conecte-se conosco


Polícia Federal

Operação Narcos desarticula esquema internacional de lavagem de dinheiro e tráfico de drogas e armas

Publicado

Florianópolis/SC – A Polícia Federal deflagrou nesta quinta (13/2) a Operação Narcos, cujo objetivo é desmantelar organização criminosa voltada ao tráfico de drogas e armas, a esquemas de lavagem de dinheiro e ligada à facção criminosa. Durante a operação, a PF contou com apoio da Polícia Rodoviária Federal, da Agência Nacional de Aviação Civil – ANAC e da Polícia Civil.

Policiais federais deram cumprimento a 24 mandados de busca e apreensão e 17 mandados de prisão – 16 preventivas e uma temporária, sendo quatro preventivas referentes a indivíduos que já se encontram presos –, em endereços nos Estados de Santa Catarina (Balneário Camboriú, Bombinhas, Brusque, Canelinha, Florianópolis, Itapema e Porto Belo), Bahia (Eunápolis e Porto Seguro), Minas Gerais (Governador Valadares), Espírito Santo (Linhares) e Rio Grande do Sul (Canoas).

No curso do trabalho investigativo, identificou-se que integrantes do grupo criminoso possuíam patrimônios milionários registrados em seus próprios nomes e no de terceiros (parentes, empresas e outros ‘laranjas’), razão que levou à decretação de sequestro de imóveis, vários de alto padrão, incluindo apartamentos em Itapema/SC, Bombinhas/SC, Porto Belo/SC e um sítio em Canelinha/SC. Também foram sequestrados automóveis de alto valor e determinado o bloqueio de contas de 25 investigados.

De acordo com o que foi apurado pela PF durante a investigação, o grupo criminoso atuava em vários estados do País. Ele utilizava pequenas aeronaves e aeródromos para trazer drogas da Bolívia de forma clandestina, com posterior revenda no mercado interno ou envio para outros países por meio de transporte marítimo, a partir de portos localizados em Santa Catarina e em outros estados do país.

Quase duas toneladas de cocaína foram apreendidas durante a investigação, bem como 12 aeronaves, o que resultou na prisão em flagrante de alguns integrantes do grupo, tendo, inclusive, um dos seus líderes sido preso em meados de 2019 no Pará. A apuração colheu fortes indícios de que a quadrilha fazia parte de uma facção criminosa e também atuava no contrabando de armas de calibre restrito.

As ações têm por objetivo a desestruturação do grupo criminoso, com a responsabilização penal de seus integrantes e a constrição de recursos patrimoniais, garantindo que os bens e valores obtidos com as práticas criminosas retornem ao Estado e à sociedade.

 Por suas condutas, os investigados poderão ser indiciados pela prática dos crimes de tráfico de drogas (art. 33 da Lei nº 11.343/2006), associação para o tráfico (art. 35 da Lei nº 11.343/2006), organização criminosa (art. 2º da Lei nº 12.850/2013) e de lavagem de dinheiro (Lei 9.613/98), cujas penas somadas podem ultrapassar 30 anos.

Será concedida entrevista coletiva às 10h30min na sede da Delegacia de Polícia Federal em Itajaí/SC (Rua 15 de Novembro, 348, Centro, Itajaí/SC, tel. 47-3249.6700).

 Comunicação Social da Polícia Federal em Santa Catarina

[email protected]| www.pf.gov.br

 (48) 3281-6694

 

 

Cumprimento de mandados judiciais por local:

 

Local

Mandado de Busca/Apreensão

Mandado de Prisão

Balneário Camboriú/SC

1

1

Bombinhas/SC

2

2

Brusque/SC

1

 

Canelinha/SC

1

 

Florianópolis/SC

1

1

Itapema/SC

6

2

Porto Belo/SC

3

1

 

 

 

Canoas/RS

1

1

 

 

 

Eunápolis/BA

2

1

Porto Seguro/BA

1

1

 

 

 

Linhares/ES

1

 

 

 

 

Governador Valadares/MG

4

3

 

 

 

Sistema prisional (indivíduos já presos)

 

4

TOTAL

24

17

 

 

 

 

 

 

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia Federal

Polícia Federal divulga o balanço da Operação Zephyros

Publicado


Maringá/PR – A Polícia Federal deflagrou na terça-feira (1/12) a Operação Zephiros, com o objetivo de combater os crimes de Contrabando de cigarros, crimes ambientais de venda e transporte de agrotóxicos e de organização criminosa.

Foram expedidas 17 ordens judiciais, sendo 3 mandados de prisão preventiva e 14 de busca e apreensão, todas devidamente cumpridas.

Entre prisões, sequestro de bens e apreensões, a Polícia Federal divulga o seguinte balanço da operação:

– Prisões: foram cumpridos 03 Mandados de Prisão Preventiva, e efetuadas 03 prisões por em flagrante nas cidades de Foz do Iguaçu/PR e Ivaté/PR;

– Diversos veículos;

– Telefones, documentos diversos para instrução da investigação;

– Patrimônio bloqueado – Propriedades rurais e contas bancárias;

– Cheques em valor superior a R$ 2 milhões;

– Dinheiro em valor superior a R$ 20 mil;

– Armas de fogo e munições – Foram apreendidas quatro armas de fogo sem registro e diversas munições.

 

Comunicação Social da Polícia Federal em Maringá/PR

Contato: (44) 3220-1436/1408

Continue lendo

Polícia Federal

PF deflagra Operação Fronteira contra o tráfico internacional de armas

Publicado


Rio de Janeiro/RJ – Nesta terça-feira, 1/12, em continuidade a ação iniciada na última quinta-feira, 26/11, a Polícia Federal, em conjunto com o MPF e a Secretaria Nacional Antidrogas do Paraguai (SENAD/PY), deflagrou a Operação Fronteira, com o objetivo de prender traficantes internacionais de armas e drogas, entre eles, um paraguaio, considerado um dos grandes responsáveis pelo envio dos ilícitos para o Brasil.

A investigação é resultado de um trabalho integrado e de cooperação internacional das instituições brasileiras e paraguaias que, além dos órgãos já mencionados, contou com a participação do Núcleo de Cooperação Policial Internacional (Interpol/RJ) e da Adidância da PF em Assunção, no Paraguai.

As investigações tiveram início, em julho de 2019, após a prisão em flagrante de um homem na altura do Km 227 da Rodovia Presidente Dutra, município de Piraí, no Sul Fluminense, no momento em que transportava, de forma oculta, na lataria de seu veículo, peças de um fuzil desmontado, dois carregadores e uma mira óptica. Na ocasião, o condutor, que é motorista de aplicativos e morador de Foz do Iguaçu/PR, estava acompanhado da esposa e de 2 filhos, sendo inclusive um bebê.

Os investigadores apuraram que o motorista foi contratado por traficantes para realizar o transporte do armamento adquirido no Paraguai até o município de Macaé/RJ, onde seria levado para a comunidade local da Nova Holanda, região dominada por facção criminosa detentora de forte aparato bélico.

Apurou-se, ainda, que o fornecedor do armamento, contratado pelos traficantes do Rio de Janeiro, era um cidadão paraguaio, conhecido como um dos grandes traficantes internacionais de armas, com forte vinculação com os representantes do comércio de armas local. O investigado, que atualmente exerce o cargo de Fiscal da MUNICIPALIDAD DE CIUDAD DEL ESTE, reside em local estratégico na beira do Rio Paraná, de onde grande parte das mercadorias contrabandeadas ingressam em território brasileiro.

Foram cumpridos três mandados de prisão preventiva e quatro mandados de busca e apreensão, expedidos pela 2ª Vara Federal Criminal de Volta Redonda/RJ, em desfavor dos investigados em Ciudad Del Leste, no Paraguai, e em Macaé/RJ. Os mandados judiciais foram homologados pela Justiça Paraguaia, após Difusão Vermelha, que é a ordem de captura internacional no sistema da Interpol mundial – red notice.

A ação contou com a participação de aproximadamente 40 policiais federais, apoiados pelo Setor de Inteligência da Polícia Militar de Macaé, no Rio de Janeiro, e pela SENAD, no Paraguai.

 

Comunicação Social da Polícia Federal no Rio de Janeiro

[email protected] | www.pf.gov.br

(21) 2203-4404 / 4405 / 4406 / 4407

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana