conecte-se conosco


Policial

Operação integrada cumpre 87 mandados judiciais contra tráfico de drogas nas regiões norte e noroeste de MT

Publicado


.

Assessoria/Polícia Civil-MT

Uma operação integrada, com a participação das forças de segurança do Estado, foi deflagrada simultaneamente nas primeiras horas da manhã desta quarta-feira (08.07) nas regiões norte e noroeste de Mato Grosso, para o cumprimento de 87 mandados judiciais de prisões e de buscas e apreensões contra alvos envolvidos com o tráfico de drogas e organização criminosa. As ordens judiciais da Operação Vitae III são cumpridas em municípios das Regiões Integradas de Segurança Pública (Risp) de Alta Floresta, Juína e Sinop.

As investigações para desmantelar a organização criminosa, que age principalmente em cidades das regiões de Alta Floreste e de Juína, teve início em fevereiro deste ano, a partir de investigação da Delegacia da Polícia Civil de Alta Floresta, quando foram realizadas outras duas etapas da operação resultando em prisões de diversas pessoas envolvidas com o tráfico de entorpecentes e abastecimento de pontos de venda de drogas nas cidades do norte e noroeste do estado.

Os mandados judiciais foram expedidos pela 5ª Vara Criminal de Alta Floresta para cumprimento nas cidades de Alta Floresta, Nova Monte Verde, Carlinda, Panaraíta, Sorriso e Sinop. Na Risp de Juína serão cumpridos 20 mandados judiciais nas cidades de Cotriguaçu, Juína e Juruena.

O coordenador da operação, delegado da Polícia Civil, Pablo Carneiro, informou que foram apreendidos quase 100 quilos de entorpecentes em Alta Floresta nas fases anteriores que integraram a Operação Vitae.

A operação Vitae III tem a participação de profissionais da Polícia Civil, Polícia Militar, Sistema Penitenciário, Corpo de Bombeiros, Politec e de policiais de unidades especializadas da PJC, entre elas a Gerência de Operações Especiais (GOE), Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), Delegacia de Repressão a Entorpecentes e Polinter.

Fonte: PJC MT

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Policial

Palestra on-line sobre lavagem de dinheiro com delegado de SP acontece nesta quarta-feira (08)

Publicado


.

Assessoria/Polícia Civil-MT

A Polícia Civil, por meio da Delegacia Regional de Sinop (499 km ao norte de Cuiabá), realiza na terça-feira (04.08), a palestra on-line sobre lavagem de dinheiro com o delegado da Polícia Civil do estado de São Paulo, Robinson Fernandes.

O delegado, pós-doutor em direito na área de lavagem de dinheiro, ministrará a palestra on-line que abordará diferentes aspectos sobre o tema. O evento, de aproximadamente uma hora e meia de duração, iniciará às 14 horas horário de Cuiabá.

O link para acessar a palestra será disponibilizado no e-mail funcional dos participantes uma hora antes do evento virtual.

Fonte: PJC MT

Continue lendo

Policial

Polícia Civil capacita equipes de plantão especializado e de Delegacias da Mulher

Publicado


.

Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT 

A Polícia Civil iniciou nesta segunda-feira (03.08) a capacitação das equipes que vão atuar no Plantão Especializado 24 horas para atendimento a vítimas de violência doméstica e sexual em Cuiabá. Além dos plantonistas da Capital, também participam da capacitação as equipes que atuam nas Delegacias Especializadas de Defesa da Mulher do interior do estado.

A capacitação foi organizada pela Diretoria da Polícia Civil e é toda ministrada por meio de videoconferência. São instrutores, delegados da instituição e equipe técnica de delegacias especializadas, membros do Ministério Público Estadual, Poder Judiciário, Conselho Estadual dos Direitos da Mulher e da Universidade Federal de Mato Grosso.

A diretora Metropolitana da Polícia Civil, delegada Ana Paula de Faria Campos, explica que o curso, que segue até o dia 7 de agosto, aborda temas como Lei Maria da Penha, avaliação de risco, rede de enfrentamento à violência doméstica; diretrizes e fluxo de atendimento no plantão especializado; crimes de liberdade sexual conforme as mudanças trazidas pelas leis 13718 e 13772, ambas publicadas em 2018 e o funcionamento do módulo criminal do Processo Judicial eletrônico (PJe).

“Além disso, preparamos nessa capacitação orientações de como deve ser o fluxo de atendimento às mulheres vítimas de violência, sobre o Sistema de Garantias dos Direitos da Criança e do Adolescente, as redes de acolhimento e proteção para essas vítimas, sobre como observar os sinais e tipos de violência e os reflexos nas vítimas e familiares”, explica a diretora.

No primeiro dia da capacitação, os participantes se reuniram com os diretores Ana Paula Campos, Daniela Maidel (de Execução Estratégica) e Walfrido Nascimento (Interior). Em seguida, o coordenador de Plantões Metropolitanos, delegado Walter de Melo Fonseca falou sobre o fluxo de atendimento no plantão. Também nesta segunda-feira, as equipes puderam interagir com a professora da UFMT, Vera Bertoline, que abordou sobre gênero e violência doméstica.

 

Plantão para vítimas de violência 

A unidade de plantão que começará a funcionar a partir do próximo sábado, 8 de agosto, vai atender vítimas de violência doméstica e sexual em Cuiabá. O plantão está instalado no prédio da 2ª Delegacia da Capital, no bairro Planalto, e é uma das medidas adotadas pela Polícia Civil e Secretaria de Estado de Segurança Pública, com apoio da primeira-dama do Estado, Virgínia Mendes, para ampliar o acolhimento, de forma ininterrupta na Capital.

 

Serão atendidas no Plantão 24h ocorrências envolvendo mulheres vítimas de violência doméstica e familiar, conforme a Lei 11.340/2016 (Maria da Penha), além de vítimas de crimes contra a dignidade sexual conforme a Lei 12.015/2009 e as mudanças trazidas com as leis 3718/2018 e 3772/2018 (importunação sexual e violação da intimidade da mulher).  Também serão realizados procedimentos de prisão em flagrante, além de requerimento de medida protetivas, entre outras providências de urgência necessárias, conforme os casos.

A equipe do plantão será formada por cinco delegadas: Nubya Beatriz Gomes dos Reis, Juliana Rado, Vanessa Cunha Garcez, Lizzia Kelly Ferraro Noya e Jannira Laranjeira e mais as equipes de escrivães,  investigadores, assistentes sociais e psicólogas no total de 50 servidores da Polícia Civil.  

Fonte: PJC MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana