conecte-se conosco


Policial

Operação em Lambari D’Oeste apreende arma suspeita de usada em tiro na casa do prefeito

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Quatro pessoas foram presas em flagrante por posse e porte irregular de arma de fogo, no município de Lambari D’Oeste (339 km a Oeste), em operação da Polícia Civil realizada nesta quinta-feira (16), em conjunto com policiais militares da Força-Tática, Polícia Militar Ambiental, e policiais da Gerência de Operações Especiais (GOE), da Diretoria de Atividades Especiais, de Cuiabá;

Entre os presos está o vereador de Lambari D’Oeste, Jovelino Ferreira de Souza, que foi encontrado em sua casa na posse de uma espingarda calibre 22 e outra espingarda calibre 28, além de munições. Ele e outras três pessoas detidas em pontos distintos serão autuadas na posse e porte ilegal de arma de fogo. Após serem ouvidos eles deverão ter fiança aplicada nos valores de 3 a 5 salários mínimos, conforme as posses de cada um.

Conforme o delegado Miguel Macário Lopes, o objetivo da operação era apreender a arma usada no disparo efetuado no domingo (12), na porta da casa do prefeito de Lambari D’Oeste, Edvaldo Alves dos Santos. O tiro foi disparado por volta da meia noite, pouco tempo depois do prefeito e a esposa, que estavam em uma festa, chegarem em casa. O tiro arma calibre 12 quebrou a porta de vidro da entrada da residência.

Leia Também:  Polícia Civil prende dois por roubo à condomínio na Capital

Logo que acionada, a Polícia Civil, por meio da Delegacia de Rio Branco, começou a apuração e hoje cumpriu mandados de busca e apreensão contra possíveis pessoas suspeitas de envolvimento no disparo.

O delegado Miguel Macário Lopes informou o disparo tem motivação política, mas nenhuma das pessoas detidas confessam.

As armas de fogo serão encaminhadas para à perícia.

Fonte: PJC MT
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Policial

Policiais resgatam criança de 1 ano subtraída e ameaçada pelo pai em Cáceres

Publicado

Assessoria | PJC-MT

A Polícia Civil, em ação conjunta da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher e da Regional, regatou um bebê de 1 ano, que havia sido tomado dos braços da mãe, pelo pai da criança. O fato ocorreu nesta terça-feira (16), na cidade de Cáceres (225 km a Oeste).

O pai, não aceitava a separação matrimonial e decidiu subtrair o bebê da mãe, que tem a guarda legal da criança. Desesperada, a mãe pediu a ajuda da Polícia Civil, que conseguiu encontrar o pai com a criança, um menino, nas proximidades da rodoviária da cidade. Ele pretendia fugir com criança para Cuiabá.

A delegada Juda Maali Pinheiro Marcondes contou que os policiais pediram ao suspeito para que entregasse o menino, mas ele se apossou de uma faca e ameaçou o próprio filho. “Após conversa intensa, o suspeito entregou o menor e empreendeu fuga, mas os investigadores conseguiram prende-lo em flagrante”, disse

O suspeito, R.M.A, 45 anos,  foi autuado nos crimes de ameaça, subtração de incapaz e resistência.

Fonte: PJC MT
Leia Também:  Polícia Civil divulga resultado do processo seletivo LAB-LD
Continue lendo

Policial

Polícia Civil conclui 154 inquéritos de homicídios e prende 92 criminosos

Publicado

Assessoria | PJC-MT

A Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) concluiu 154 inquéritos policiais, entre os meses de janeiro a junho deste ano, com o esclarecimento de autoria em 69,64% dos casos. Os inquéritos são referentes a homicídios ocorridos na região metropolitana no primeiro semestre de 2019, e também casos de anos anteriores, que foram finalizados nesse período.

Para responsabilizar os autores, a DHPP realizou 59 operações que totalizaram 92 pessoas presas, sendo 49 prisões temporárias, 27 prisões preventivas, 3 prisões definitivas, 13 flagrantes, além do cumprimento de 55 mandados de busca e apreensão domiciliar.

No primeiro semestre de 2019, a DHPP atendeu 271 ocorrências de morte, 68 delas caracterizadas como homicídio. Destes, 48 crimes contra vida ocorreram em Cuiabá e 20 no município de Várzea Grande. No total, a especializada instaurou 77 inquéritos policiais para apurar homicídios dolosos. Algumas situações, de casos atendidos pelas equipes plantonistas, em que há dúvida na morte, também são feito inquérito na DHPP, como afogamento ou suicídio, para esgotar todas as possibilidades de morte violenta (homicídio). Mas, na maior parte, de naturezas diversas atendidas, sem relação com homicídio, os casos seguem para outras delegacias.

Leia Também:  Polícia Civil prende homem por porte ilegal de arma de fogo em Rondonópolis

Para alcançar os resultados, a Especializada estabeleceu a meta, denominada  “DHPP Mais Forte”, visando esclarecimento, responsabilização e prisão de envolvidos em inquéritos policiais em andamento na unidade.

Segundo o delegado, André Renato Gonçalves, a operação realizada em 120 dias (11 de março a 08 de julho) concentrou esforços dos policiais para a diminuição do acervo cartorário da delegacia, totalizando 140 inquéritos policiais relatados nesse período.

Com a intensificação dos trabalhos, entre os meses de janeiro a junho, foram encaminhados à Justiça 154 inquéritos policiais, sendo 100 deles com autoria definida. “São sem dúvida números muito expressivos, possivelmente, um dos mais altos do país em termos de especializadas em homicídios em Capitais”, destacou André Renato.

Para o delegado, a redução de 35,24% no número de homicídios em Cuiabá e Várzea Grande nos meses de janeiro a junho (68 ocorrências de homicídios contra 105 no mesmo período de 2018) demonstra o bom funcionamento do método de trabalho da Especializada.

“Nos últimos anos os índices de ocorrência vêm diminuindo, fato que demonstra o empenho dos policiais da DHPP, delegados, escrivães e investigadores, que atuam na repressão qualificada desse tipo de crime, sem deixar de valorizar os demais profissionais de Segurança que trabalham na área preventiva”, disse o delegado.

Leia Também:  Dois são flagrados traficando drogas em bairro de VG

Desaparecidos

O Núcleo de Pessoas Desaparecidas da DHPP também apresenta altos índices de produtividade superando 90% de casos esclarecidos. No primeiro semestre, foram 416 casos de desaparecimentos registrados na unidade com a localização de 379 vítimas, gerando um índice de 91,11% de resolutividade dos casos.

“Nos últimos anos, os índices do Núcleo de Pessoas Desaparecidas têm sempre ultrapassado a casa dos 90%, demonstrando o constante empenho e compromisso dos policiais do setor”, finalizou o delegado.

 

Fonte: PJC MT
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana