conecte-se conosco


Mato Grosso

Parceria entre Unemat, Ministério Público e Tribunal do Trabalho viabiliza realização de testes para Covid

Publicado


.

A Universidade do Estado de Mato Grosso Carlos Alberto Reyes Maldonado vai realizar testes PCR para Covid. A ação está sendo viabilizada graças a uma parceria entre a Unemat, o Ministério Público do Trabalho de Mato Grosso (MPT-MT) e o Tribunal Regional do Trabalho de Mato Grosso (TRT-MT) que vai financiar o projeto “Saúde Pública e Educação: investimento em testagem da Covid-19 e em infraestrutura universitária”.

As adequações necessárias no laboratório para que o mesmo tenha condições de realizar os testes já estão sendo providenciadas pela Unemat. Esse projeto vai atender 15 municípios da Região Oeste de Mato Grosso: Araputanga, Cáceres, Curvelândia, Figueirópolis D´Oeste, Glória D´Oeste, Indiavaí, Jauru, Lambari D´Oeste, Mirassol D´Oeste, Porto Esperidião, Reserva do Cabaçal, Rio Branco, Salto do Céu, São José dos Quatro Marcos e Pontes e Lacerda.

A professora Leonarda Grillo Neves, coordenadora técnica do projeto, explica que a coleta desses testes será realizada pelos municípios conforme a orientação do Laboratório Central. “Nós da Unemat, estamos colocando nossa estrutura física, nosso conhecimento e expertise a serviço da população neste momento. Inicialmente nossa capacidade é para realizar mil testes, mas esse número pode aumentar conforme forem estabelecidas novas parcerias para compra de insumos”.

O convênio entre a Unemat, o MPT-MT e o TRT-MT foi assinado na segunda-feira (13) e o processo de aquisição dos equipamentos e insumos já está em andamento. A expectativa é que os testes possam ser realizados a partir deste mês, de acordo com o reitor da Unemat,  professor Rodrigo Zanin. Ele ressaltou a importância da parceria com o MPT e o TRT, que vai destinar R$ 565.290,95 para o projeto. “O MPT e o TRT estão atentos ao seu papel social e têm adotado uma postura promocional destinando valores para o auxílio no combate frente à pandemia do Coronavírus”, afirmou.

O reitor ainda parabenizou aos professores, servidores e acadêmicos envolvidos, que se dedicaram para submeter o projeto ao MPT e ao TRT assegurando condições para que a Unemat possa contribuir com o conhecimento neste momento de crise e enfrentamento da pandemia.

A professora Leonarda lembra que a testagem da população é muito aquém do que tem sido recomendado, e o cenário é ainda mais crítico no que diz respeito aos testes moleculares como o RT-PCR, que identifica a presença do vírus no organismo da pessoa, e pode identificar se a infecção está ativa, possibilitando o bloqueio das cadeias de transmissão com o isolamento.

Informações técnicas

Para a identificação do SARS-CoV-2 via RT-PCR é necessário a coleta de secreções de vias respiratórias (boca e nariz), extração e purificação do RNA destas amostras, transcriptase reverse do RNA e, após isso, a amostra é submetida a uma reação de PCR junto com fragmentos complementares ao vírus para amplificação de regiões específicas do vírus (World Health Organization). Para a PCR, a mistura é então submetida ao equipamento de RT-PCR para a leitura de fluorescências das amostras. As análises de PCR podem ser realizadas em singleplex ou multiplex, dependendo do equipamento e kit.

Estrutura laboratorial da Unemat

As análises serão realizadas no laboratório de biologia molecular vegetal da Unemat, câmpus de Cáceres, que conta com equipamentos como autoclave, ultrafreezers, microcentrífugas, terrmocicladores, estufas, capela, câmara de fluxo laminar, dentre outros de laboratórios de análises moleculares.

Equipe envolvida

Além da coordenadora técnica, professora Leonarda Grillo Neves, do coordenador operacional, Francisco Lledo dos Santos, participam ainda Kelly Lana Araújo, Thiago Alexandre Santana Gilio, Marco Antônio Aparecido Barelli, Tanismare Tatiana de Almeida e o servidor técnico Valter Danzer, na parte de apoio operacional.

Fonte: GOV MT

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mato Grosso

Governo de Mato Grosso lamenta morte do artista Adir Sodré

Publicado


.

O Governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer, lamenta profundamente a morte do artista mato-grossense Adir Sodré. Um ícone das artes plásticas que retrata a cultura regional, Adir faleceu no fim da tarde desta segunda-feira, em sua residência, em Cuiabá.

Ainda não há informações oficiais sobre a causa da morte.

“É uma imensa perda para a cultura mato-grossense. Um homem que sempre esteve além do seu tempo. Um artista com um potencial incrível e que teve sua arte reconhecida, não apenas em Mato Grosso, mas no Brasil e no Museu de Arte Moderna de Paris. Adir Sodré fará muita falta para a nossa cultura e para os amigos e familiares”, destacou o secretário de Cultura, Esporte e Lazer, Alberto Machado, o Beto Dois a Um.

O local do velório do artista, que nasceu em Rondonópolis e tinha 58 anos, ainda não foi informado.

Trajetória

Pintor e desenhista, em 1977, frequentou o Ateliê Livre da Fundação Cultural de Mato Grosso, onde fora orientado por Humberto Espíndola (1943) e Dalva (1935).

Nos dois anos seguintes integrou, com Gervane de Paula e outros artistas, um grupo que procurou renovar a arte mato-grossense. Nessa época, participou de exposições coletivas organizadas pelo Museu de Arte e de Cultura Popular da Universidade Federal do Mato Grosso (MACP/UFMT).

Participou também, entre outras, das coletivas Como Vai Você, Geração 80?, na Escola de Artes Visuais do Parque Lage (EAV/Parque Lage), Rio de Janeiro, em 1983, e Modernidade, Arte Brasileira no Século XX, no Museu de Arte Moderna de Paris, em 1987. Em sua produção aborda temas relacionados à cultura regional.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mato Grosso

Apenas um município em Mato Grosso está com risco alto de contaminação de Covid-19

Publicado


.

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) divulgou nesta segunda-feira (10.08) o Boletim Informativo n°155 com o panorama da situação epidemiológica da Covid-19 em Mato Grosso. O documento mostra (a partir da página 18) que o único município do Estado que configura na classificação com risco “alto” para o novo coronavírus é Sorriso.

Ainda de acordo com informações contidas no boletim, 18 municípios estão na classificação de risco “moderado” para a disseminação do coronavírus. São eles: Cuiabá, Lucas do Rio Verde, Rondonópolis, Cáceres, Várzea Grande, Primavera do Leste, Barra do Garças, Sapezal, Campo Novo do Parecis, Paranatinga, Alta Floreta, Tangará Serra, Mirassol D’Oeste, São José dos Quatro Marcos, Colíder, Arenápolis, São Félix do Araguaia e Apiacás.  

Nesta edição, nenhum município de Mato Grosso foi classificado “muito alto”, indicado pela cor vermelha, risco eminente para o coronavírus.

O sistema de classificação que indica o nível de risco é definido por cores: muito alto (vermelho), alto (laranja), moderado (amarelo) e baixo (verde). De acordo com a definição dos riscos é necessária a adoção de medidas restritivas para o controle da propagação do coronavírus nas cidades. Os indicadores de classificação de risco são atualizados duas vezes por semana e os resultados são divulgados nos Boletins informativos da SES-MT  disponíveis neste link.

O Governo de Estado publicou novo decreto restringido ainda mais as medidas que devem ser adotadas pelos municípios, com base na classificação de risco para prevenir a disseminação da Covid-19. O Decreto n° 532 foi publicado na edição extra do Diário Oficial de 24 junho. O documento altera as tabelas de classificação de risco, criando uma terceira tabela. Para saber mais informações clique AQUI

Veja a tabela de classificação de risco por município

Recomendações e cuidados

– Evitar contato próximo com pessoas que sofrem de infecções respiratórias agudas;

– Usar máscara quando sair de casa;

– Evitar aglomerações;

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes. Ficar em casa quando estiver doente;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

 

 

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana