conecte-se conosco


Policial

Operação prende quatro em flagrante e apreende armas e munições

Publicado


.

Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT

Quatro pessoas foram presas em flagrante por posse ilegal de arma de fogo durante uma operação deflagrada pela Polícia Civil em Juína (735 km a noroeste de Cuiabá), nesta segunda-feira (10), que faz parte de uma investigação sobre crimes contra a vida ocorridos no município.

 

Durante a operação, que contou com apoio da Polícia Militar, foram cumpridos cinco mandados de buscas e apreensões nas mesmas residências onde foram presas as quatro pessoas. Três armas e munições foram apreendidas.

Os mandados fazem parte de uma investigação da Polícia Civil para esclarecer diversos crimes contra a vida ocorridos em Juína. O delegado Romildo Nogueira Jr. representou pelos mandados deferidos pela Justiça local.

Em um dos locais para cumprimento dos mandados, no bairro Módulo 3, os policiais, coordenados pelo delegado Marco Bortolotto Remuzzi, prenderam em flagrante uma mulher de 56 anos e um homem de 31 por posse irregular de arma de fogo de uso permitido. Quando as equipes entraram na casa, o homem estava com a arma de fogo na cintura, um revólver calibre 38, municiado.  Em um guarda-roupa foram localizadas uma garrucha e munições. O homem estava em cumprimento de prisão domiciliar e utilizava tornozeleira eletrônica e faz parte de uma facção criminosa.

No bairro Palmiteira, outras duas pessoas também foram presas em flagrante, um homem de 29 e uma mulher de 24 anos. Na casa, os policiais uma arma com numeração suprimida e munições.

As armas e munições e as quatro pessoas foram encaminhadas à delegacia da Polícia Civil, onde foram autuadas em flagrante pelo delegado Marco Remuzzi. Todo o material apreendido será analisado dentro das investigações que continuam para esclarecer os delitos criminosos.   

Fonte: PJC MT

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Policial

Polícia prende acusados de matar engenheiro agrônomo em Mato Grosso

Publicado

Vinícius Augusto (no detalhe) foi executado no dia 28 de dezembro em Colíder

A Polícia Civil em Colíder (650 km ao norte de Cuiabá) cumpriu na terça-feira (29) mandados judiciais dentro da Operação Sicários que investiga o homicídio de um engenheiro agrônomo ocorrido na cidade, no mês de dezembro do ano passado.

Foram cumpridos dois mandados de prisão temporária e um de busca e apreensão contra os suspeitos do homicídio. Um dos investigados foi preso na cidade de Itanhangá e o outro em Colíder. Ambos têm 22 anos e possuem passagens por tráfico de drogas e homicídio qualificado.

De acordo com o delegado Eugênio Rudy Jr., antes de representar pela prisão temporária dos investigados, eles foram interrogados na delegacia e após a oitiva, um deles foragiu de Colíder.

Durante o cumprimento da prisão em Itanhangá, o suspeito tentou fugir e na perseguição a ele, um dos investigadores foi atacado por um cachorro e teve ferimentos. O policial foi medicado em Itanhangá e passa bem.

O delegado informou que as investigações prosseguem para identificar o envolvimento de outras pessoas o crime.

Crime na lanchonete

No dia 28 de dezembro do ano passado, Vinícius Augusto de Souza, 26 anos, estava em uma lanchonete no centro de Colíder, quando os executores chegaram a uma motocicleta e já atirando contra a vítima, que saiu correndo do local, tentando se proteger. A vítima ainda tentou se esconder uma farmácia próxima à lanchonete, mas foi alcançada pelos atiradores que ainda dispararam outra vez.

A vítima foi ferida com cinco disparos.

 

Continue lendo

Policial

Polícia Civil cumpre ordens judiciais em investigação sobre morte de engenheiro agrônomo

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

Polícia Civil em Colíder (650 km ao norte de Cuiabá) cumpriu na terça-feira (29) mandados judiciais dentro da Operação Sicários que investiga o homicídio de um engenheiro agrônomo ocorrido na cidade, no mês de dezembro do ano passado.

Foram cumpridos dois mandados de prisão temporária e um de busca e apreensão contra os suspeitos do homicídio. Um dos investigados foi preso na cidade de Itanhangá e o outro em Colíder. Ambos têm 22 anos e possuem passagens por tráfico de drogas e homicídio qualificado.

De acordo com o delegado Eugênio Rudy Jr., antes de representar pela prisão temporária dos investigados, eles foram interrogados na delegacia e após a oitiva, um deles foragiu de Colíder.

Durante o cumprimento da prisão em Itanhangá, o suspeito tentou fugir e na perseguição a ele, um dos investigadores foi atacado por um cachorro e teve ferimentos. O policial foi medicado em Itanhangá e passa bem.

O delegado informou que as investigações prosseguem para identificar o envolvimento de outras pessoas o crime.

Crime na lanchonete

No dia 28 de dezembro do ano passado, Vinícius Augusto de Souza, 26 anos, estava em uma lanchonete no centro de Colíder, quando os executores chegaram a uma motocicleta e já atirando contra a vítima, que saiu correndo do local, tentando se proteger. A vítima ainda tentou se esconder uma farmácia próxima à lanchonete, mas foi alcançada pelos atiradores que ainda dispararam outra vez.

A vítima foi ferida com cinco disparos.

Fonte: PJC MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana