conecte-se conosco


Mato Grosso

Operação Pantanal II reduz focos de calor em 73%

Publicado


.

A Operação Pantanal II reduziu em 73% o número de focos de calor no bioma. Na sexta-feira (07), quando foi deflagrada a operação, o satélite NPP registrou 1.370 focos de calor e nesta sexta (14.08), foram registrados 368. Os dados foram repassados hoje pela manhã pelo Centro Integrado Multiagências de Coordenação Operacional (Ciman-MT).

Os combatentes obtiveram êxito na construção de uma linha de defesa de 14 quilômetros para proteção de uma área de mais de 26 mil hectares da Reserva Particular de Patrimônio Natural (RPPN) Sesc Pantanal. A área protegida equivale a 10 vezes o arquipélago de Fernando de Noronha.

Também foram destinadas equipes para monitoramento nas proximidades da casa do senhor Dito Verde. A casa de barro, patrimônio Cultural do Pantanal, foi defendida em um intenso combate realizado na quinta-feira (13). Graças ao trabalho das equipes o local continua sendo preservado. O pantaneiro nasceu e cresceu na área da RPPN e construiu a casa há 64 anos.

As ações para defesa da maior planície alagável do mundo, contam mais 134 pessoas atuando no combate aos incêndios. São 38 bombeiros militares de Mato Grosso e 12 de Mato Grosso do Sul.  Do Governo Federal, atuam oito militares da FAB e 23 da Marinha, além de 14 brigadistas do ICMBio. O Sesc Pantanal disponibilizou 39 funcionários, sendo quatro em parceria com a Universidade Federal de Mato Grosso.

Para ação, estão sendo empregados duas aeronaves de combate a incêndio do CBMMT e outas duas do ICMBio. Um helicóptero da Força Aérea Brasileira e outro da marinha atuam na operação para deslocamento de equipes e identificação das éreas atingidas. Nesta sexta-feira (14), mais um helicóptero do Ibama irá atuar na região do Porto Jofre, em Poconé.

Por terra, as equipes recebem o apoio de duas camionetes, uma van, um caminhão, um ônibus e dois quadriciclos também do Corpo de Bombeiros Militar e três máquinas oriundas de apreensão cedidas pela Sema. De recursos privados, estão em campo uma aeronave e três camionetes do Sesc Pantanal, três caminhões pipa, três tratores pipa, um microônibus, um quadriciclo e uma van. Máquinas de diversos produtores rurais estão sendo empregadas na construção das linhas de defesa. As estimativas apontam que uma área de 204 mil hectares foi atingida pelo fogo nos municípios de Barão de Melgaço e Poconé.

Fonte: GOV MT

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mato Grosso

Cabos elétricos do Hospital Estadual Santa Casa são furtados e polícia investiga caso

Publicado


A Polícia Civil já iniciou a investigação do furto de 25 metros de fios do quadro da rede elétrica do Hospital Estadual Santa Casa, que aconteceu na noite de domingo (27.09), e ocasionou a suspensão da energia em parte da unidade hospitalar.

Esta é a segunda vez que cabos de energia são furtados na unidade no mês de setembro. O primeiro caso ocorreu no dia 21 e os cabos foram retirados do mesmo local. A direção da Santa Casa registrou boletim de ocorrência nas duas ações e aguarda o resultado da investigação.

A diretora do Hospital Estadual Santa Casa, Patricia Dourado, informou que o setor mais prejudicado, durante o período de interrupção de energia, neste domingo, foi a UTI COVID. Ela ressaltou, que apesar da falta de energia não houve agravamento do quadro clínico dos pacientes internados, pois os equipamentos dos leitos de UTIs possuem baterias para permanecer com funcionamento por 24 horas.

Toda a unidade já funciona normalmente com a energia elétrica restabelecida.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mato Grosso

Governo lança licitação para pavimentar acesso à ponte sobre o rio Vermelho

Publicado


O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra), abriu processo licitatório para contratação de empresa de engenharia para a pavimentação e implantação dos acessos à ponte sobre o Vermelho, em Rondonópolis (216 Km de Cuiabá).

Será asfaltado o trecho que vai do entroncamento da BR-364, em direção à ponte e seguindo pelo prolongamento das avenidas W-11 e W-14, até chegar na Avenida Fernando Corrêa da Costa, no perímetro urbano do município. 

Essa obra permitirá a ligação da região do Sagrada Família até a BR-364 e aos distritos industriais da cidade e, por consequência, será uma nova rota de desvio de parte do tráfego pesado da região central de Rondonópolis. Isso vai melhorar a logística e resolver um problema de escoamento da produção agrícola da região. 

De acordo com o secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, Marcelo de Oliveira, essa obra é de suma importância para viabilizar o acesso e garantir a trafegabilidade pela ponte, que foi executada, mas ainda não é utilizada devido à falta de implantação da rodovia. O investimento estimado para a execução da obra é de R$ 25 milhões.

“Além da  cabeceira da ponte, teremos que fazer drenagem e também implantar e pavimentar a rodovia do outro lado da ponte, que hoje é uma região de mato. É uma obra urbana pesada”, explicou o secretário.

A licitação para a pavimentação será na modalidade Regime Diferenciado de Contratação (RDC), do tipo menor preço. A sessão pública de abertura das propostas será realizada no dia 20 de outubro, às 9h, na sala de reuniões da própria Sinfra. A licitação também é transmitida em tempo real pelo canal do Youtube da Sinfra.

Tanto o projeto executivo, quanto demais documentações complementares, assim como o edital, encontram-se disponíveis no site da Sinfra para consulta. Eventuais esclarecimentos de dúvidas quanto ao edital poderão ser solicitados, preferencialmente, via e-mail [email protected], até cinco dias anteriores à sessão pública.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana