conecte-se conosco


Policial

Operação integrada Arco Verde prende 3 por crime ambiental na zona rural de Feliz Natal

Publicado


.

 

Assessoria | Polícia Civil-MT              

A Polícia Civil de Mato Grosso, por meio da Delegacia Especializada do Meio Ambiente (Dema), realizou a operação integrada “Arco Verde” no município de Feliz Natal (536 km ao norte de Cuiabá) e região, visando o combate ao desmatamento ilegal.

A ação em conjunta com a Polícia Militar, Sema, Indea e Politec deflagrada na quinta-feira (25.06), resultou na prisão em flagrante de três pessoas, e na apreensão de uma arma de fogo, um trator, três motosserras, além de grande quantidade de madeira (tora) depositadas nas esplanadas.  

Durante diligências na zona rural de Feliz Natal, as equipes identificaram uma área situada aproximadamente 8 quilômetros da cidade, onde os suspeitos praticavam o desmatamento e extração de madeira ilegal. Dois suspeitos foram surpreendidos fazendo a corte das árvores e o terceiro fazendo  o desmatamento e o arrasto das toras.

No local foram encontradas cerca de 12 pequenas esplanadas com um grande volume de madeiras, as quais possuíam as essenciais de Itaúba, Cedrinho, Cumaru, Copiuba, Angelim e Cambará. Também foram apreendidos um trator, três motosserras e uma arma de fogo.  

Ao serem questionados os suspeitos informaram que trabalhavam no desmate e no corte ilegal para uma pessoa que havia contratado o serviço. Eles informaram que tinham conhecimento que a área não possui licença ambiental mas devido as necessidades financeiras aceitaram a empreitada criminosa. 

Diante dos fatos os três homens foram detidos e levados para Delegacia de Polícia de Feliz Natal, interrogados e autuados em flagrante pelos crimes contra a flora. Os envolvidos responderão por posse irregular de arma de fogo de uso permitido, destruir ou danificar florestas nativas ou plantadas ou vegetação fixadora de dunas ou protetoras de mangues. 

No trator apreendido foi encontrado um rádio amador com uma base de transmissão instalada no seu interior para avisar e receber informações das investidas policiais. O veículo foi encaminhado pela empresa contratada e encontra-se no pátio à disposição da Justiça. Já os outros materiais apreendidos foram levados para a sede da Dema.

Participaram da operação “Arco Verde” coordenada pela Dema, policiais do Batalhão da Polícia Militar Ambiental, servidores do Indea, Politec e Sema, com apoio da Diretoria da Polícia Civil. 

Fonte: PJC MT

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Policial

Cinco pessoas são autuadas em flagrante por crimes ambientais em área de garimpo ilegal

Publicado


.

Assessoria/Polícia Civil-MT

Cinco pessoas foram atuadas em flagrante por crimes ambientais em uma operação integrada realizada nesta semana no município de Apiacás (1.010 km ao norte de Cuiabá) pela Polícia Civil e Secretaria Estadual de Meio Ambiente. Equipamentos foram apreendidos no local.

Os fiscais e policiais civis flagraram um garimpo ilegal em funcionamento no local, além da prática de desmatamento. As cinco pessoas foram interrogadas na Delegacia da Polícia Civil e depois autuadas pelos crimes de exploração de lavra ou extração de recursos minerais sem autorização; usurpação (produzir bens ou explorar matéria prima pertencente à União sem autorização legal); poluição (construir ou fazer funcionar, estabelecimentos, obras ou serviços potencialmente poluidores, sem licença) e dano a área de floresta permanente.

A delegada Ana Paula Reveles informou que a Polícia Civil tem reforçado as ações conjuntas com a unidade desconcentrada da Sema de Alta Floresta visando coibir a ocorrência de crimes ambientais na região.

De acordo com a Sema, a fiscalização na região está sendo realizada desde o início da semana devido aos alertas emitidos pela Plataforma de Monitoramento da Cobertura Vegetal, que utiliza Imagens do satélite Planet. Um dos alertas indicava o desmatamento e foi verificado in loco que era uma área de garimpo.

A equipe de fiscalização aplicou uma multa de R$ 100 mil por atividade de empreendimento poluidor sem possuir licença do órgão ambiental. A multa pelo desmate ainda será aplicada pela equipe que se encontra em campo. Os equipamentos foram removidos e depositados no pátio da prefeitura de Apiacás.

Com informações da Sema-MT

Fonte: PJC MT

Continue lendo

Policial

Polícia Civil apreende toras de madeira em operação de combate a crime ambiental em Comodoro

Publicado


.

Assessoria/Polícia Civil-MT

A Polícia Civil de Comodoro (644 km a oeste de Cuiabá) deflagrou uma operação de combate aos crimes ambientais, na manhã de sexta-feira (07.08), na zona rural do município, região da Gleba 12 de outubro. No trabalho policial foram apreendidas 27 toras de madeira irregulares, uma motosserra e um caminhão trator com guincho. 

Duas pessoas foram detidas e conduzidas para esclarecimentos, sendo um deles autuado por falta de habilitação para dirigir veículo automotor. A Delegacia de Polícia de Comodoro investiga a prática de crimes contra o meio ambiente, em especial a extração de florestas de domínio público ou preservação permanente sem prévia autorização, pedra, areia, cal ou qualquer espécie de minerais. 

Os policiais civis foram para acompanhamento da perícia de engenharia legal e meio ambiente em uma área de “grilo”, na estrada aberta sentido cidade de Vilhena (RO). No local, foram constatadas a retirada ilegal de madeiras, sendo encontradas 27 toras e uma motosserra sem a corrente. No momento da chegada das equipes no local não havia ninguém. As toras de madeiras foram apreendidas, mas ficaram no local por impossibilidade de remoção.

Em continuidade as diligências foram identificados vários lugares de retiradas de madeiras, inclusive com marcas de pneus de trator. No decorre ainda na região de grilo, foi realizada a abordagem de um caminhão Ford/Cargo com dois ocupantes que transportavam na carroceria do veículo um trator Ford 6600 . Na ocasião foi verificado que o motorista conduzia o veículo sem a carteira nacional de habilitação (CNH). 

Perguntados sobre o destino, ambos contaram que tinham sido contratados  para limpar uma área nas proximidades de uma fazenda vizinha da área de grilo. Diante dos fatos os dois homens foram conduzidos para Delegacia de Comodoro para serem ouvidos.

As investigações continuam com objetivo de identificar e prender pessoas envolvidas em crimes de extração ilegal de madeiras na região.

 

 

Fonte: PJC MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana