conecte-se conosco


Turismo

Os ETs estão entre nós! 10 lugares no Brasil para fazer turismo ufológico

Publicado

Alienígenas, óvnis e abduções são assuntos que fascinam e amedrontam as pessoas ao redor do mundo. Diversos lugares são conhecidos por supostas aparições de seres de outros planetas e um dos mais famosos é a Área 51, uma instalação da força aérea americana que “esconde” provas de que os extraterrestres existem.

nave espacial arrow-options
Divulgação/Observatório de Greenwich

O turismo ufológico é muito difundido no Brasil e tem diversos locais para os apreciadores de ETs

Leia também: Quais destinos estão em alta no Brasil e o que fazer em cada um deles

Na semana passada, um grupo de pessoas criou um evento no Facebook, com data de 20 de setembro de 2019 , para invadirem a Área 51 e ter contato com os óvnis. A notícia se espalhou tão rapidamente que até o Exército dos Estados Unidos precisou se pronunciar sobre o  turismo ufológico.

A ideia é bem maluca e é provável que não dê certo, mas para você que é fã dos extraterrestres ainda há um jeito de conhecê-los. No Brasil, há diversos locais para o turismo ufológico, aquele em que você visita os locais de aparições de óvnis. E para saciar a sua curiosidade separamos 10 lugares em diversos estados para que você tenha um contato sobrenatural .

1. Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, Goiás

chapada dos veadeiros arrow-options
Divulgação/Vivalá

O Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, em Goiás, é conhecido por muitos avistamentos de óvnis

Parece que os Objetos voadores não identificados (óvnis) costumam aparecer em locais bem bonitos pelo Brasil. O primeiro ponto da lista é o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros. Naquela região existe um misticismo bem grande e é possível encontrar com facilidade templos, comunidades e santuários.

Os moradores da região afirmam ver constantemente UFOs e ETs na região. As experiências são compartilhadas em grupos que se reúnem para visitar o local em busca do inimaginável. Uma das aparições mais famosas da Chapada dos Veadeiros foi em 1995 quando um objeto sobrevoou o local, aumentando sua luminosidade, e depois de 15 minutos desapareceu.

Também é comum pessoas ‘desaparecerem’ por lá durante horas ou dias e retornarem dizendo que foram abduzidas por seres estranhos.

2. Parque Nacional da Chapada dos Guimarães, Mato Grosso

chapada dos guimarães arrow-options
Divulgação/CVC

Chapada dos Guimarães, no Mato Grosso, é um dos pontos do turismo ufológico no Brasil

A 65 km de Cuiabá, capital do Mato Grosso, o Parque Nacional da Chapada dos Guimarães é outro polo que atrai muitos alienígenas. Especialistas apontam questões naturais, como grande concentração de energia e magnetismo, para que esses fenômenos ocorram.

Existe uma lenda de que no Mato Grosso há passagens subterrâneas que ligam o Brasil à cidade de Machu Pichu, no Peru, e que elas servem de caminho para que os ETs apareçam na região. Uma das cavernas fica na Chapada dos Guimarães e outra na Serra do Roncador, local próximo e também muito visitado que tem até um “discoporto” para os óvnis .

3. Barra do Garças, Mato Grosso

cachoeira barra dos garças arrow-options
Reprodução/ Prefeitura Barra dos Garças

A cidade de Barra dos Garças fica em Mato Grosso e atrai muitos visitantes pelos fenômenos ufológicos

Seguindo a misticidade de Mato Grosso, Barra do Garças é um município conhecido também por seus fenômenos UFO . Os índios das etnias Xavante e Bororo, moradores da região, já relataram experiências com seres de outro planeta.

Desde 1995 a cidade tem um “discoporto” para receber os extraterrestres e alguns painéis e esculturas para divertir os visitantes. No ano de 2015, a cidade iniciou as comemorações do Dia do Extraterrestre no segundo domingo de julho.

4. Varginha, Minas Gerais

nave do e.t. arrow-options
Reprodução/ Instagram @imagensdedronevarginha

Nave do E.T. na praça de Varginha, em Minas Gerais

De toda a lista do turismo ufológico brasileiro, a cidade de Varginha, em Minas Gerais, é a mais conhecida. Depois que uma série de aparições de discos voadores em 1996 foi relatada pelos moradores o local passou a ser apontado como o segundo maior caso ufológico do planeta, atrás apenas do Caso Roswell, de 1947, no Novo México.

A aparição foi bastante aproveitada pelos políticos e a cidade hoje exibe uma grande caixa d’água no formato de disco voador no centro, além de ter uma “praça do E.T.” com esculturas e construir um Memorial do ET, no bairro da Vila Paiva, que está há mais de dez anos em construção.

5. São Thomé das Letras, Minas Gerais

são thomé das letras arrow-options
Reprodução/ site saotomedasletras.net.br

São Thomé das Letras é o segundo ponto em Minas Gerais do turismo ufológico no Brasil

O Estado de Minas Gerais registra o maior índice de aparições de UFOs no território brasileiro. Depois de Varginha, outro local muito visitado pelos ufólogos é a cidade de São Thomé das Letras. Saiba mais clicando aqui .

No ano de 1996 também existem relatos de pouso de naves espaciais na cidade e de avistamento de naves durante o dia e no pôr do sol. Para quem pensa em viajar a cidade é importante procurar o Seu Tatá, um comerciante local que é pioneiro na pesquisa ufológica na região.

6. Itacuruba, Pernambuco

observatório em itacuruba arrow-options
Reprodução/ itacurubba.pe.gov.br

A cidade de Itacuruba, em Pernambuco, é sede do Observatório Astronômico do Sertão de Itaparica

Itacuruba é uma pequena cidade no agreste pernambucano. Base do Observatório Astronômico do Sertão de Itaparica (Oasis), a região virou palco do turismo científico para observar astros e, quem sabe, óvnis.

7. Caçapava do Sul, Rio Grande do Sul

caçapava do sul arrow-options
Reprodução/ Instagram Prefeitura de Caçapava do Sul

Caçapava do Sul é muito conhecida pelo avistamento de óvnis

Em Caçapava do Sul, o fenômeno das ‘ondas ufológicas’, que são momentos de numerosos avistamentos, chama atenção e atrai diversos turistas. O fluxo de visitantes é tão grande que os governos estaduais e municipais criaram projetos para o turismo ufológico no local.

O turista conhece a região do sul que engloba o Alto da Boa Vista, Pinheiro e Tarumã; a região oeste da Pedra Furada e Pedro do Segredo e a leste e norte a localidade de Santa Bárbara.

Existe um site do UFO Turismo na cidade que contem fotos e matérias relacionadas aos aparecimentos. 

8. Peruíbe, São Paulo

praia de peruíbe arrow-options
Reprodução/Flickr

Peruíbe é a primeira cidade do Brasil a criar um roteiro ufológico

Peruíbe, no litoral sul de São Paulo, foi a primeira cidade a montar um roteiro ufológico no Brasil. Sede do Congresso Brasileiro de Ufologia, Peruíbe é uma cidade com grande incidência de ocorrências ufológicas.

No roteiro o turista visitará a Barra do Una, a Ruína do Abarebebê, os bairros de Guaraú, Perequê e São José, além do costão de Peruíbe e a Pedra da Serpente onde, segunda lendas, vive um sobrevivente alienígena. Inclusive o local foi tema de um filme, assista ao trailer.


A própria prefeitura de Peruíbe organiza os passeios e você pode entrar em contato pelo telefone (13) 3455-9426 para agendamento. Também existem agências para os tours como a Caiçara Expedições  e a  Roteiro Eco Trilhas .

9. Serra da Beleza, Rio de Janeiro

serra da beleza arrow-options
Reprodução/ Facebook Restaurante e Camping Serra da Beleza

A Serra da Beleza é um dos polos para avistamento de disco voador

A cidade de Serra da Beleza está localizada no interior do Rio de Janeiro, no distrito de Santa Isabel do Rio Preto. Os primeiros relatos de aparição de UFOs foi em 1982 e desde então os relatos só cresceram. Moradores já relataram ter visto discos voadores e até alguns seres estranhos nas redondezas.

Vizinha de Serra da Beleza está a cidade de Conservatória, no município de Valença, que tem há alguns anos o UFO Tour idealizado por Marco Antonio Petit, um estudioso da ufologia que mora no local.

A Serra da Beleza chegou a aparecer na série De Carona com os Óvnis , do canal The History Channel. Assista abaixo o episódio.

10. Parque Nacional de Sete Cidades, Piauí

castelo do piauí arrow-options
Reprodução/ Blog Arte Tapuio by Juscelino Reis

A Pedra Castelo do Piauí é uma formação rochosa misteriosa que dizem abrigar um ser de outro planeta

Entre os municípios de Piracuruca e Piripiri, no norte do Estado do Piauí, está o Parque Nacional de Sete Cidades com 6.303 hectares de fauna e flora e cavernas/grutas que possuem inscrições rupestres com vários desenhos não identificados.

Da mesma maneira que algumas lendas apontam cavernas dimensionais no Mato Grosso, em Sete Cidades também dizem haver uma dessas passagens secretas para os extraterrestres.

Leia também: Airbnb disponibiliza hospedagem de “outro planeta” por US$ 11; veja mais

Além do Parque existem outros pontos muito interessantes no Piauí para o turismo ufológico como Cadós e Buriti dos Cavalos, uma região de cachoeiras e cavernas; a cidade de José de Freitas; o Parque Nacional Serra da Capivara e a Pedra Castelo do Piauí, ao leste de Teresina, uma formação rochosa com fama de aparições de ETs.

publicidade
2 Comentários

2
Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
2 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
2 Comment authors
LeandroEdie Meireles Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Edie Meireles
Visitante

Juntando os dez ainda não ganham para a Chapada Diamantina na Bahia. Conheço estes todos.

Leandro
Visitante
Leandro

Faltou Colares no Pará, palco da operação prato!

Turismo

4 viagens internacionais para colocar no roteiro pós-pandemia

Publicado


source

Para os turistas de plantão, que já estão planejando as próximas viagens internacionais que vão fazer, o iG Turismo trouxe dicas da Gisella Depiné Poffo e do Fernando De Borthole, do canal Sonho e Destino no YouTube, sobre dicas de viagens tranquilas para fazer na Europa e no Canadá.

Eles indicaram alguns destinos sem muita aglomeração, com passeios ao ar livre tanto para o verão quanto pra o inverno.

Interior de Portugal – Lousã, Arouca, cidade de Ericeira

ericeira
Divulgação

Ericeira é uma cidade pequena e litorânea em Portugal, perfeita para recarregar as energias


As cidades do interior de Portugal são ideais para quem busca viagens tranquilas e com muitas opções de programas ao ar livre, como As Aldeias de Xisto em Lousã, os Passadiços de Paiva em Arouca e as praias de Ericeira.

Interior da República Tcheca – Brno, Valtice, Lednice

brno
Divulgação

Brno é uma das maiores cidades da República Tcheca, oferecendo diversos pontos turísticos como museus e matedrais

O interior da República Tcheca é repleto de cidades pequenas com pontos turísticos curiosos e são ótimos lugares para quem gosta de um friozinho. Em Brno, a segunda maior cidade do país os turistas podem visitar catedrais, mercados e castelos. Já Valtice é a cidade ideal para os apreciadores de um bom vinho, conhecida por seus diversos vinhedos. Lednice é onde está localizado os castelos mais famosos do país, diversos palácios enormes com jardins incríveis para conhecer.

Toronto, Canadá

toronto
Divulgação

Opte por conhecer Toronto no inverno, assim aproveitando para conhecer os principais pontos turísticos e também as atrações que só existem no inverno

Toronto é uma cidade muito visada no verão, mas no inverno, além de ficar mais tranquila oferece diversas opções de passeios únicos. Para os viajantes que curtem neve, tomar um chocolate quente e passear no gelo, ir para Toronto nos meses mais frios é uma ótima pedida.

Montanhas Rochosas, Canadá

montanhas rochosas
Divulgação

Escolha entre um carro e um motorhome e passe dias descobrindo as vistas incríveis nos arredores das Montanhas Rochosas do Canadá

Uma viagem para ser feita dentro de um carro ou um motorhome, fazendo paradas para apreciar a vista e passar a noite. Existem diversas opções de campings pelo caminho, mas para quem preferir hotel, tem também. As cidades mais visitadas pelos turistas que vão conhecer as montanhas são Calgary, Banff, Field e Jasper. Viagem incrível para quem aprecia sossego, lagos, cachoeiras e paisagens paradisíacas.

Fonte: IG Turismo

Continue lendo

Turismo

Quantas levar e como lavar? A maneira correta de usar máscaras em viagens

Publicado


source

As viagens ainda não estão normalizadas e apresentam alto risco de contaminação, por isso, para quem será obrigado a viajar nesse período é imprescindível ficar atentos à todas as medidas de prevenção, especialmente ao uso de máscaras, que se tornaram um item essencial pelos próximos meses.


homem de máscara
Pixabay/Reprodução

Só retire sua máscara quando estiver em casa ou no hotel









Para viagens de carro, o uso de máscaras é sempre recomendado mesmo para o que viajarão sozinhos. Segundo a infectologista Raquel Muarrek, a medida mais segura é a de se usar máscara sempre que estiver fora de casa. O viajante também deve se atentar às medidas de higienização das mãos e do veículo .

Caso você vá pegar ônibus ou avião, precisará de máscaras extras para fazer o trajeto, pois as empresas não estão distribuindo máscaras no check-in ou a bordo, os passageiros devem levar suas próprias máscaras de casa.

Cuidado ainda ao escolher a sua poltrona ou assento. “Para pessoas que precisam viajar de avião ou ônibus, o mais indicado é que sentem no assento perto da janela e evitem ao máximo o banheiro, que é o local com maior risco de contaminação”, relembra a infectologista.

Quantas máscaras levar na mala?

Há quem brinque que, ao fazer as malas, lembrar das máscaras será, daqui para frente, como lembrar de levar cuecas.

Considerando que as máscaras devem ser utilizadas todo tempo que você estiver fora de casa ou do hotel, incluir na mala três máscaras por dia é um número seguro. Além disso, uma dica é levar uma máscara extra sempre que for sair, para o caso a máscara que estiver usando fique úmida e perca a eficácia antes do previsto.

Vale ressaltar que as máscaras reutilizáveis devem estar dentro do  padrão divulgado pela OMS (Organização Mundial da Saúde). “As máscaras de tecido podem durar de duas até quatro horas, dependendo da sujidade, no quanto a pessoa está falando, tossindo, espirrando e umedecendo esse tecido”, explica Raquel Muarrek.

Outro cuidado essencial é na hora de trocar de máscaras. “A pessoa deve buscar higienizar as mãos antes de fazer a troca, se possível com água e sabão, senão com uma quantidade generosa de álcool em gel. Com a mão higienizada, retire a máscara usada pelos elásticos nas orelhas e coloque em uma sacola bem fechada”, indica a médica.

Como higienizá-las longe de casa?

A máscara não deve ser retirada da sacola até que a pessoa chegue ao hotel ou destino para higienizá-las. “A indicação é que sejam sempre lavadas muito bem com água e sabão e depois colocadas em uma mistura com hipoclorito de sódio. No caso de viajantes, podem comprar embalagens menores de hipoclorito, que geralmente são usadas em alimentos, assim conseguem levar para onde forem”, recomenda Raquel.

A especialista também reitera que, no aeroporto, rodoviária ou na rua, a recomendação é que o viajante continue utilizando máscaras, evitando locais de aglomeração e permanecendo à medida de distância mínima de outras pessoas durante sua viagem. “O distanciamento é a medida mais importante para quem precisa sair de casa e, muitas vezes, é esquecida”, finaliza a médica.

Fonte: IG Turismo

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana