conecte-se conosco


Política Nacional

Otto Alencar diz que vai ao STF contra notícia falsa que Bolsonaro passou a Moro

Publicado


.

Em sessão deliberativa remota desta segunda-feira (25) o senador Otto Alencar (PSD-BA) informou que vai entrar com representação no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o presidente da República, Jair Messias Bolsonaro. O líder do PSD no Senado criticou Bolsonaro por ter repassado para o então ministro da Justiça Sérgio Moro notícia falsa envolvendo políticos da Bahia.

— Queremos que sejam apurados os fatos, porque me causa estranheza e até perplexidade saber que o presidente da República continua com o hábito, com o defeito de, ao contrário de cuidar das ações do governo, ficar compartilhando fake news, mentiras através das suas redes sociais. Eu não esperava que isso acontecesse, até porque, neste momento, as ações de governo têm de ser em benefício do povo brasileiro. Já estamos entrando com uma representação, hoje, no Supremo Tribunal Federal e vamos acompanhar. Enquanto tiver o meu mandato, terei a altivez para combater um presidente da República que não tem as mínimas virtudes para continuar no poder e que deveria respeitar o cargo que ocupa — afirmou.

Recentemente, o ex-ministro Moro repassou à imprensa várias mensagens recebidas de Bolsonaro por meio de aplicativos de mensagens. Entre as mensagens divulgadas, consta uma em que Bolsonaro envia uma notícia falsa anônima que acusa Otto Alencar, o senador Angelo Coronel (PSD-BA) e outros políticos do estado de praticarem irregularidades no Hospital Espanhol, na capital Salvador. As acusações anônimas já foram refutadas pelos senadores e demais políticos, pelo governo da Bahia e pela direção do hospital.

De acordo com Otto Alencar, a fake news foi promovida por pessoas ligadas a Bolsonaro.

— Eu tenho 35 anos de política e não tenho denúncia no Ministério Público, não tenho nenhum processo a responder na Justiça, pela minha preocupação com minha honra. Ao contrário dos que estão envolvidos hoje em acusações graves, que envolvem, inclusive, uma coisa muito rasteira, que é a questão da ‘rachadinha’, que estava tatuada na Alerj, a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro — disse Otto.

Por meio de nota, Angelo Coronel também já avisou que vai entrar na Justiça contra Bolsonaro com base na Lei de Abuso de Autoridade (Lei 13.869, de 2019) e pediu que o presidente da República informe quem repassou a mensagem.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Política Nacional

Plenário conclui discussão sobre MP que destina crédito a empresas; sessão é encerrada

Publicado


.
Maryanna Oliveira/Câmara dos Deputados
Ordem do dia. Dep. Vinicius Poit (NOVO - SP)
Deputados poderão votar a medida provisória na sessão desta quinta-feira

O Plenário da Câmara dos Deputados prosseguirá nesta quinta-feira (9) a análise da Medida Provisória 975/20, que institui o Programa Emergencial de Acesso a Crédito (Peac) a fim de mitigar os efeitos econômicos da pandemia causada pelo novo coronavírus.

Nesta quarta-feira (8), foi encerrada a discussão sobre o projeto de lei de conversão apresentado pelo relator, deputado Efraim Filho (DEM-PB).

O texto original do Poder Executivo determinava a alocação de até R$ 20 bilhões em fundo administrado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para socorro a empresas com receita bruta entre R$ 360 mil e R$ 300 milhões.

O parecer de Efraim Filho vai além e prevê mais R$ 10 bilhões para ajuda emergencial a microempreendedores individuais, micro e pequenas empresas, associações e cooperativas, entre outros. Pelo texto, a ajuda poderá ser lastreada no montante a receber das vendas realizadas por meio das chamadas maquininhas de cartão eletrônico.

Outras propostas
Após a discussão sobre a MP, a sessão virtual do Plenário desta quarta-feira (8) foi encerrada. Nesta quinta, a partir das 13h55, também estarão na pauta outras quatro propostas relacionadas à pandemia, entre elas o PL 3058/20, que suspende metas dos prestadores de serviços na área de saúde; e o PL 1552/20, que trata da proteção de mulheres em situação de violência.

Reportagem – Ralph Machado
Edição – Pierre Triboli

Continue lendo

Política Nacional

Flávio Bolsonaro declara apoio a quem teve perfil derrubado pelo Facebook

Publicado


source
bolsonaro
Divulgação

Senador se ofereceu para divulgar na criação de novos perfis


O senador Flávio Bolsonaro usou o Twitter, na noite desta quarta-feira (08), para escrever uma mensagem de apoio aos usuários que tiveram seus perfis derrubados pelo Facebook , por suspeita de disseminação de conteúdo criminoso.


Ele afirma que “todos os perfis que foram injustamente censurados por Facebook e Instagram – aparentemente por apoiarem o presidente Bolsonaro”.

Na mesma mensagem, Flávio ainda se dispõe a ajudar esse usuários na divulgação de possíveis novos perfis. “Assim que criarem seus novos perfis para exercerem a sagrada liberdade de expressão, avisem no privado ajudarei a divulgá-los”, escreveu.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana