conecte-se conosco


Policial

Operação Interfectores cumpre mandados para esclarecer homicídio ocorrido no município

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Oito mandados, sendo sete de buscas e apreensões e um de prisão preventiva, foram cumpridos pela Polícia Judiciária Civil do município de Juína (735 km a noroeste de Cuiabá), na Operação “Interfectores”, deflagrada na manhã desta quinta-feira (20.02).

Cinco pessoas, entre elas um menor de idade, foram presas por tráfico de drogas, associação para o tráfico, corrupção de menores, favorecimento de bebida alcoólica para adolescente e uso de entorpecente.

O suspeito com mandado de prisão preventiva foi preso em cumprimento à ordem e também autuado em flagrante por tráfico de drogas.

Além das prisões, o trabalho operacional resultou na apreensão de drogas, dinheiro, apetrechos para o tráfico, além de veículos usados em ações criminosas.

As ordens judiciais foram decretadas pela Justiça após investigação conduzida pela Delegacia de Polícia de Juína, para apurar crime de homicídio ocorrido na região.

Durante diligências em um dos locais alvos, uma residência no bairro Módulo 4, onde os investigadores apreenderam duas motocicletas, porções de cocaína, maconha, quase R$ 1 mil em dinheiro, balança de precisão, aparelhos celulares e outros produtos usados para embalar e comercializar drogas.

Em outro endereço, os policiais civis cumpriram a prisão preventiva decretada contra o autor de um homicídio ocorrido no dia 05 de fevereiro, em frente a um mercado no bairro Módulo 6. Wemerson do Ouro dos Santos, de 19 anos, foi surpreendido por dois homens em uma motocicleta, que se aproximaram e o garupa efetuou disparos de arma de fogo atingindo a vítima.

Conforme o delegado de Juína, Marco Bortolotto Remuzzi, os indícios apontam que esse homicídio foi motivo por um desentendimento ocorrido entre a vítima e o suspeito, alguns dias antes do crime.

“O resultado positivo da operação é fruto do empenho e excelente trabalho investigativo realizado pelos policiais civis de Juína, com objetivo de combater a criminalidade, em especial os crimes de tráfico de drogas e crimes contra a vida”, destacou o delegado Marco Remuzzi.

Fonte: PJC MT
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Policial

Mato Grosso registra queda nos índices de criminalidade durante isolamento social

Publicado


Houve redução nos casos de homicídio doloso, roubo, furto, latrocínio, lesão corporal, tráfico e violência contra a mulher

Com o isolamento social, medida imposta para controlar a disseminação do coronavírus em Mato Grosso, as ocorrências policiais reduziram no Estado, conforme a análise do Observatório de Violência, da Adjunta de Inteligência da Secretaria de Estado de Segurança Pública.

O período analisado é 10 a 29 de março, com base nos boletins de ocorrência registrados pela Polícia Militar e Polícia Civil no Sistema de Registro de Ocorrências Policiais (SROP). Por ser dados preliminares, estão passíveis de alterações após a consolidação pelo Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública (Sinesp).

Comparado com o mesmo período do ano passado, os crimes de latrocínio (roubo seguido de morte) caíram 85,7%. Foi registrado 1 caso este ano contra 7 no ano passado. Da mesma forma os casos de roubos caíram em 30,7%, furto 40,4%, lesão corporal 34,4%, tráfico de drogas 36,3% e 4,3% nos casos de homicídios dolosos (com intenção de matar). No caso dos assassinatos, foram considerados números absolutos de vítimas. Foram 44 mortes em 2020 no período de 10 a 29 de março, enquanto foram 46 no ano passado.

Em outro estudo do Observatório da Violência, mas no período de 10 de março a 24 de março, apontam que os casos de violência contra a mulher caíram 35% em Mato Grosso. Os dados levam em conta a comparação deste ano (1.402 casos) com o mesmo período do ano passado (2.170).

Nestes números, levantados pela Superintendência do Observatório de Violência da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), estão incluídas as 23 principais naturezas criminais praticadas contra mulheres, como ameaça, homicídio doloso e assédio sexual, por exemplo.

A Secretaria de Estado de Segurança Pública destaca que as razões para a redução não significam necessariamente que o crime contra a mulher caiu, mas pode ser caso de subnotificações dos casos. Dentre os motivos pode ser que o agressor está em casa inibindo a vítima, ou caiu porque os bares estão fechados, já que o álcool é um potencializador da violência doméstica.

Continue lendo

Policial

Homem é preso com quase R$ 200 mil em moeda estrangeira na região de fronteira com a Bolívia

Publicado


A apreensão foi realizada na barreira fixa de fiscalização no Posto do Matão (MT-473), no município de Pontes e Lacerda, sentido Bolívia

Policiais do Grupo Especial de Segurança na Fronteira (Gefron), em trabalho conjunto com policiais da Força Tática do 7º Comando Regional, apreenderam quase R$ 200 mil não declarados à Receita Federal em moedas internacionais na manhã desta segunda-feira (30). A apreensão foi realizada na barreira fixa de fiscalização no Posto do Matão (MT-473).

A abordagem foi realizada durante ação da Operação Hórus, integrada ao Programa VIGIA, do Ministério da Justiça e Segurança Pública. O suspeito foi abordado quando trafegava na rodovia, no município de Pontes e Lacerda (450 km ao Oeste da capital), sentido Bolívia, em um veículo VW Amarok. Em entrevista policial, ele informou que carrega esta quantia em dinheiro para possíveis oportunidades de negócio, e que trabalha com compra e venda de soja.

O suspeito e os materiais apreendidos foram encaminhados à Polícia Federal de Cáceres (214 ao Oeste de Cuiabá) para providências.

Ao todo foram apreendidos US$ 32.031,00 (trinta e dois mil dólares), 370.000.00 (trezentos e setenta mil Rupeers), 2,00 (dois Dóllares Singapore), 484.500,00 (quatrocentos e oitenta e quatro mil e quinhentos Viet Dongs), 20,00 (Vinte Hong Kong Dollars), 2,00 (dois Ringgit Malaysia), R$ 521,00 (Quinhentos e vinte e um Reais e137.000,00 (cento e trinta e sete mil Guaranis).

O prejuízo ao crime é de R$ 191 mil. O suspeito não possui antecedentes criminais.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana