conecte-se conosco


Polícia Federal

Operação Vitare Periculum investiga ameaça em Instituto Federal na Paraíba

Publicado

Patos/PB – A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta quarta-feira, 17/04/2019, a Operação Vitare Periculum, para apurar denúncia de ameaça proferida por um servidor do Instituto Federal da Paraíba, em Cajazeiras/PB.

A operação contou com a participação de cerca de 10 policiais federais, sendo realizado o cumprimento de um mandado de busca e apreensão, na residência do investigado, na cidade de Cajazeiras/PB, além de medidas cautelares de afastamento da função pública e proibição de acesso ao local de trabalho. As ordens foram expedidas para 8ª Vara Federal de Sousa/PB.

 

ENTENDA O CASO

A investigação se iniciou a partir de notícia que relatava no sentido de que o servidor teria externado a intenção de praticar atentado em seu local de trabalho, com uso de arma de fogo.

Além da busca a apreensão no endereço residencial do Investigado, foi determinado pelo Poder Judiciário a proibição de acesso e frequência do mesmo ao IFPB e afastamento das funções pelo período mínimo de 30 dias.

CRIMES INVESTIGADOS

Os investigados poderão vir a responder pelo crime de ameaça, previsto no Artigo 147 do Código Penal, cuja pena poderá chegar a um ano de detenção.

 

***O nome vitare periculum significa “risco de vida”.

Fonte: Polícia Federal
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Polícia Federal

Polícia Federal prende norte-americano acusado de crimes financeiros no Brasil e nos Estados Unidos

Publicado

Rio de Janeiro/RJ – A Polícia Federal prendeu, nessa quinta-feira (20/2), em Búzios/RJ, um dos sócios de uma empresa multinacional que operava esquemas financeiros, em cumprimento a mandado judicial de prisão para fins de extradição, expedido pelo Supremo Tribunal Federal – STF.

O preso, que perdeu a nacionalidade brasileira, é acusado nos Estados Unidos da prática dos crimes de fraude por correspondência e eletrônica, conspiração e lavagem de dinheiro por sua atuação à frente da empresa.

O procurado fugiu para o Brasil após a empresa ter sido formalmente acusada de praticar pirâmide financeira nos EUA. Para sair daquele país, o acusado cruzou a fronteira com o Canadá de carro e dias depois embarcou em um voo de Toronto para São Paulo.

No Brasil, os sócios da empresa e outros participantes do negócio foram denunciados pelo Ministério Público Federal pela prática de crimes contra o sistema financeiro, lavagem de dinheiro e crime contra a economia popular.

As investigações feitas pelo Escritório Central Nacional da Interpol no Brasil e pela Superintendência da Polícia Federal no Espírito Santo contaram com a cooperação do Immigration and Customs Enforcement – ICE e do Departamento de Segurança Interna (DHS) dos Estados Unidos.

O preso ficará à disposição da Suprema Corte Brasileira até que seja autorizada sua extradição para os Estados Unidos, onde prestará contas à Justiça daquele país.

 

Comunicação Social da PF61 – 2024 8142

Fonte: Polícia Federal
Continue lendo

Polícia Federal

PF coibi o transporte ilegal de ouro retirado de garimpos ilícitos

Publicado

Redenção/PA – A Polícia Federal deflagrou na quinta-feira (20/2) a Operação Milhas de Ouro, que teve por objetivo coibir o transporte ilegal de ouro retirado de garimpos ilícitos situados dentro da Terra Indígena Kayapó, no município de Cumaru do Norte/PA.

Após levantamentos realizados pelos policiais federais, obteve-se a informação de que um avião havia decolado do garimpo denominado ARARA e estaria chegando no aeroporto da cidade de Redenção/PA, possivelmente trazendo material ilícito proveniente do citado garimpo. Uma equipe de policiais fez campana nas proximidades do aeroporto e confirmou as suspeitas com o pouso do avião com o prefixo previamente identificado. Foi procedida a abordagem ao piloto e ao passageiro da aeronave, que é menor de idade, e,após procedimento de revista logrou-se êxito em localizar em poder deles a quantia total de 71,9 gramas de ouro, avaliado em aproximadamente R$ 10.500,00 (dez mil e quinhentos reais), além de ter sido confirmado que o avião havia decolado do referido garimpo.

O piloto, que estava com o Certificado de Habilitação Técnica vencida, não podendo pilotar qualquer aeronave nessa condição, foi preso em flagrante delito pelo crime descrito no art. 261 do CPB (pena: reclusão de 2 a 5 anos) e também pelo crime descrito no art. 2º, §1º da Lei nº 8.176/91 (pena: detenção de 1 a 5 anos), haja vista que portava 67,9 gramas de ouro proveniente de garimpo clandestino. Já o menor de idade, que portava 4 gramas de ouro, segundo o qual foi recebida em pagamento por seu trabalho no garimpo, foi apreendido e encaminhado para a Polícia Civil de Redenção/PA, para lavratura de procedimento de ato infracional. Um homem que aguardava o pouso da aeronave e que seria o destinatário/adquirente das 67,9 gramas do ouro que o piloto portava, foi identificado e também recebeu voz de prisão pelo delito descrito no art. 2º, §1º da Lei nº 8.176/91 (pena: detenção de 1 a 5 anos).

A aeronave, avaliada em R$ 100 mil, também foi apreendida e permanecerá à disposição da Justiça Federal.

 

Comunicação Social da Polícia Federal em Redenção/PA

Contato: (94) 3424-9800

Fonte: Polícia Federal
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana