conecte-se conosco


Nacional

Pai de Henry Borel homenageia filho, que faria 6 anos nesta terça

Publicado

source
Pai de Henry Borel homenageia filho, que faria 6 anos nesta terça-feira, nas redes sociais
Reprodução

Pai de Henry Borel homenageia filho, que faria 6 anos nesta terça-feira, nas redes sociais

Leniel Borel, pai de Henry Borel, publicou em suas redes sociais uma homenagem ao filho, que faria 6 anos nesta terça-feira. “Tenho certeza que hoje o céu está em festa para comemorar o aniversário do meu príncipe, meu lindo filho. A sua alegria, seu jeito meigo e carinhoso está contagiando a todos em sua volta, com absoluta certeza. É verdade que ganhei um anjo que olha por mim no céu, mas perdi um filho que eu muito amava”, postou o engenheiro, junto a um vídeo com fotos do menino e um fundo musical com a música “Anjo Henry Borel”, interpretada por Luy Black e escrita por Leandro Quintal.

Na publicação, Leniel reforça a saudade que sente do filho e diz que “é hoje que a saudade machuca mais: “D’us, Pai, humildemente peço que os anjos cantem parabéns para o menino mais doce que conheci. Uma criança que não apenas iluminou a minha vida, mas que emocionou a milhões de pessoas. Uma pequeno anjo, valente, corajoso e com uma grande missão. Apesar de sentir sua falta diariamente, é hoje que a saudade machuca muito mais. Ah, seria um dia de alegria, celebração e muitos presentes, pois é o seu aniversário. Não consigo me conformar que você não estará presente. Filho, você foi cedo demais!”, lamenta.

No segundo aniversário sem o filho, morto em março do ano passado, o pai da criança lamenta não poder cantar parabéns para ele mais uma vez, mas destaca que “o meu amor de pai jamais se esgotará” e que “o céu celebre o seu aniversário”:

“Henry, você não está somente nos meus pensamentos, está no meu coração! Enquanto papai tiver memória, você terá vida. O meu tempo é contado ao contrário desde que você se foi. Sim, faz 6 anos que recebi o presente mais lindo do Eterno D’us, porém menos um dia para poder reencontrá-lo novamente”.

Leia Também

O engenheiro afirma ser impossível esquecer o dia que pegou o “bem mais precioso que tinha” no colo pela primeira vez, “assim como é impossível esquecer o dia em que me roubaram você de de forma brutal e inesperada”: “Poderão passar mil anos que nesta mesma data o dia sempre despertará cinzento e triste, muito triste! Perder um filho é perder a vontade de viver, é morrer um pouco a cada dia, é sobreviver com uma saudade infinita. Até o nosso reencontro, meu amado filho!”

O texto termina ainda com um versículo bíblico: “Cuidado para não desprezarem um só destes pequeninos! Pois eu digo que os anjos deles nos céus estão sempre vendo a face de meu Pai celeste. Mateus 18:10”.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Nacional

MP prende policiais civis por extorsão no Rio de Janeiro

Publicado

Na casa de um dos alvos os agentes do MP encontraram várias armas
Divulgação – 07.07.2022

Na casa de um dos alvos os agentes do MP encontraram várias armas

Agentes do Ministério Público do Rio (MPRJ), por meio do Grupo de Atuação Especializada de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), deflagraram a Operação Inimigo Íntimo contra três policiais civis na manhã desta quinta-feira (7). O objetivo é cumprir mandados de prisão preventiva e de busca e apreensão contra dois policiais civis, então lotados na 64ª DP (São João de Meriti), e um terceiro, acusados pelos crimes de associação criminosa armada e concussão. Os mandados foram expedidos pela 1ª Vara Criminal de São João de Meriti. De acordo com o MP, os homens “realizavam operações e abordagens, mas, após a prática da extorsão e o recebimento de valores, não apresentavam a ocorrência em sede policial ou a apresentavam apenas parcialmente, para permitir o arbitramento de fiança pela autoridade policial”.

Foram denunciados os policiais civis Ruben José de Souza Neto, conhecido como Neto, e Carlos Alison Ramos da Silva, conhecido como Alison, além de André Luis Avoglio Ramos, o André Chupeta. De acordo com o MP, “as investigações que levaram à identificação do grupo criminoso, que atuou pelo menos até o dia 29 de junho de 2017, nos limites do Estado do Rio de Janeiro, e em especial no município de São João de Meriti, tiveram início após delação premiada realizada por denunciado em investigação anterior”. A promotoria aponta “que associação criminosa alvo da operação desta quinta utilizava armas de fogo para a consecução de seus objetivos”.

O MP disse que “restou apurado que os três denunciados integravam equipe de policiais e informantes que, diante da notícia da prática de algum crime, realizavam operações e abordagens, mas, após a prática da extorsão e o recebimento de valores, não apresentavam a ocorrência em sede policial ou a apresentavam apenas parcialmente, para permitir o arbitramento de fiança pela autoridade policial. A investigação que embasou o oferecimento da denúncia foi conduzida pelo Gaeco e pela extinta Subsecretaria de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública do Estado (Seseg)”.

O GLOBO entrou em contato com a assessoria da Polícia Civil, que ainda não comentou as prisões.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Nacional

Continue lendo

Nacional

CCJ do Senado aprova PL que proíbe tatuagens e piercings em animais

Publicado

Gato
Reprodução – 07.07.2022

Gato

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ0 do Senado aprovou nesta quarta-feira o projeto de lei que prevê a proibição de tatuagens e piercings em cães e gatos. O texto, que altera a Lei de Crimes Ambientais, segue agora pra a votação em plenário.

O projeto, de autoria do deputado Fred Costa (Patriota-MG), prevê multa e detenção de três meses a um ano para quem realizar um procedimento do tipo em algum animal.

O relator, senador Alexandre Silveira (PSD-MG) afirmou em seu parecer que a tatuagem é um procedimento doloroso em humanos, podendo ser mais ainda em animais devido às características das peles dos animais, que costumam ser mais finas.

“Além de provocar dor, as tatuagens expõem os animais a diversas complicações como o risco inerente aos procedimentos de sedação e anestesia, a possibilidade de reações alérgicas à tinta e ao material utilizado na tatuagem, de dermatites, infecções, cicatrizes, queimaduras, irritações crônicas e, em alguns casos, até de necrose da pele”, afirmou o senador.

A prática já foi proibida em alguns estados, como o Rio de Janeiro, Pernambuco, além do Distrito Federal, e vetada em alguns municípios, como Juiz de Fora (MG) e Barra Mansa (RJ). Os procedimentos não são amparados pelo Conselho Federal de Medicina Veterinária.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Nacional

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana