conecte-se conosco


Policial

Pai suspeito de abusar sexualmente de duas filhas é preso em Juara

Publicado

Assessoria | PJC-MT

O pai de 39 anos suspeito de abusar das filhas de  11 e 13 anos, foi encaminhado para audiência de custódia, nesta terça-feira (23), no Fórum de Juara (709 km a Médio-Norte). A prisão dele ocorreu na segunda-feira (22) após Polícia Civil ser procurada pela mãe das meninas para relatar a suspeita de abuso sexual.

No celular de uso comum com o companheiro, a mãe das garotas descobriu uma imagem da filha de 11 anos, dormindo com órgãos sexual amostra e sendo tocada pelo próprio pai, com conotação de abuso sexual.

Com base nos indícios, a Polícia Civil instaurou procedimento de apuração e confirmou que a irmã mais velha, de 13 anos, também era abusada sexualmente. A adolescente contou que desde os 6 anos era abusada sexualmente pelo pai e há cerca de 3 meses teria sofrido reiterados abusos.

O suspeito foi levado até a Delegacia de Polícia, e durante interrogatório gravado, admitiu ter feito as fotografias e apesar de negar  que teria estuprado a filha mais velha, admitiu que há cerca de quatro meses, sob o pretexto de ensiná-la pilotar uma motocicleta, a  levou para local ermo da cidade e, ainda em via pública, a fez praticar sexo oral nele até que ejaculasse.

Leia Também:  PRF apreende cerca de 30Kg de agrotóxico durante fiscalização na BR-163

O delegado de Juara, Carlos Engelmann, informou que diante das provas colhidas foi representado pela prisão preventiva do investigado e a medida deferida pelo juízo da Terceira Vara da comarca.

No mesmo dia o suspeito teve a prisão cumprida. Ele passa por  audiência de custódia e em seguida será encaminhado à cadeia pública de Juara.

O inquérito policial será concluído no prazo de 10 dias.

 

 

Fonte: PJC MT
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Policial

Polícia Civil prende estelionatários envolvidos em golpes aplicados pela Internet

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Dois homens acusados de aplicar golpes através de sites e redes sociais da Internet foram presos em flagrante pela Polícia Judiciária Civil, no sábado (18.01), em Rondonópolis (212 km ao Sul). A ação resultou na recuperação de objetos subtraídos da vítima avaliados em R$ 6,5 mil.

A prisão dos estelionatários ocorreu após investigadores da 1ª Delegacia de Rondonópolis receberem informações sobre uma quadrilha especializada em golpes com a utilização dos aplicativos WhatsApp, Facebook e OLX.

Os suspeitos escolhiam vítimas que anunciavam produtos para venda através desses aplicativos, demonstrando interesse na mercadoria. A negociação geralmente era realizada durante o final de semana, quando não há expediente bancário, ocasião em que os suspeitos enviavam falsos comprovantes de pagamento (DOC ou TEC) às vítimas.

Acreditando terem recebido o valor, o vendedor fazia a entrega dos produtos e somente mais tarde descobria que foi vítima de golpe.

Com a informação de que os suspeitos estavam a caminho da cidade de Pedra Preta para buscar objetos, os policiai realizaram a abordagem dos suspeitos, no momento recebiam os produtos. Ao perceber a presença dos policiais um dos suspeitos tentou fugir porém foi detido.

Leia Também:  Policia prende mais um envolvido na troca de tiros com policial militar

Os produtos da vítima foram apreendidos, assim como o veículo Volkswagen Golf utilizado pelos estelionatários. Na delegacia, um dos suspeitos jogou o seu aparelho celular contra a parede para que o objetovo não fosse apreendio.

Segundo o delegado, Santigago Rozeno Sanches e Silva, esse tipo de atitude é comum entre as organizações criiminosas para dificultar o trabalho policial na identificação de outros integrantes do grupo e de outros crimes.

“Os suspeitos são apontados como integrantes de uma quadrilha envolvida em crimes de estelionato, que está envolvida em pelo menos 5 golpes semelhantes, aplicados entre dezembro e janeiro, com vítimas em Rondonópolis e região”, disse o delegado.

 

Continue lendo

Policial

Presos acusados de aplicarem golpes pela internet utilizando plataformas do OLX, Facebook e Whatsapp

Publicado

Dois homens acusados de aplicar golpes através de sites e redes sociais da Internet foram presos em flagrante em Rondonópolis (212 km ao Sul). A ação resultou na recuperação de objetos subtraídos da vítima avaliados em R$ 6,5 mil.

A prisão dos estelionatários ocorreu após investigadores da 1ª Delegacia de Rondonópolis receberem informações sobre uma quadrilha especializada em golpes com a utilização dos aplicativos WhatsApp, Facebook e OLX.

Os suspeitos escolhiam vítimas que anunciavam produtos para venda através desses aplicativos, demonstrando interesse na mercadoria. A negociação geralmente era realizada durante o final de semana, quando não há expediente bancário, ocasião em que os suspeitos enviavam falsos comprovantes de pagamento (DOC ou TEC) às vítimas.

Acreditando terem recebido o valor, o vendedor fazia a entrega dos produtos e somente mais tarde descobria que foi vítima de golpe.

Com a informação de que os suspeitos estavam a caminho da cidade de Pedra Preta para buscar objetos, os policiai realizaram a abordagem dos suspeitos, no momento recebiam os produtos. Ao perceber a presença dos policiais um dos suspeitos tentou fugir porém foi detido.

Leia Também:  Bandidos são presos após fazerem reféns em clinica odontológica em Cuiabá

Os produtos da vítima foram apreendidos, assim como o veículo Volkswagen Golf utilizado pelos estelionatários. Na delegacia, um dos suspeitos jogou o seu aparelho celular contra a parede para que o objetovo não fosse apreendio.

Segundo o delegado, Santigago Rozeno Sanches e Silva, esse tipo de atitude é comum entre as organizações criiminosas para dificultar o trabalho policial na identificação de outros integrantes do grupo e de outros crimes.

“Os suspeitos são apontados como integrantes de uma quadrilha envolvida em crimes de estelionato, que está envolvida em pelo menos 5 golpes semelhantes, aplicados entre dezembro e janeiro, com vítimas em Rondonópolis e região”, disse o delegado.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana