conecte-se conosco


Esportes

Palmeiras vence Corinthians nos pênaltis e é campeão paulista

Publicado

 

.

Foi suado, no sufoco, da forma que o dérbi paulista e o dos maiores clássicos de futebol do Brasil exige. O Palmeiras venceu o Corinthians nos pênaltis por 4 a 3 na tarde deste sábado (8) e levou o título de campeão paulista de 2020.

O Palmeiras esteve bem perto de vencer a decisão durante os 90 minutos. Até o último lance da partida esteve na frente no placar, com um gol do centroavante Luiz Adriano, logo aos 3 minutos da etapa final.

Mas, aos 50 minutos, no último lance do jogo, o zagueiro paraguaio Gustavo Gómez derrubou o centroavante Jô na área: pênalti. O atacante corintiano cobrou e empatou, levando a decisão para a cobrança de cinco pênaltis para cada time. E colocando ainda mais dramaticidade na decisão.

Mas foi aí que brilharam dois jogadores palmeirenses. O goleiro Weverton, que não chegou a ter muito trabalho durante os 90 minutos, pegou duas cobranças de pênaltis, a do lateral Michel Macedo e a do meia Cantillo. A cobrança decisiva coube ao jovem volante Patrick de Paula. Corajoso, ele bateu e decidiu. Palmeiras campeão paulista.

Com uma campanha de 16 jogos, com oito vitórias, seis empates e duas derrotas, o Palmeiras voltou a conquistar o título estadual depois de 12 anos. A conquista desta tarde foi muito comemorada, principalmente pelo técnico Vanderlei Luxemburgo, que ganhou o seu 5º título estadual pelo clube (1993, 1994, 1996, 2008 e 2020) e o 9 º na carreira, tornando-se o maior vencedor do campeonato paulista.

O capitão Felipe Melo foi outro que festejou demais a conquista. Depois da chegada do técnico Luxemburgo, o experiente jogador foi fixado como zagueiro e se tornou um dos destaques da campanha. Durante a semana da decisão chegou, inclusive, a ser dúvida por estar se recuperando de uma lesão na coxa. Mas esteve em campo e levantou o troféu de campeão paulista.

Edição: Aécio Amado

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esportes

Jogos de Tóquio: Comitê divulga cronograma de revezamento da tocha

Publicado


O Comitê Organizador dos Jogos de Tóquio anunciou, nesta segunda-feira (28), o percurso do revezamento da tocha. Segundo as autoridades japonesas, o início será no dia 25 de março em Fukushima, local arrasado por um terremoto em 2011.

Na sequência, a chama olímpica passará por outras 46 províncias do país asiático até a chegada à capital, onde acenderá a pira no Estádio Olímpico em 23 de julho. O lema escolhido para o revezamento, pelo Comitê Organizador, é “esperança ilumina nosso caminho”.

“No rastro da pandemia da covid-19, o fogo simbolizará a luz no fim do túnel escuro; uma luz de esperança para o mundo na preparação para os Jogos de Tóquio, que já serão um símbolo da resiliência, da unidade e da solidariedade da humanidade”, diz a entidade.

Os organizadores também afirmaram que, dependendo do andamento da pandemia, pequenas mudanças podem ocorrer no cronograma divulgado. Além disso, garantiram que a intenção é fazer um revezamento mais curto e mais barato do que o previsto originalmente.

Já o revezamento da Tocha Paralímpica acontecerá entre 12 e 24 de agosto. Os Jogos Olímpicos de Tóquio acontecem de 23 de julho a 8 de agosto de 2021, e as Paralimpíadas estão marcadas para o período de 24 de agosto a 8 de setembro de 2021.

Edição: Fábio Lisboa

Continue lendo

Esportes

Jogos de Tóquio: cavaleiro Nilson Moreira obtém um índice para CCE

Publicado


O cavaleiro Nilson Moreira da Silva registrou um dos índices necessários para garantir a participação na prova do Concurso Completo Equitação (CCE) dos Jogos Olímpicos de Tóquio. A marca foi obtida, no último final de semana, em uma prova CCIs4* small (curto), realizado na cidade de Aiken (EUA).

Montando o cavalo Magnum´s Martini, o brasileiro registrou 40,30 pontos perdidos no adestramento, zerou o salto e um desconto de apenas 2,5 pontos no cross country por ultrapassar o tempo concedido, fechando a competição com 43,70 pontos perdidos em 14º lugar.

Agora, o cavaleiro Nilson e o cavalo Magnum computam dois índices técnicos em CCIs4* curtos. Para confirmar a presença em Tóquio, a dupla necessita ainda de índice em um CCI4* longo ou CCI5* longo.

A próxima oportunidade para alcançar este feito será no CCI4* longo, entre os dias 11 e 15 de novembro nos Jogos Equestres Mundiais, em Tryon (EUA).

“Esse ano ficou um pouco difícil por causa da pandemia. A covid-19 cancelou muitas provas. Tinha duas bem importantes nos primeiros meses de 2020. A minha ideia era ter conseguido os índices para a Olimpíada e para outras competições importantes naquela época. Mas agora é buscar as marcas em novembro nos Jogos Equestres Mundiais. Quero participar com meus três animais e tentar classificá-los, para depois ver qual está em um melhor momento”, disse o cavaleiro.

Os requisitos necessários são a obtenção mínima de 55% no adestramento, zerar ou atingir no máximo 11 pontos perdidos nos obstáculos, com não mais do que 75 segundos de excesso tempo (100 segundos em CCI5*L) e, no salto, não mais que 16 pontos perdidos. O prazo para a obtenção dos índices vai até 21 junho de 2021. O Brasil já está classificado para a prova olímpica do CCE. A equipe terá três titulares e um reserva.

Edição: Fábio Lisboa

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana