pandemia, o país registrou 253.438 casos da doença. A região com mais casos foi a de Vêneto, com 120 novas infecções. Por outro lado, três regiões não registraram nenhuma contaminação.

Os números comprovam uma tendência de alta no número de novos casos, que vem sendo acompanhada pelas autoridades nas últimas semanas. O Ministério da Saúde diz que o momento é de alerta, se referindo à uma possível segunda onda da doença.

Nas últimas 24 horas, foram registradas quatro mortes pela Covid-19 e 314 pessoas foram curadas da doença. No momento, o país tem 14.406 casos ativos. Desse total, 55 estão unidades de terapia intensiva (UTI), 764 em hospitais e mais de 13,5 mil em isolamento domiciliar.

Fonte: IG SAÚDE

Continue lendo

Saúde

Covid-19: profissionais de saúde podem se alistar para teste de vacina

Publicado


.

Os profissionais de saúde do Distrito Federal podem se voluntariar para participar da pesquisa clínica que testa a eficácia da vacina contra a covid-19, desenvolvida pela farmacêutica Sinovac Biotech. Na capital federal, a pesquisa é coordenada pela Universidade de Brasília (UnB) e realizada no Hospital Universitário de Brasília (HUB), onde os testes são realizados.

O cadastro para pesquisa é realizado exclusivamente de forma eletrônica, por meio de formulário online.

O HUB é um dos 12 centros no Brasil que participa da fase 3 do ensaio clínico nacional coordenado pelo Instituto Butantan e autorizado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). 

Pesquisa

O estudo em Brasília conta com uma equipe multiprofissional, a maioria do próprio hospital, formada por 25 pessoas, entre médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, farmacêuticos e técnicos de laboratório.

Com o pré-cadastro, a equipe que integra a pesquisa entrará em contato com cada profissional para confirmar os dados e agendar o atendimento no HUB. O voluntário aprovado receberá duas doses da vacina, com intervalo de 14 dias. Metade dos participantes recebe um placebo, que não tem efeito farmacológico, e a outra metade, o produto vacinal. A proposta é fazer a comparação entre os dois grupos.

Os testes começaram nos dias 5 e 6 de agosto, quando foram imunizados dez voluntários. Após um período de avaliação pelo Butantan, o HUB retomou a aplicação das doses na última quinta-feira (13). A expectativa agora é aumentar a quantidade diária de atendimentos progressivamente até alcançar a meta de 850 participantes, o que deve levar em torno de dois meses.

A terceira etapa do estudo avalia a eficácia e a segurança da vacina em um número maior de pessoas. As fases 1 e 2 do ensaio clínico foram realizadas com cerca de 700 voluntários na China e os resultados demonstraram a produção de anticorpos neutralizantes em 90% dos participantes.

Assim que forem comprovadas a eficácia e a segurança, a vacina segue para registro na Anvisa. Depois, a Sinovac e o Butantan firmarão acordo de transferência de tecnologia para produção em escala e o fornecimento gratuito pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Critérios

Podem se candidatar ao estudo apenas profissionais de saúde do DF que cumpram os seguintes critérios:

1. Ter mais de 18 anos

2. Trabalhar em serviço de saúde atendendo pessoas com covid-19

3. Não ter sido diagnosticado ou testado positivo para o vírus da covid-19

4. Ter registro no conselho profissional regional

5. Não apresentar doença crônica

6. Se mulher, não estar gestante

7. Não participar de outro ensaio clínico 

Ao aceitar participar da pesquisa, o voluntário assina um termo de consentimento e se compromete a comparecer ao HUB periodicamente por um período de doze meses para acompanhamento da saúde.

Edição: Lílian Beraldo

Fonte: EBC Saúde

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana