conecte-se conosco


Internacional

Parlamento da Finlândia aprova candidatura à Otan

Publicado

source
Secretário-geral da Otan
Reprodução

Secretário-geral da Otan

Nesta terça-feira (17), o Parlamento da Finlândia aprovou petição do governo para que o país se candidate para aderir à Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) . O pedido foi aprovado por maioria ampla.

O porta-voz do parlamento, Matti Vanhanen, informou que 188 parlamentares votaram a favor da medida, e somente 8 contra.

Em comunicado, a Casa Branca informou que o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, vai receber a primeira-ministra da Suécia, Magdalena Andersson, e o presidente da Finlândia, Sauli Niinistö, para falar sobre o pedido de entrada dos países na aliança militar.

Nesta segunda, o presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, disse que o país não vai aprovar a entrada da Suécia e Finlândia na Otan , já que, para que um novo membro seja admitido na aliança, é preciso que os atuais integrantes concordem com o ingresso do país.

O líder turco enfatizou que seu país “não cederá” sobre a adesão dos dois países escandinavos. “Como podemos confiar neles?”, disse Erdogan, acusando mais uma vez a Finlândia e a Suécia de acolher “terroristas” do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), movimento que luta pela criação de um Estado curdo.

“A Suécia em particular, é um terreno fértil para organizações terroristas. Não cederemos à adesão à Otan daqueles que aplicam sanções contra a Turquia”, acrescentou Erdogan.

Entre no canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo . Siga também o perfil geral do Portal iG .

Fonte: IG Mundo

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Internacional

EUA: sobe para 7 o número de mortos em ataque em Illinois

Publicado

Tiroteio em Illinois nesta tarde de 4 de julho de 2022
Reprodução: Redes Sociais

Tiroteio em Illinois nesta tarde de 4 de julho de 2022

O número de mortos no  tiroteio durante o desfile de 4 de julho na cidade de Highland Park, em Illinois, subiu para sete nesta terça-feira (5) após uma pessoa que estava hospitalizada não resistir aos ferimentos, informou a NBC Chicago.

O atirador identificado como Robert E. Crimo, um jovem branco de 22 anos, foi detido após se recusar a parar em uma blitz e depois de ser perseguido por cerca de oito horas. Ao todo, ele deixou 23 feridos na última segunda-feira (4).

De acordo com as autoridades americanas, o ataque ao desfile nos arredores de Chicago estava planejado “há semanas”.

Em entrevista coletiva, a polícia disse que o assassino se misturou com a multidão vestindo roupas femininas depois de atirar de um telhado.

Segundo os relatos, ele tinha dois rifles, um usado para atirar contra a multidão e outro que foi encontrado no carro em que havia fugido. Os agentes também explicaram que mais de 70 tiros foram disparados.


“No momento não há motivo para o massacre”, disse a polícia local, explicando que as vítimas do ataque têm entre 8 e 85 anos.

Hoje, a porta-voz da Casa Branca, Karine Jean-Pierre, disse que o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, não está planejando uma viagem a Highland Park no momento.

No entanto, ela especificou que a vice-presidente americana, Kamala Harris, estará em Chicago para um compromisso agendado, mas “certamente falará sobre os eventos horríveis” que ocorreram em Illinois.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Mundo

Continue lendo

Internacional

Austrália emite alerta de evacuação para 50 mil pessoas em Sydney

Publicado

Imagens Alagamentos Austrália - 07.06.2022
Alagamentos Austrália: Reprodução TV australiana

Imagens Alagamentos Austrália – 07.06.2022

As equipes de bombeiros da Austrália realizaram durante a noite passada terça-feira (04) pelo menos 100 ocorrências de emergência. A maioria de pessoas presas em carros, estradas inundadas ou casas que sofreram alagamentos na região metropolitana de Sydney, de acordo com comunidado da gerente do Serviço Estadual de Emergência, Ashley Sullivan.

As ordens de evacuação e avisos para que moradores se prepararem para abandonar suas casas foram dadas a 50 mil pessoas. Outros 32 mil alertas haviam sido emitidos na segunda-feira , disse o primeiro-ministro de Nova Gales do Sul, Dominic Perrottet . A região sofre com dias de chuvas torrenciais que causaram transbordamentos  em barragens e rompimento de cursos d’água, trazendo uma quarta emergência de inundação na cidade de Sydnei. 

“Este evento está longe de terminar. Por favor, não seja complacente, onde quer que esteja. Por favor, tenha cuidado quando estiver dirigindo em nossas estradas. Ainda há risco substancial de inundações repentinas em nosso estado”, disse Perrottet.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Mundo

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana