conecte-se conosco


Saúde

Painel internacional diz que estamos despreparados para nova epidemia mundial

Publicado

O Conselho de Monitoramento para a Preparação Global (CMPG), publicou seu primeiro relatório sobre a saúde no mundo. O documento é menos otimista do que muitos esperavam e faz um alerta importante: estamos sob ameaça de novas doenças pandêmicas e não há preparo para elas. 

Epidemias podem se espalhar rapidamente no mundo arrow-options
BBC

Mais de 600 amostras de sangue de pacientes da Guiné serão analisadas

Leia mais: Segunda maior epidemia de ebola já matou mais de 500 no Congo

De acordo com o painel – montado em conjunto pelo Banco Mundial e Organização Mundial de Saúde (OMS) –  epidemias como ebola, gripe e sars estão cada dia mais difíceis de gerenciar devido ao cenário de longos conflitos e imigração forçada. 

“Um patógeno rápido teria potencial de matar dezenas de milhões de pessoas, desorganizando economias e prejudicando a segurança nacional”, diz um trecho do relatório. 

Leia mais: Por que é importante tomar vacina contra Sarampo?

O documento ainda critica a ação dos países contra o surto de ebola que devastou a África Ocidental entre os anos de 2014 e 2015 e diz que “por muito tempo, permitimos que se instalasse um ciclo de pânico e negligência quando há epidemias”.

Leia Também:  Perícia confirma que incêndio começou em gerador do hospital

Outra preocupação do Conselho de Monitoramento seria a velocidade com que, hoje, as doenças podem se espalhar através do grande fluxo de pessoas em aviões. Um surto equivalente à gripe espanhola, por exemplo – doença que matou 50 milhões de pessoas em 1918 – hoje poderia se espalhar por diferentes países e deixar até 80 milhões de vítimas fatais em menos de 36 horas. 

Leia mais: Vacina contra bactéria em gestantes poderia evitar 100 mil mortes de bebês

O documento faz um apelo aos governos e pede que seja dada a necessária atenção “às lições que esses surtos estão nos ensinando”, além de um maior investimento para fortalecer sistemas de saúde e pesquisas. Também existe uma lista de propostas e soluções que podem ser adotadas pelos países para reduzir os danos de novas epidemias.

Fonte: IG Saúde
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Saúde

Casos de sarampo passam dos 8,6 mil em São Paulo

Publicado

A Secretaria Estadual de Saúde confirmou 8.619 casos de sarampo no estado de São Paulo de janeiro a 16 de outubro deste ano. Foram descartados 13.116 casos. Há ainda 17.823 em investigação. Entre os casos confirmados, 15,3% necessitaram de hospitalização, com 35,6%  dos casos envolvendo menores de 1 ano. Até o momento, 12 pessoas morreram por causa da doença  no estado.

Segundo as informações do boletim epidemiológico, desde o início do ano, foram administradas 7.560.605 doses da vacina contra a doença. A campanha de vacinação para pessoas entre 15 e 29 anos de idade foi realizada nos municípios de São Paulo, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Guarulhos, Mairiporã, Barueri, Carapicuíba, Osasco, Santana do Parnaíba, e Taboão da Serra. 

Em agosto, a Agência Brasil fez uma matéria explicando os sintomas, os riscos e o tratamento para o sarampo

Edição: Lílian Beraldo

Fonte: EBC Saúde
Continue lendo

Saúde

Olho de mulher estoura enquanto ela usava toalha: “aparência de zumbi”

Publicado

A britânica Claire Williams, de 45 anos, viveu o maior susto da sua vida durante as férias na Turquia. De acordo com o portal DailyMail , a mulher estava secando o rosto com uma toalha quando ouviu o barulho de estouro que era nada menos que o seu próprio olho

Leia mais: “Um parasita estava comendo meu olho” diz menina que usava lentes de contato

mulher com curativo no olho arrow-options
Reproduçao/DailyMail

Claire Williams entrou em pânico após ouvir seu olho “estourar”

Ao portal, Claire conta que no primeiro momento sua visão ficou turva e ela reparou que o olho ficara vermelho. Assim, foi imediatamente ao hospital mais próximo, onde recebeu um curativo com tampão e descobriu que havia perfurado a córnea , a membrana fibrosa que recobre e protege o olho

Para tratar o problema, Claire foi orientada a voltar para o país natal em processo de emergência. A essa altura, a mulher disse que já não conseguia enxergar nada pelo olho esquerdo, além de sentir dores lancinantes. 

Ao chegar no Reino Unido, mais um susto: a perfuração havia infeccionado, deixando seu olho completamente amarelo e irreparável. Para evitar que o problema ficasse pior, os médicos decidiram por extrair parte da retina de Claire. 

Leia mais: Tire suas dúvidas sobre a cirurgia de miopia

A mulher, que trabalhava como faxineira numa escola infantil, disse que chegou a largar o emprego para “não assustar as crianças com a aparência de zumbi” e sofreu várias dificuldades sociais e de autoestima por não ter um olho .

Felizmente, após a completa recuperação do globo ocular, Claire estará apta a usar uma prótese que resolverá  a maior parte dos seus problemas estéticos. Por enquanto, a mulher vive com uma lente artificial. 

Fonte: IG Saúde
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana