conecte-se conosco


Policial

Pai de adolescente acusada de matar Isabele no Alphaville quita fiança de R$ 52 mil determinada pela Justiça

Publicado

A segunda parcela da fiança foi paga nesta segunda-feira

O empresário Marcelo Cestari, pai da menor de 14 anos acusada de matar com um disparo supostamente acidental, Isabele Guimarães Ramos, da mesma idade, no último dia 12 de julho em uma residência no condomínio de luxo Alphaville, em Cuiabá, já pagou a fiança de R$ 52,2 mil em duas parcelas por manter armas sem registro em sua casanconforme determinado pelo juiz João Bosco Soares da Silva, da 10ª Vara Criminal de Cuiabá,as parcelas deveriam ser executadas no último dia e nesta segunda-feira (17)

Marcelo chegou a ser preso no dia em que Isabele morreu, por posse ilegal de arma, mas foi solto após pagar R$ 1 mil de fiança. A família de Isabele e o Ministério Público então pediram aumento do valor, que ficou fixado em 104 mil. No último dia 3 de agosto o juiz João Bosco Soares da Silva, determinou o aumento do valor da fiança para R$ 52,2 mil e dividiu o pagamento em duas vezes. A decisão atendeu pedido da defesa que alegou que Cestari enfrenta dificuldades financeiras em sua empresa devido ao período de pandemia.

As investigações sobre a morte de Isabele Ramos seguem em andamento na Delegacia Especializada do Adolescente (Dea) e Delegacia de Defesa dos Direitos da Criança e Adolescente (Deddica). A reconstituição do crime está marcada para ocorrer na noite desta terça (18) na casa onde a adolescente foi morta.

 

 

 

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Policial

Suspeito de furtar conveniência de posto de combustíveis em Várzea Grande é preso em flagrante

Publicado

A Delegacia Especializada de Furtos e Roubos (DERF) de Várzea Grande prendeu em flagrante na manhã desta segunda-feira (25) um homem de 31 anos de idade, suspeito pelo furto a uma conveniência de um posto de combustíveis da cidade.

O suspeito arrombou a conveniência do posto, no centro de Várzea Grande, e levou uma televisão de 50 polegadas e dez maços de cigarros.

Após o recebimento do boletim de ocorrência, a equipe de plantão da unidade realizou diligências e conseguiu localizar o suspeito com parte dos objetos levados. Foram recuperados a televisão e alguns pacotes de cigarros.

A equipe da Politec foi acionada para o trabalho pericial no local, que para subsidiará a investigação.

O suspeito será autuado por furto qualificado. Após os procedimentos de praxe, será encaminhado para a Cadeia Pública Local.

Continue lendo

Policial

Operação apura informações sobre crimes contra crianças e adolescentes em Pontes e Lacerda

Publicado


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT

A Polícia Civil de Pontes e Lacerda (448 km a oeste de Cuiabá) deflagrou na Operação ‘Infância Roubada’ para coletar informações que subsidiam investigações sobre crimes sexuais contra crianças e adolescentes e inibir a prática de delitos dessa natureza. Foram cumpridos três mandados de busca e apreensão e um de prisão temporária.

O preso, de 27 anos, é investigado pelo crime de estupro de vulnerável contra a enteada de 12 anos. Os abusos ocorriam há, pelo menos, dois meses e consistiam em atos libidinosos diversos de conjunção carnal.

A operação começou na sexta-feira (22.01) e terá continuidade nas próximas semanas.

Estupro de vulnerável

Conforme a investigação, no dia 14 de janeiro, a mãe da adolescente procurou a Delegacia da Polícia Civil e relatou que suspeitava que a filha estivesse sendo vítima de abusos sexuais praticados pelo padrasto. A mãe informou ainda que percebeu que o companheiro mantinha uma relação diferente com a menina de 12 anos, em comparação aos outros filhos de dez e quatro anos, passando a impressão que tinha interesse pela garota em razão de suas atitudes, o que a deixou mais atenta em relação às ações dele. A mãe também observou a mudança de comportamento da adolescente, que passou a demonstrar tristeza e ciúmes da relação entre o padrasto e ela.

As desconfianças da mãe foram confirmadas no dia 12 de janeiro, quando por volta das 05h da madrugada ela acordou e notou que o, então companheiro, não estava na cama. Foi procurá-lo, inclusive, no quarto dos filhos, e observou que a filha de 12 anos também não estava na casa.

Como já estava desconfiada da intenção do investigado, a mãe imaginou que ele poderia ter levado a menor para a casa dos pais dele, que não estavam na residência. Ela se dirigiu à casa dos sogros e pouco tempo depois, o suspeito saiu da residência e demonstrou surpresa ao vê-la. Questionado por que estava àquela hora com a enteada, o investigado alegou que estava conversando com a menina sobre um namoradinho dela. No entanto, de acordo com a investigação, foi apurado que ele estava na residência praticando atos libidinosos com a enteada de 12 anos.

Depois desta data, o suspeito entrou em contato com a garota pedindo para ela não revelar sobre os atos libidinosos. E, após registro da ocorrência, ele pediu para a mãe da adolescente retornar à Delegacia e alterar a versão apresentada à Polícia Civil.

Foi instaurado inquérito para apurar o crime e com base na investigação foi representada pela prisão do suspeito, deferida pela Justiça local.

Após a prisão, ele foi enviado ao Centro de Detenção de Pontes e Lacerda.

 

Fonte: PJC MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana