conecte-se conosco


Polícia Federal

Operação Hipaspistas combate atuação de facção criminosa em Roraima

Publicado

Boa Vista/RR – A Polícia Federal deflagrou hoje (10/7) a Operação *Hipaspistas, que tem o objetivo de impedir a consolidação de lideranças e de reorganização regional de facção criminosa que atua dentro e fora do sistema prisional em todo o País. As investigações deram sequência aos trabalhos que culminaram com a operação Érebo, deflagrada ao final de novembro de 2018, na qual PF identificou e mapeou a estrutura da organização criminosa em Roraima, além de atribuir aos responsáveis os ataques que ocorreram em Roraima entre 29 e 31 de julho do ano passado.

Mais de 150 policiais federais cumprem 35 mandados de prisão preventiva e 28 mandados de busca e apreensão, nos municípios de Boa Vista, Rorainópolis, Caracaraí e Mucajaí, no estado de Roraima, e em Santos/SP, Londrina/PR e Ponta Grossa/PR. Os mandados foram expedidos pela Vara de Entorpecentes e Organizações Criminosas da Justiça Estadual em Roraima, após representação da Autoridade Policial pelas medidas. A operação contou com o apoio do Departamento Penitenciário Nacional, da Divisão de Inteligência e Captura da Secretaria de Justiça e Cidadania de Roraima e do Ministério Público Estadual.

Após o cumprimento de 45 mandados de prisão preventiva da Operação Érebo, a facção criminosa iniciou processo de reestruturação no estado de Roraima, inclusive com a indicação de novos líderes, com o fim de possibilitar maior efetividade na prática de crimes. Este processo foi acompanhado pela Polícia Federal em Inquérito Policial, de forma que a investigação possibilitou, novamente, a identificação das atividades desempenhadas por cada um dos principais membros dentro da estrutura da organização.

A angariação destas provas fundamentou o pedido das 35 prisões, que vão garantir a manutenção da redução das atividades da facção no estado. Parte das lideranças do grupo em Roraima coordenam as atividades a partir de outros estados, e a maior parte dos alvos dos mandados já possui indiciamentos ou condenações em outros crimes.

Os crimes imputados aos alvos são a participação em organização criminosa, com uso de arma de fogo e com agravamento da pena para quem exerce o comando da organização, bem como o crime tráfico de drogas. As penas destes crimes, somadas, podem ultrapassar os 25 anos de prisão.

 

 

 *Hipaspistas – O nome da operação remete às unidades de elite do exército macedônico que foram decisivas na batalha de Gaugamela (331 a.c.). Mesmo em desvantagem numérica de 5:1 a favor do exército de Dario III, as forças do imperador Alexandre derrotaram o exército opositor centrando sua estratégia na liderança persa.

 

 

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia Federal

Operação Rent´s a Car desarticula grupo criminoso que comercializava carros alugados com a utilização de documentos falsos

Publicado


Uberlândia/MG – A Força Tarefa de Segurança Pública de Uberlândia, em apoio à Polícia Civil mineira, deflagrou nesta terça-feira, 28/9, a Operação Rent’s a Car, no intuito de combater os ilícitos praticados por associação criminosa que atua na cidade de Uberlândia, com ramificações nos estados de Goiás, Piauí e São Paulo.

São cumpridos 12 mandados de prisão e 14 de busca e apreensão em Minas Gerais, na cidade de Uberlândia, e em Goiás, nas cidades de Catalão e Itumbiara.

Os investigados são suspeitos de comercializarem ilegalmente veículos locados em agências de aluguel de automóveis. A prática criminosa consiste em transferir a propriedade de carros alugados para pessoas com documentos falsos e, após, vendê-los a terceiros de boa-fé. Foram identificados 58 veículos apropriados pelos criminosos.

O prejuízo estimado é superior a R$ 5,5 milhões dentre produtos e proveitos da empreitada criminosa.

A expressão Rent’s a Car, do idioma Inglês, faz referência às agências de aluguel de carros ou locadoras de veículos, as quais foram vítimas dos crimes praticados pela associação investigada.

Os presos serão encaminhados para o Presídio Professor Jacy de Assis e poderão responder pelos crimes de associação criminosa, estelionato, falsidade documental, lavagem de dinheiro, corrupção ativa e peculato eletrônico.

Seguindo todos os protocolos de cuidados do Ministério da Saúde, a FTSP/UDI prossegue com seu trabalho.

Comunicação Social da Polícia Federal em Minas Gerais

Fone: (31) 3330-5270
E-mail: [email protected]

Continue lendo

Polícia Federal

POLÍCIA FEDERAL e BPFRON realizam apreensão de veículo carregado com cigarros contrabandeados

Publicado


Nova Santa Rosa/PR – Durante patrulhamento de rotina na segunda-feira (27/9), equipe policial avistou veículo transitando com carga aparente de cigarros em sua carroceria.

Diante das circunstâncias, foi iniciado acompanhamento tático por alguns quilômetros da PR-491 e algumas estradas rurais da região até que o suspeito abandonou e veículo ao lado de uma mata fechada da região, não sendo localizado.

A eficiente ação integrada entre PF e BPFRON resultou na apreensão de um automóvel carregado com aproximadamente 60 caixas de cigarros de origem paraguaia.

O material apreendido foi encaminhado à Polícia Federal em Guaíra/PR para as diligências de praxe.

Fazem parte do PROGRAMA V.I.G.I.A. e desta operação interagências equipes da POLÍCIA FEDERAL, BPFRON e BOPE da PMPR, TIGRE e GOA da PCPR, BOPE/PMMS, RECEITA FEDERAL e EXÉRCITO BRASILEIRO, com apoio da SEOPI – Secretaria de Operações Integradas do MJSP.

Comunicação Social da Polícia Federal em Guaíra/PR

Disque denúncia: (44) 3642-9131 (whatsapp)

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana