conecte-se conosco


Polícia Federal

Operação Risco Duplo combater atividade de consórcio sem registro pelo BACEN

Publicado

São Mateus/ES – A Polícia Federal de São Mateus deflagrou nesta quarta-feira (8/5) a Operação Risco Duplo, visando combater a atividade de consórcio de motocicletas sem registro no Banco Central do Brasil em São Mateus/ES. Foram cumpridos três mandados de busca e apreensão.

Pelo que foi apurado até o momento, existem denúncias de clientes que pagaram todas as parcelas de seus planos e não receberam o bem objeto do consórcio.

A autorização prévia do BACEN para o funcionamento das empresas administradoras de consórcio tem o objetivo de evitar que os clientes consorciados caiam em golpes e venham a ter prejuízos futuros, sendo que a falta da referida autorização torna a atividade ilegal e passível de crime, conforme previsto na Lei de Crimes Financeiros (Lei nº 7.492/86).

A prática de criação e administração de consórcios, e venda de planos de consórcio sem autorização do BACEN faz com o que os responsáveis incorram em infração aos arts. 7º, incisos II, III e IV e art. 16, ambos da Lei nº 7.492/86, com penas que, somadas, podem alcançar 12 anos de prisão.

 

 

 

Fonte: Polícia Federal
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Polícia Federal

Polícia Federal investiga atentado sofrido pelo Deputado Federal Loester “Trutis” no MS

Publicado

Campo Grande/MS – A Policia Federal informa, em relação ao ataque praticado contra o Deputado Federal Loester Gomes Gomes de Souza, na data de hoje (16/02), que tomou todas as medidas iniciais em relação ao caso, e instaurou Inquérito Policial para investigar o ocorrido.

O parlamentar e seu motorista não foram atingidos pelos disparos e prestaram declarações buscando colaborar com o procedimento investigativo.

Comunicação Social da PF no MSFone: (67) 3368-1105E-mail: [email protected]

Fonte: Polícia Federal
Continue lendo

Polícia Federal

PF investiga desvios de verbas públicas destinadas a atender vítimas de enchentes em Pernambuco

Publicado

Recife/PE – A Polícia Federal deu cumprimento hoje (14/2) a cinco a cinco mandados de busca e apreensão, expedidos pela 13ª Vara Federal, como um desmembramento da Operação Torrentes. As buscas foram executadas na região metropolitana de Recife, Sirinhaém e na cidade de São Paulo.  

O objetivo das diligências empreendidas nessa nova fase é aprofundar investigações a respeito do envolvimento de servidores da Secretaria Nacional de Defesa Civil em contratações fraudulentas executadas pela Secretaria da Casa Militar de Pernambuco.

De acordo com o que foi apurado, suspeita-se que verbas repassadas para atendimento às vítimas das fortes enchentes que assolaram alguns municípios pernambucanos entre os anos de 2010 e 2011 foram desviadas.

Os dados coletados no bojo da Operação Torrentes revelaram transferências efetuadas pelas empresas investigadas em prol de servidores que a época, ocupavam cargos do alto escalão na Secretaria Nacional de Defesa Civil – órgão justamente encarregado não só de autorizar o repasse de verbas para as regiões afetadas pelos desastres naturais, mas também de fiscalizar a utilização desses valores.

Por outro lado, coincidentemente, essas mesmas empresas foram contratadas por diversos estados com as verbas públicas repassadas por aquele órgão. A suspeita, assim, é de que tais transferências sejam propinas pagas em razão dos direcionamentos das contratações.

 

Comunicação Social da Polícia Federal em Pernambuco

Contato: (81) 2137-4076

Fonte: Polícia Federal
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana