conecte-se conosco


Mato Grosso

Operação prende suspeito de agenciar pesca ilegal em Barão de Melgaço

Publicado

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), em parceria com a Companhia da Polícia Militar de Santo Antônio de Leverger, prendeu na manhã desta segunda-feira (06) um homem de 58 anos, por transporte de pescado ilegal. No veículo foram encontrados 160 quilos de peixe em filé e mais de 200 quilos de pintados já descaracterizados (sem a cabeça). A estimativa é que se os peixes estivessem inteiros, poderiam chegar a quase 700 quilos de peixes nobres retirados do rio durante a Piracema, período em que os peixes estão em reprodução.  

O suspeito furou um bloqueio feito pela fiscalização na região do Pantanal em Santo Antônio de Leverger e, após perseguição, foi cercado na MT-040 na entrada da área urbana de Cuiabá e autuado em flagrante. Com mais de dez passagens pela polícia por crimes ambientais, o suspeito é conhecido por ser um dos maiores agenciadores da pesca ilegal na região de Barão de Melgaço.

“Ele não é responsável pela pesca diretamente, mas financia os redeiros que fazem grandes retiradas de pescado do rio e foi detido em flagrante por transporte de pescado ilegal, já que estamos em Piracema”, explica o coordenador de Fiscalização de Fauna da Sema, Jean Holz.

Holz reforça que neste período proibitivo da pesca, a Sema vem reforçando a atuação para retirar de circulação apetrechos de pesca predatória, especialmente a rede: “No anzol, levaria muito tempo para pescar um pintado como esse e com a rede retira-se mais de vinte peixes em uma única vez, causando danos ao estoque pesqueiro”.  

O pescado apreendido na operação será periciado e caso esteja em condições adequadas para consumo humano, será doado a instituições filantrópicas. Além do pescado, o suspeito também teve o veículo apreendido.

Piracema

O período de defeso da piracema no Estado de Mato Grosso iniciou no dia 1º de outubro e segue até dia 31 de janeiro de 2020. A proibição à pesca, tanto amadora como profissional, abrange os rios das Bacias Hidrográficas do Paraguai, Amazonas e Araguaia-Tocantins.

Neste período é permitida apena a pesca de subsistência, desembarcada, que é aquela praticada artesanalmente por populações ribeirinhas ou tradicionais para garantir a alimentação familiar, sem fins comerciais.

Para os ribeirinhos é permitida a cota diária de três quilos e um exemplar de qualquer peso por pescador, respeitando os tamanhos mínimos de captura, estabelecidos pela legislação para cada espécie. O transporte e comercialização proveniente da pesca de subsistência também fica proibido.

Nos rios de divisa, em que uma margem fica em Mato Grosso e outra margem em outro estado, a proibição à pesca segue o período estabelecido pela União, que se inicia em novembro e termina em fevereiro de 2020. A pesca nos trechos de divisa está liberada, porém o peixe pescado na região não pode ser transportados nem comercializados dentro do território mato-grossense.

Em Mato Grosso, 17 rios se encaixam nessa característica de rio de divisa. Entre os mais conhecidos estão o rio Piquiri, na bacia do Paraguai, que uma margem está em Mato Grosso e outra em Mato Grosso do Sul, o rio Araguaia, na bacia Araguaia-Tocantins, que faz divisa com Goiás e, na bacia Amazônica, o trecho do rio Teles Pires que faz divisa com o Pará.

Denúncias

O cidadão pode denunciar a pesca depredatória e outros crimes ambientais à Ouvidoria Setorial da Sema: 0800-65-3838 ou via WhatsApp no (65) 99281-4144. Outros telefones para informações e denúncias: (65) 3613-7394 (Setor Pesca), nas unidades regionais da Sema ou aplicativo MT Cidadão.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mato Grosso

Secretário de Fazenda participa de debate sobre o risco de crise estrutural nas finanças dos estados

Publicado


O secretário de Fazenda, Rogério Gallo, participa nesta quarta-feira (30), como palestrante, de um webinar para debater ‘O risco de uma crise estrutural nas finanças dos Estados’, promovido pelo Foro Inteligência. Além do titular da Fazenda em Mato Grosso debaterão também os secretários Henrique Meirelles (São Paulo), Décio Padilha da Cruz (Pernambuco), Rafael Tajra Fonteles, (Piauí) e Renê Garcia (Paraná). Os secretários discutirão a implosão das finanças estaduais e o risco de a crise financeira se tornar crônica.

“Acreditamos que o convite para participarmos desse importante debate, deve-se principalmente por causa das medidas contenção de gastos, ajustes fiscal e tributário, levados à efeito desde o início da gestão do governador Mauro Mendes e que agora começam a apresentar resultados positivos”, aponta o secretário Rogério Gallo

O debate online tem início previsto para as 18h (no horário de Mato Grosso). As inscrições são gratuitas e online: https://mailchi.mp/0c46b2fda62b/lyp6wekvlo.  Até o final da tarde desta terça-feira haviam cerca de 500 inscrições. A previsão dos organizadores é alcançar mil pessoas na audiência ao vivo.

O Foro poderá ser visto ao vivo pelo Facebook e pelo Zoom, e posteriormente, no canal da Insight Inteligência no YouTube. As melhores palestras do Foro poderão ser lidas na revista Insight Inteligência.

https://www.facebook.com/events/318902762524100/

https://www.insightinteligencia.com.br/foro/

Foro Inteligência

O Foro Inteligência reúne o BRICS Policy Center e a Insight Comunicação, com o apoio do Instituto de Relações Internacionais (IRI) da PUC-Rio e da Casa de Afonso Arinos e tem como uma de suas principais propostas promover debates sobre temas mais profundos. O webinar desta quarta-feira será o primeiro a ser promovido pelo Foro.

Segundo um dos curadores do Foro Inteligência, o professor do IRI, Marcio Scalercio, entusiasta de primeira hora da iniciativa, não somente os temas serão estratégicos e pouco abordados ou com abordagem diferente, buscando não só a conexão com o exterior, mas fazer do Rio uma caixa de ressonância da produção de conhecimento país: “Vamos fazer do Rio a verdadeira capital dos debates fundamentais e multidisciplinares”.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mato Grosso

Primeira-dama destina cestas básicas para pacientes em tratamento renal

Publicado


Atendendo ao pedido da primeira-dama do Estado, Virginia Mendes, a Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc) entregou 210 cestas básicas e produtos de limpeza e higiene para a Clínica de Tratamento Renal (CTR). As doações foram repassadas nessa terça-feira (29.09) e vão beneficiar famílias dos pacientes que fazem hemodiálise por meio do Sistema Único de Saúde (SUS) e se encontram em situação de vulnerabilidade social.

Os donativos fazem parte da campanha “Vem Ser Mais Solidário – MT unido contra o coronavírus”, idealizada e coordenada de forma voluntária pela primeira-dama. Madrinha oficial do transplante renal em Mato Grosso, Virginia Mendes ressaltou a importância da ação para as famílias atendidas.

“Tenho um carinho e um cuidado especial por esse público. Eu sou transplantada e fico feliz por saber que através dessa ação do Governo conseguimos diminuir o sofrimento desses pacientes com a doação de alimentos”. A retomada do transplante em Mato Grosso, que estava paralisado há 11 anos, foi uma das bandeiras defendidas pela primeira-dama.

A secretária Rosamaria Carvalho destacou que a iniciativa vem cumprindo com o seu objetivo que é amenizar o sofrimento dos mais carentes, principalmente neste cenário de crise. “Temos procurado alcançar todas as pessoas que estão vulneráveis e que necessitam de auxilio neste momento”, ressaltou.

A assistente social do CTR, Adriana de Almeida, agradeceu pelas doações recebidas. “Esse projeto social da primeira-dama é muito importante porque vem contribuir com os nossos pacientes que precisam de ajuda nesse período de crise. Estamos muitos felizes por essa parceria”, disse.

Maria de Lurdes Salestiano é assistida pela Clínica há alguns anos e foi beneficiada pela ação. “Queremos agradecer a primeira-dama e a secretária Rosamaria por esse momento especial. Nós que fazemos hemodiálise estamos muito gratos”, comentou.

Contemplada com a cesta básica, Miracy Maria da Silva, destacou a importância da ajuda para as famílias que enfrentam problemas financeiros. “Agradeço a primeira-dama por nos proporcionar esse momento lindo. Sabemos que muitas pessoas estão passando dificuldades e só com união vamos conseguir vencer”, externou.

Outras entregas

A campanha do Governo do Estado também atendeu moradores dos bairros Altos da Glória, Altos da Serra e Novo Horizonte, em Cuiabá. Foram distribuídas para as famílias mais de 450 cestas básicas contendo alimentos e kits de produtos de limpeza e higiene pessoal.

O secretário-adjunto de Assuntos Comunitários da Setasc, Édio Martins de Souza, conduziu as entregas e disse que a intenção é amenizar o sofrimento dos mais carentes e fragilizados. “Estamos cumprindo o papel da assistência social que é amparar os que mais precisam”.

O presidente do bairro Altos da Glória, Edi Carlos, relatou os desafios enfrentados pelas famílias. “Essa caridade que o Governo do Estado está fazendo para as famílias não tem preço. Nosso bairro fica numa região de periferia e muitas pessoas são extremamente pobres, então toda ajuda é bem-vinda”.

Moradora da região, Efigênia Alcântara de Almeida, explicou a situação que sua família se encontra no momento. “Agradeço por essa grande ajuda, estou desempregada e só tenho o auxílio emergencial para sobreviver, e com quatro filhos nada é fácil. Obrigada”, contou.

Residente no bairro Novo Horizonte, Rozi Luci de Paula, também recebeu os donativos. “Agradeço muito por esse excelente trabalho que está ajudando a nossa comunidade que realmente está precisando”, completou.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana