conecte-se conosco


Policial

Operação da polícia de SP cumpre mandados em Cuiabá contra investigados por golpes em site de vendas

Publicado

Alvo da operação em MT aplicou golpe de R$ 26 mil em vítima que pretendia comprar um veículo

Quatro mandados de busca e apreensão são cumpridos na manhã desta quinta-feira (22), em Cuiabá, em uma operação da Polícia Civil de São Paulo, com apoio da Polícia Civil de Mato Grosso, com objetivo de apurar a atuação de um grupo envolvido na aplicação de golpes cometidos por meio de site de compra e venda pela internet e em aplicativos de celulares.

A operação Camaleão, deflagrada pelo Setor Especializado no Combate à Corrupção, Organização Criminosa e Lavagem de Dinheiro (Seccold) da Seccional de Guaratinguetá (SP) constitui a fase externa de uma investigação de crimes de estelionato cometidos pelas plataformas OLX e WhatsApp.

O trabalho conta com apoio da Delegacia Especializada de Combate a Corrupção (Deccor), Delegacia Especializada de Crimes Fazendários e Contra a Administração Pública (Defaz), Gerência de Operações Especiais (GOE) e Delegacia de Diamantino.

Após instauração de inquérito policial e emprego de técnicas de investigação, foram colhidos indícios de autoria e materialidade que apontam a participação de ao menos quatro pessoas residentes em Cuiabá envolvidas no crime.

No golpe aplicado em um vendedor e um comprador de veículos anunciante na plataforma OLX, ambos residentes em Guaratinguetá, o estelionatário conseguiu obter R$ 26 mil da vítima que pretendia adquirir o veículo.

Com base nas investigações, a Seccold representou ao Juízo de Guaratinguetá pelo sequestro do valor da pessoa titular da conta bancária destino da vantagem ilícita, bem como pelo deferimento dos  quatro mandados de busca e apreensão domiciliar em quatro endereços localizados em Cuiabá com objetivo de apreender aparelhos celulares e outros elementos que possam contribuir com as investigações.

 

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Policial

Indígena de 14 anos é assassinada com tiro no rosto e marido é preso suspeito do crime

Publicado

Um indígena responsável pela morte de sua companheira, também indígena e menor de idade, foi autuado em flagrante pela Polícia Civil na tarde de quarta-feira (24), poucas horas depois do crime ocorrido em Juara (709 km a médio norte de Cuiabá).

O suspeito, de 19 anos, foi autuado em flagrante pelo homicídio simples da companheira de 14 anos. O fato ocorreu na manhã de terça-feira (24), em meio a área de floresta, próximo da Aldeia Indígena Mayro. A aldeia fica a 70 km de distância da cidade e o acesso é por um trecho de 50 km de estrada de terra e mais uma hora de barco.

O casal da mesma etnia e vivia um relacionamento conjugal há cerca de um ano. A menor morreu após ser atingida na face por um disparo de espingarda calibre 32, efetuado acidentalmente pelo companheiro. O irmão da vítima estava no momento dos fatos e presenciou todo o ocorrido.

Após efetuar o disparo que atingiu a companheira, os dois (autor e o irmão) a socorreram a vítima de embarcação até a aldeia para atendimento médico, porém a menor indígena não resistiu ao ferimento e morreu antes de chegar ao atendimento.

De acordo com o delegado de Juara, Carlos Henrique Engelmann, depois de detido o suspeito foi encaminhado para delegacia onde foi interrogado. “Em depoimento, o jovem indígena alegou que acreditava que arma de fogo estivesse descarregada, e que não tinha intenção de matar a companheira, a quem disse que amava”, pontuou o delegado.

Em seguida o conduzido foi autuado em flagrante por homicídio simples, e posteriormente encaminhado para Cadeia Pública de Juara, ficando à disposição da Justiça.

 

 

Continue lendo

Policial

Dupla envolvida com tráfico de drogas, furto e receptação é presa pela Polícia Civil em Água Boa

Publicado


Assessoria | Polícia Civil-MT

Dois jovens envolvidos em crimes de tráfico de drogas, furto e receptação em Água Boa (730 km a leste de Cuiabá) foram presos em flagrante pela Polícia Civil do município, na tarde de terça-feira (24.11), durante investigação para esclarecimento do crime. 

Na ação foram apreendidas porções de droga, dinheiro e um automóvel. Os suspeitos, de 21 e 26 anos, foram presos em flagrante por tráfico de drogas, furto, receptação e corrupção de menores, após rápido trabalho policial de combate a criminalidade.

Durante as diligências para apurar o furto de duas baterias. ocorrido na madrugada de terça-feira (24), os investigadores de Água Boa descobriram que os produtos subtraídos estavam em um imóvel onde funcionava como ponto de venda de entorpecentes.

Com base nas suspeitas, os policiais civis foram até o endereço no bairro Operário, e surpreenderam os dois suspeitos com as duas baterias furtadas. Uma menor de idade foi encontrada no local.

Além dos dois objetos recuperados, na residência também foram apreendidas aproximadamente 80 porções de droga, entre cocaína e crack, embaladas e prontas para a venda, a quantia em dinheiro de mais de R$ 700 e um veículo Gol.

Diante do flagrante, os dois rapazes foram detidos e levados para a Delegacia de Água Boa, onde foram interrogados pelo delegado Gutemberg de Lucena Almeida, e autuados pelos crimes tráfico de drogas, furto, receptação e corrupção de menores. Já a adolescente conduzida, depois da oitiva e esclarecimentos foi liberada.

O delegado da cidade parabenizou a equipe de Água Boa pela dedicação e empenho no trabalho diário de investigação. “A Polícia Civil em Água Boa continua sua luta em defesa da sociedade e combate firme ao tráfico de drogas e outros crimes na cidade. Confie. Colabore. Denuncie. Ligue 197”, destacou Gutemberg de Lucena Almeida.

 

Fonte: PJC MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana