conecte-se conosco


Polícia Federal

Operação Kepler investiga fraudes em contratações para gestão de unidades de saúde na Bahia

Publicado

Salvador/BA – A Polícia Federal deflagrou hoje (20/3), em conjunto com a Controladoria Geral da União–CGU, a Operação Kepler, com o objetivo de desarticular esquema criminoso de fraude à licitação, superfaturamento, desvio de recursos públicos, peculato e lavagem de ativos, na contratação de Instituto de Saúde para gestão complementar de unidades de saúde UPA e Multicentros, todas vinculadas à Secretaria Municipal da Saúde do Município de Salvador.

Cerca de 50 policiais federais, com apoio de 16 auditores da CGU, cumprem 10 mandados de busca e apreensão, em endereços vinculados aos entes envolvidos no esquema investigado, dentre eles órgãos públicos, empresas e residências.

Os mandados foram expedidos pelo Juízo da 17ª Vara Criminal Especializada da Seção Judiciária do Estado da Bahia, tendo por objetivo a localização e apreensão de elementos de provas complementares dos desvios na contratação pública investigada, participação de servidores públicos, pagamento de propinas e lavagem de dinheiro. Além de elementos de cunho probatório, a Justiça Federal determinou a apreensão de bens de valor e veículos, como forma de acautelar a reparação do prejuízo aos cofres públicos.

Conforme apurado durante as investigações, as licitações eram direcionadas a beneficiar um Instituto contratado, o qual terceirizava, através de contratos superpostos e genéricos, parcelas do serviço a empresas recém constituídas e vinculadas ao próprio Instituto, tudo como mecanismo de retornar os valores das subcontratações em benefício de seus representantes e para suposto pagamento de propina a servidores vinculados à SMS/PMS. Até o momento, foram identificados pagamentos, em razões dessas contratações fictícias, que ultrapassam R$ 2 milhões.

As investigações apontam para a existência de superfaturamento de cerca de R$ 8 milhões, com potencial de desvio ainda maior, vez que que os contratos continuam em vigência e plena execução.

 

 

*** O nome da operação faz referência ao astrônomo e astrólogo alemão, Johannes Kepler, tido como sucessor de Nicolau Copérnico, uma vez que é um desdobramento da Operação “Copérnico”, deflagrada pela Polícia Federal no ano de 2016, quando foi desarticulada uma organização criminosa enraizada no poder público, envolvendo servidores públicos e prefeitos.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia Federal

PF prende mulher tentando realizar saque de auxílio emergencial com documento falso

Publicado


São Paulo/SP – Nesta terça-feira (1/12), a Polícia Federal prendeu uma mulher que tentava realizar o saque de auxílio emergencial, na agência Cásper Líbero da Caixa Econômica Federal, utilizando-se de documento de solicitação de refúgio falso, em nome de terceiro. 

 

Comunicação Social da Polícia Federal em São Paulo.

Contato: (11) 3538-5013

 [email protected]

Continue lendo

Polícia Federal

Polícia Federal divulga o balanço da Operação Zephyros

Publicado


Maringá/PR – A Polícia Federal deflagrou na terça-feira (1/12) a Operação Zephiros, com o objetivo de combater os crimes de Contrabando de cigarros, crimes ambientais de venda e transporte de agrotóxicos e de organização criminosa.

Foram expedidas 17 ordens judiciais, sendo 3 mandados de prisão preventiva e 14 de busca e apreensão, todas devidamente cumpridas.

Entre prisões, sequestro de bens e apreensões, a Polícia Federal divulga o seguinte balanço da operação:

– Prisões: foram cumpridos 03 Mandados de Prisão Preventiva, e efetuadas 03 prisões por em flagrante nas cidades de Foz do Iguaçu/PR e Ivaté/PR;

– Diversos veículos;

– Telefones, documentos diversos para instrução da investigação;

– Patrimônio bloqueado – Propriedades rurais e contas bancárias;

– Cheques em valor superior a R$ 2 milhões;

– Dinheiro em valor superior a R$ 20 mil;

– Armas de fogo e munições – Foram apreendidas quatro armas de fogo sem registro e diversas munições.

 

Comunicação Social da Polícia Federal em Maringá/PR

Contato: (44) 3220-1436/1408

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana