conecte-se conosco


Polícia Federal

Operação Relicta Mori investiga crimes de promoção de migração ilegal em toda região de Governador Valadares

Publicado

Governador Valadares/MG – A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira, 21/6, a Operação RELICTA MORI, para combater crimes de promoção de migração ilegal em toda região de Governador Valadares.

A PF representou por quatro mandados de busca e apreensão e dois mandados de prisão preventiva, todos expedidos pela Justiça Federal de Governador Valadares e cumpridos nesta cidade mineira.

Houve também a determinação de bloqueio de ativos financeiros, apreensão e arresto de diversos veículos, imóveis, valores em espécie, bem como de criptoativos destinados à ocultação de valores obtidos ilicitamente.

A PF realizou investigação originada da denúncia dos familiares de um emigrante falecido em 2021 na tentativa de atravessar ilegalmente do México para os EUA.

Restou comprovado que os investigados foram os responsáveis pela tentativa de travessia ilegal. Apurou-se, ainda, que 197 pessoas migraram ilegalmente para os Estados Unidos com o auxílio da organização criminosa.

Foram várias crianças (inclusive bebês) e adolescentes utilizados para o ingresso por meio do já conhecido método “cai-cai”. Neste sistema, as famílias com menores entregam-se às autoridades americanas após cruzarem as fronteiras, pois sabem que irão responder em liberdade pelo ingresso irregular devido ao fato de as crianças não poderem permanecer sozinhas por questões humanitárias.

Tal método traz ainda como agravante o aumento do número de casos de sequestro internacional de crianças. Elas são “alugadas” pelos coiotes para adultos desacompanhados que pretendam ingressar nos Estados Unidos utilizando o método citado. Isto implica em evidente risco para os menores.

Os suspeitos responderão pelo crime de tráfico de pessoas, previsto no art.232-A do CP, além do homicídio, previsto no art. 121 também do Código Penal. Se condenados, poderão cumprir até 26 anos de prisão.

Comunicação Social da Polícia Federal em Governador Valadares/MG

[email protected]| www.pf.gov.br (33) 3212-9100

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Polícia Federal

PF deflagra operação de repressão a crimes patrimoniais

Publicado

Campo Grande/MS – Nesta sexta-feira (1/7), a Polícia Federal deflagrou a Operação Mokõi Hova, que teve como objetivo o cumprimento de dois mandados de prisão, expedidos pela Justiça Federal de Campo Grande/MS, na investigação do furto qualificado da agência Caixa Econômica Federal de Aquidauana/MS, na qual os autores destruíram a parede que dá acesso ao cofre e subtraíram vultosa quantia em dinheiro.

As investigações avançam para demonstrar a existência de uma organização criminosa dedicada à prática deste tipo de crime, tanto é que, recentemente, os mesmos indivíduos já haviam sido presos em situação similar à ocorrida em Aquidauana/MS. 

A apuração demonstrou que um dos presos nesta data fornecia informações essenciais para a atuação da organização criminosa, pois trabalhava como contratado da empresa que prestava serviços à CEF. 

 O nome da operação Mokõi Hova tem origem guarani e significa duas faces.

Comunicação Social da Polícia Federal em Mato Grosso do Sul

@policiafederal

@policiafederalms

Fonte: Polícia Federal

Continue lendo

Polícia Federal

PF e COPE efetuam prisão de traficante internacional de armas

Publicado

Foz do Iguaçu/PR – Policiais Federais e do COPE efetuaram uma prisão de indivíduo condenado por tráfico internacional de armas, na noite desta quinta-feira (30/6).

Os policiais realizavam patrulhamento na região conhecida como Esquina Céu Azul, zona rural do município de Santa Helena/PR, quando resolveram abordar um indivíduo no local.

Após vistoria, nada de ilícito foi encontrado. Contudo, nos sistemas, foi encontrado um registro de mandado de prisão pendente de cumprimento, expedido pela 5o Vara Federal de Foz do Iguaçu/PR. O mandado de prisão se refere à condenação por tráfico internacional de armas, artigo 18 da Lei 10.826/03.

O indivíduo foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Federal em Foz do Iguaçu/PR, para comunicação ao juízo e início do cumprimento da pena.

Comunicação Social da Polícia Federal em Foz do Iguaçu/PR

CS/PF/Foz

[email protected]

Disque-Denúncia

(45) 99116-8691 (telefone/Whatsapp)

Fonte: Polícia Federal

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana