conecte-se conosco


Economia

“Operação Miopia” identifica R$ 6 milhões sonegados por óticas em Minas Gerais

Publicado


source

Brasil Econômico

Viaturas paradas na rua
Receita Estadual/MG

Operação Miopia inicia investigação para recuperar R$ 6 milhões em sonegação de imposto


A Receita Estadual e o Ministério Público iniciaram, nesta quinta-feira (22), a ” Operação Miopia”  que combate um esquema de sonegação de impostos de empresários de óticas , em Montes Claros, região norte de Minas Gerais. Ao todo, seis mandados de busca e apreensão foram cumpridos, sendo dois deles em endereços comerciais e quatro em residências.


Segundo os primeiros levantamentos feitos por auditores da Receita Estadual, a empresa, que vende produtos em Minas Gerais e em outros estados, maquiava o balanço contábil, e não recolhia os impostos . Só nos últimos cinco anos, não foram recolhidos R$ 6 milhões em Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

A investigação também revelou que a fraude era sofisticada, incluindo pedido de recuperação judicial da empresa que é alvo da operação e criando outras de fachada, abertas por “laranjas”.

Segundo Saulo Siqueira, superintendente regional da Fazenda em Montes Claros, “nossas equipes identificaram que, para estabelecer concorrência desleal, prejudicar fornecedores e, principalmente, deixar de recolher o ICMS , a empresa montou uma verdadeira teia de irregularidades com o propósito de enganar a Receita Estadual”. 

O superintendente também explicou que todo o material apreendido será analisado pelos auditores fiscais e que há possibilidade de o valor sonegado ser ainda maior.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Airbus entrega último A320ceo fabricado em Toulouse

Publicado


source

Contato Radar

undefined
Guilherme Dotto

Airbus entrega último A320ceo fabricado em Toulouse

A airbus entregou na última sexta-feira (27) à Força Aérea Real da Tailândia, o último A320ceo fabricado em suas instalações no Aeroporto Blagnac, em Toulouse.

Matriculado como HS-TYW, o bimotor francês de número de série 9313 foi fabricado em Toulouse (TLS), porém a modificação de seu interior ocorreu em Hamburgo (HAM).

O voo de entrega partiu de hamburgo na sexta-feira (27), e seguiu para a Tailândia com uma escala em Dubai (DXB).

Esteja informado: clique aqui e leia mais notícias de aviação!

Com a entrega do último jato de primeira geração do A320, parte da enorme história da aeronave é concluída, com milhares de aeronaves voando pelo mundo, um verdadeiro sucesso.

O post Airbus entrega último A320ceo fabricado em Toulouse apareceu primeiro em Contato Radar – Notícias de aviação .

Continue lendo

Economia

Conheça os segredos vazados do Air Force One

Publicado


source

Contato Radar

undefined
Luis Neves

Conheça os segredos vazados do Air Force One

O Contato Radar traz um artigo super especial, no qual iremos revelar fatos ultrassecretos do Air Force One, o jato particular do presidente dos Estados Unidos.

A aeronave oficial que transporta o presidente de uma das maiores potências mundiais, guarda segredos ocultos que mexem com a nossa imaginação. Neste artigo iremos revelar alguns desses segredos bastante interessantes que vazaram sobre a aeronave.

O Air Force One, que na verdade é um callsign utilizado, pode ser qualquer aeronave da Força Aérea Americana que estiver com presidente a bordo. Nas aeronaves do Exército ou do Corpo de Fuzileiros Navais, seus respectivos callsign são Army One e Marine One . Ambas as aeronaves operam em conjunto com os helicópteros Marine One , que transportam o presidente toda vez que a escolta por batedores é inapropriada.

Entre as aeronaves de transporte presidencial, uma, ou melhor, duas aeronaves idênticas chamam atenção por onde passam. Os Boeing 747-200B, adaptados para servir de transporte do presidente foram designados com a nomenclatura militar VC-25A, tail numbers 28000 e 29000. Ambos modelos foram altamente modificados e seus segredos nunca foram revelados até hoje.

O Air Force One, já foi protagonista de diversos filmes Hollywoodianos , uma das grandes curiosidades a respeito das aeronaves é saber se realmente existe a tal cápsula blindada que pode lançar o presidente para fora da aeronave em caso de alguma emergência a bordo que ponha em risco a segurança do voo. Este mito criado pela ficção na verdade não existe, mas veja algumas das curiosidades que descobrimos para você.

Cozinhas com capacidade para até 100 pessoas

É realmente interessante saber que o Air Force One não contém apenas uma cozinha, mas duas. Estas enormes cozinhas estão sempre cheias de comida, e o presidente, juntamente com quaisquer convidados, podem comer o que quiserem. Mais ainda, os chefs são de primeira linha e cada cozinha pode acomodar no máximo 100 pessoas, o que as tornam muito grande para uma aeronave.

Hospital a bordo

O Air Force One, está totalmente equipado com tudo o que é necessário para a prática médica. Caso o presidente ou qualquer outro passageiro se machucar ou adoecer, um médico estará disponível, haverá uma sala de cirurgia com todos os equipamentos médicos de alta qualidade além de uma farmácia que conta com diversos medicamentos e uma geladeira que guarda bolsas com reserva extra de sangue que corresponde ao tipo de sangue do presidente.

O impressionante Air Force One

Com três níveis que totalizam 1220 metros quadrados de área útil. Há muito espaço para o presidente e seus convidados esticarem as pernas enquanto estão voando. Este avião de três andares é realmente impressionante!

A aeronave conta com 85 linhas telefônicas, tornando o lugar mais seguro, fora a Casa Branca. O Airborne Executive Phone é muito seguro, possui uma luz na parte traseira que fica vermelha quando a linha está segura. Existem outras linhas para os demais passageiros, que têm menos segurança. Existem também 20 TVs de 43 polegadas nesta gigantesca aeronave.

O ex-presidente dos Estados Unidos, Eisenhower, disse ao diretor da Central de Inteligência na época, em 1959, para colocar câmeras espiãs nas rodas do trem de pouso do Air Force One. Essas câmeras eram tão eficientes que podiam ler claramente as placas dos veículos no ar. Especula-se que mais câmeras foram colocadas na parte inferior da aeronave.

Se avião do juízo final estiver voando junto com o Air Force One é porque algo de ruim aconteceu

O Boeing E-4B “Nightwatcher” (747-200B) é uma das maiores fortalezas da atualidade. Projetado durante a guerra fria para suportar as consequências imediatas que coloque em risco a segurança da nação americana, o avião do ‘Juízo Final’ está sempre em alerta, podendo permanecer no céu por vários dias já que é possível ser abastecido em pleno voo e tem a capacidade de superar as explosões nucleares.

Se um dia está aeronave estiver voando junto com o Air Force One ou se o presidente dos Estados Unidos estiver a bordo é porque alguma alguma emergência que põe em risco a nação americana está por vir.

Reabastecido no céu

Assim como o 747 do juízo final, outro fato interessante sobre o Air Force One é que ele pode ser reabastecido em pleno voo. Além disso, este avião possui uma capacidade de tanque de combustível de 3.000 galões.

Porque existem duas aeronaves idênticas para transportar o presidente americano?

O Air Force One, geralmente soa como apenas um avião, mas no sentido real, o nome “Air Force One” é o nome de chamada de rádio para qualquer um dos 2 aviões que o presidente usa.

Tudo começou em 1953 depois que o ‘voo 8610 da Eastern Air Lines’ entrou no mesmo espaço aéreo que a aeronave do presidente Dwight D. Eisenhower, chamada de ‘Air Force 8610’ na época.

Nos dias atuais, “Air Force One” é usado para se referir a um dos 2 aviões que são projetados exclusivamente para transportar o presidente e à comitiva que viaja com ele. A presença das duas aeronaves é para atender o presidente em caso de alguma emergência com a outra aeronave.

Fortaleza Voadora

A aeronave está totalmente equipada para garantir que o presidente dos Estados Unidos e seus companheiros de viagem estejam totalmente protegidos. A fuselagem do avião pode resistir a uma explosão nuclear no solo, e todas as janelas são blindadas. Além disso, existem sinalizadores a bordo que podem ser ejetados para confundir os mísseis.

Os flares podem ser disparados sob as asas para lançar mísseis direcionados ao calor. A superfície externa da aeronave é equipada com sensores eletrônicos que podem bloquear o radar inimigo.

O Air Force One também pode resistir às explosões de um ataque nuclear sem nenhuma precipitação radioativa entrando no avião. Ambas as saídas do avião possuem escadas retráteis, portanto a tripulação não precisa depender de escadas de aeroportos que podem ser sabotadas por inimigos.

Sempre em perfeitas condições

O avião presidencial precisa estar sempre em perfeito estado de manutenção para diminuir a possibilidade de um acidente. Equipes ligadas a inteligência americana fiscalizam o combustível que é colocado nos tanques e também garantem que o avião esteja sempre em ótimo estado por dentro e por fora.

Quando os dois aviões não estão em uso, eles são mantidos na Base Aérea de Andrews, que fica fora de Washington. Eles são fortemente protegidos pela segurança nacional.

Jornalistas que podem voar no Air Force One.

O presidente sempre viaja com uma grande comitiva no Air Force One, que inclui vários assessores, conselheiros em questões de segurança, consultores econômicos, redatores de discursos entre outros, dependendo das circunstâncias da viagem.

Treze jornalistas viajam com o presidente. Eles são chamados de “pool de imprensa de proteção”, que são representantes de rádio, TV, jornais, agências de notícias e sites. Esses jornalistas viajam às custas de suas empresas de mídia e precisam compartilhar as informações que coletam com outros membros da imprensa da Casa Branca.

Para equipe dos treze jornalistas que voam no Air Force One, o acesso é limitado apenas a uma seção da aeronave, para qualquer deslocamento a outras seções do 747 seria necessário autorizações da segurança e credenciais que permitam o acesso.

A tripulação que trabalha no Air Force One

Os militares da Força Aérea Americana compõem a tripulação de cabine que voa o Air Force One. Esse pessoal é fortemente rastreado antes de se qualificar para ser membro da tripulação.

Cada voo do Air Force One é uma operação militar

Toda vez que o presidente utiliza o Air Force One, é considerada uma Operação Militar pela Força Aérea Americana. Seja voando para outro país ou voando dentro do país com qualquer outra aeronave que esteja atendendo o presidente.

Em 2024, o Air Force One será substituído

Os dois Boeing-VC25A (747-200B), que estão em operação desde 1990 entregues ao então presidente George HW Bush. Serão substituídos por dois novos Boeing-VC25B (747-8i) e custará o equivalente a US$3,8 bilhões de dólares.

O post Conheça os segredos vazados do Air Force One apareceu primeiro em Contato Radar – Notícias de aviação .

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana