conecte-se conosco


Nacional

‘Parece que ele estava feliz’, diz delegada sobre Paulo Cupertino

Publicado

source
Paulo Cupertino é preso em São Paulo
Divulgação: Polícia Civil – 16/05/2022

Paulo Cupertino é preso em São Paulo

comerciante Paulo Cupertino Matias, preso em São Paulo nesta segunda-feira, parecia “feliz” ao ser conduzido por policiais da 6ª Seccional ao 98º DP, no Jardim Miriam, na Zona Sul da capital paulista, conforme descreveu a delegada Ivalda Aleixo a jornalistas na manhã desta terça-feira. Cupertino ainda passará por audiência de custódia. Ele é acusado de matar o ator Rafael Miguel, de 22 anos, assim como os pais dele, João Alcisio Miguel, 52, e Miriam Selma Miguel, 50, em 9 de junho de 2019. A motivação seria por não aceitar o namoro do jovem com sua filha, Isabela Tibcherani, 21.

“Ele estava empolgado. Primeiro que parece que ele estava feliz naquele monte de gente lá”, disse Aleixo, acrescentando que Cupertino afirmou, informalmente, que “vai provar” que é “inocente”.

Cupertino estava hospedado num hotel em São Paulo há cerca de 10 dias. Ele ficou foragido por quase três anos desde o crime.

Rafael, que interpretava o personagem Paçoca no remake da novela “Chiquititas”, do SBT, e ficou famoso por estrelar um comercial em que pedia brócolis para a mãe no mercado foi morto a tiros junto com os pais, na Estrada do Alvarenga, Zona Sul de São Paulo.

Vanessa Tibcherani de Camargo, mãe de Isabela, disse que o marido sempre foi um homem “violento e de pavio curto”. Lembrou que os filhos eram constantemente agredidos por ele. Na ocasião, Isabela também confirmou o comportamento violento do pai à polícia, ressaltando que ele sempre foi possessivo. Na manhã do dia do crime, segundo a mãe da jovem, Cupertino teria perguntado pela filha, que não estava em casa. Ela tentou, então, contato com Isabela e, como não teve retorno, ligou para o namorado, Rafael. Quem atendeu foi a mãe do ator, Miriam, dizendo que o jovem havia saído, esquecido o telefone em casa e que provavelmente teria ido se encontrar com Isabela. Pouco tempo depois, de acordo com o depoimento de Vanessa, ela recebeu um retorno de Miriam, dizendo que ela estava indo a sua casa com o marido, João, Rafael e Isabela, para conversar sobre o relacionamento dos jovens.

Quando a família chegou ao local, Miriam teria batido à porta e foi recebida pelo próprio Cupertino. Ela, então, questionou se ele seria o pai de Isabela e pediu para entrar, fechando o portão em seguida. Ainda segundo Vanessa, Miriam queria conversar, mas o comerciante sacou uma arma e efetuou vários disparos contra Rafael e seus pais. Os três morreram no local.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o perfil geral do Portal iG .

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Nacional

Transporte hidroviário: SP reserva área para terminal atracadouro

Publicado

Transporte hidroviário: SP reserva área para terminal atracadouro
Divulgação/SMTUR

Transporte hidroviário: SP reserva área para terminal atracadouro

A Prefeitura de São Paulo publicou nesta quarta-feira, 6 de julho, decreto municipal declarando de utilidade pública a área em que será instalado o futuro Terminal Atracadouro Pedreira. Este é mais um passo para a implantação do Aquático SP, primeiro modo de transporte coletivo por embarcações na cidade.

O Aquático SP será um Sistema de Transporte Público Hidroviário na Represa Billings e deve beneficiar diretamente os moradores da Zona Sul com ganho na qualidade de vida, ao reduzir significativamente o tempo de deslocamento as regiões da Estrada do Cocaia e o bairro de Pedreira, além da região do Grajaú, já que para se deslocar entre estas regiões é preciso contornar toda a represa.

O novo sistema de transportes será totalmente integrado ao sistema de transporte já existente na cidade, inclusive aceitando pagamento via Bilhete Único, e contará com atracadouros e terminais que serão construídos para acomodar os ônibus das linhas que circulam nos bairros próximos e permitir a integração dos passageiros entre os ônibus e as embarcações para a travessia aquática.

A primeira fase de implantação do Aquático está prevista no Plano de Metas 2021-2024. O projeto também está previsto no Plano Diretor Estratégico do Município.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Nacional

Continue lendo

Nacional

MP prende policiais civis por extorsão no Rio de Janeiro

Publicado

Na casa de um dos alvos os agentes do MP encontraram várias armas
Divulgação – 07.07.2022

Na casa de um dos alvos os agentes do MP encontraram várias armas

Agentes do Ministério Público do Rio (MPRJ), por meio do Grupo de Atuação Especializada de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), deflagraram a Operação Inimigo Íntimo contra três policiais civis na manhã desta quinta-feira (7). O objetivo é cumprir mandados de prisão preventiva e de busca e apreensão contra dois policiais civis, então lotados na 64ª DP (São João de Meriti), e um terceiro, acusados pelos crimes de associação criminosa armada e concussão. Os mandados foram expedidos pela 1ª Vara Criminal de São João de Meriti. De acordo com o MP, os homens “realizavam operações e abordagens, mas, após a prática da extorsão e o recebimento de valores, não apresentavam a ocorrência em sede policial ou a apresentavam apenas parcialmente, para permitir o arbitramento de fiança pela autoridade policial”.

Foram denunciados os policiais civis Ruben José de Souza Neto, conhecido como Neto, e Carlos Alison Ramos da Silva, conhecido como Alison, além de André Luis Avoglio Ramos, o André Chupeta. De acordo com o MP, “as investigações que levaram à identificação do grupo criminoso, que atuou pelo menos até o dia 29 de junho de 2017, nos limites do Estado do Rio de Janeiro, e em especial no município de São João de Meriti, tiveram início após delação premiada realizada por denunciado em investigação anterior”. A promotoria aponta “que associação criminosa alvo da operação desta quinta utilizava armas de fogo para a consecução de seus objetivos”.

O MP disse que “restou apurado que os três denunciados integravam equipe de policiais e informantes que, diante da notícia da prática de algum crime, realizavam operações e abordagens, mas, após a prática da extorsão e o recebimento de valores, não apresentavam a ocorrência em sede policial ou a apresentavam apenas parcialmente, para permitir o arbitramento de fiança pela autoridade policial. A investigação que embasou o oferecimento da denúncia foi conduzida pelo Gaeco e pela extinta Subsecretaria de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública do Estado (Seseg)”.

O GLOBO entrou em contato com a assessoria da Polícia Civil, que ainda não comentou as prisões.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Nacional

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana