conecte-se conosco


Policial

Operação policial combate tráfico de drogas e cumpre 87 mandados em Mato Grosso

Publicado

Crimes de homicídio na região aumentaram em 110% em Alta Floresta e 44% em Juína [F-Sesp-MT]

A Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) desencadeou a Operação Vitae III nas Regiões Integradas de Segurança Pública de Alta Floresta e Juína. O objetivo da operação é combater o tráfico de drogas, que impactou no aumento dos homicídios nas duas regiões neste ano. São cumpridos 87 mandados judiciais de prisões e de buscas e apreensões.

Considerando análise dos dados obtidos pela Superintendência do Observatório de Violência da Sesp, de janeiro a 5 de julho, os crimes de homicídios em Alta Floresta subiram 110%, saltando de 10 casos em 2019 para 21 em este ano. Já em Juína, o aumento foi de 44%, passando de 30 ano passado para 44 em 2020.

Por meio da Ordem de Operação nº 016/SESP/2020 Polícia Militar, Polícia Judiciária Civil, Politec, Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) e Secretaria Adjunta de Administração Penitenciaria, elaboraram o planejamento para o emprego integrado das forças de Segurança, visando o enfrentamento qualificado da criminalidade.

A Operação Integrada nas RISPs 8 e 9 tem caráter repressivo/ostensivo, realizando ações de acordo com o conhecimento produzido pelas inteligências das instituições nas regionais, com o intuito de resolutividade dos homicídios ocorridos na região, bem como ações de Fiscalização Preventiva e de Policiamento Ostensivo Geral.

O secretário adjunto de Integração Operacional da Sesp, coronel PM Victor Fortes, destacou que as operações integradas tem como objetivo de estancar os crimes de homicídio por execução que vem ocorrendo na região. “Os crimes nas RISPs de Juína e Alta Floresta estão na contramão do que vem ocorrendo no estado de Mato Grosso, que teve redução de 1% nos assassinatos. Poderia ter sido maior se não fossem esses casos. Por isso, deflagramos essa operação para chegar aos criminosos e trazer mais segurança para a sociedade na região”.

 

 

 

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Policial

Palestra on-line sobre lavagem de dinheiro com delegado de SP acontece nesta quarta-feira (08)

Publicado


.

Assessoria/Polícia Civil-MT

A Polícia Civil, por meio da Delegacia Regional de Sinop (499 km ao norte de Cuiabá), realiza na terça-feira (04.08), a palestra on-line sobre lavagem de dinheiro com o delegado da Polícia Civil do estado de São Paulo, Robinson Fernandes.

O delegado, pós-doutor em direito na área de lavagem de dinheiro, ministrará a palestra on-line que abordará diferentes aspectos sobre o tema. O evento, de aproximadamente uma hora e meia de duração, iniciará às 14 horas horário de Cuiabá.

O link para acessar a palestra será disponibilizado no e-mail funcional dos participantes uma hora antes do evento virtual.

Fonte: PJC MT

Continue lendo

Policial

Polícia Civil capacita equipes de plantão especializado e de Delegacias da Mulher

Publicado


.

Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT 

A Polícia Civil iniciou nesta segunda-feira (03.08) a capacitação das equipes que vão atuar no Plantão Especializado 24 horas para atendimento a vítimas de violência doméstica e sexual em Cuiabá. Além dos plantonistas da Capital, também participam da capacitação as equipes que atuam nas Delegacias Especializadas de Defesa da Mulher do interior do estado.

A capacitação foi organizada pela Diretoria da Polícia Civil e é toda ministrada por meio de videoconferência. São instrutores, delegados da instituição e equipe técnica de delegacias especializadas, membros do Ministério Público Estadual, Poder Judiciário, Conselho Estadual dos Direitos da Mulher e da Universidade Federal de Mato Grosso.

A diretora Metropolitana da Polícia Civil, delegada Ana Paula de Faria Campos, explica que o curso, que segue até o dia 7 de agosto, aborda temas como Lei Maria da Penha, avaliação de risco, rede de enfrentamento à violência doméstica; diretrizes e fluxo de atendimento no plantão especializado; crimes de liberdade sexual conforme as mudanças trazidas pelas leis 13718 e 13772, ambas publicadas em 2018 e o funcionamento do módulo criminal do Processo Judicial eletrônico (PJe).

“Além disso, preparamos nessa capacitação orientações de como deve ser o fluxo de atendimento às mulheres vítimas de violência, sobre o Sistema de Garantias dos Direitos da Criança e do Adolescente, as redes de acolhimento e proteção para essas vítimas, sobre como observar os sinais e tipos de violência e os reflexos nas vítimas e familiares”, explica a diretora.

No primeiro dia da capacitação, os participantes se reuniram com os diretores Ana Paula Campos, Daniela Maidel (de Execução Estratégica) e Walfrido Nascimento (Interior). Em seguida, o coordenador de Plantões Metropolitanos, delegado Walter de Melo Fonseca falou sobre o fluxo de atendimento no plantão. Também nesta segunda-feira, as equipes puderam interagir com a professora da UFMT, Vera Bertoline, que abordou sobre gênero e violência doméstica.

 

Plantão para vítimas de violência 

A unidade de plantão que começará a funcionar a partir do próximo sábado, 8 de agosto, vai atender vítimas de violência doméstica e sexual em Cuiabá. O plantão está instalado no prédio da 2ª Delegacia da Capital, no bairro Planalto, e é uma das medidas adotadas pela Polícia Civil e Secretaria de Estado de Segurança Pública, com apoio da primeira-dama do Estado, Virgínia Mendes, para ampliar o acolhimento, de forma ininterrupta na Capital.

 

Serão atendidas no Plantão 24h ocorrências envolvendo mulheres vítimas de violência doméstica e familiar, conforme a Lei 11.340/2016 (Maria da Penha), além de vítimas de crimes contra a dignidade sexual conforme a Lei 12.015/2009 e as mudanças trazidas com as leis 3718/2018 e 3772/2018 (importunação sexual e violação da intimidade da mulher).  Também serão realizados procedimentos de prisão em flagrante, além de requerimento de medida protetivas, entre outras providências de urgência necessárias, conforme os casos.

A equipe do plantão será formada por cinco delegadas: Nubya Beatriz Gomes dos Reis, Juliana Rado, Vanessa Cunha Garcez, Lizzia Kelly Ferraro Noya e Jannira Laranjeira e mais as equipes de escrivães,  investigadores, assistentes sociais e psicólogas no total de 50 servidores da Polícia Civil.  

Fonte: PJC MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana