conecte-se conosco


Política MT

Onze nomes irão disputar a eleição suplementar ao Senado; veja quem são os candidatos

Publicado

Elizeu Nascimento

A disputa pela vaga do Senado originada com a cassação da ex-senadora Selma Arruda (Podemos), vai levar onze candidatos a se enfrentar na eleição suplementar de novembro próximo em Mato Grosso. O eleitor mato-grossense terá a opção de escolher entre 11 pretendentes, o sucessor da ex-juíza Selma Arruda, eleita com 678.542 votos, com o discurso de combate à corrupção e pela onda bolsonarista, e cassada pela prática de caixa 2 e abuso do poder econômico. Confira quem são os candidatos ao Senado.

Reinaldo Moraes

O Democracia Cristã (DC) confirmou a candidatura do deputado estadual Elizeu Nascimento para a eleição suplementar. O parlamentar terá o professor universitário Naime Márcio Martins Moraes (PSL), pai do deputado estadual Ulysses Moraes (PSL), na primeira suplência. Em 2016, Elizeu disputou e foi eleito vereador de Cuiabá com 4.012 votos. Nas eleições de 2018, disputou novamente o pleito para deputado estadual e conquistou 21.347 votos, sendo o segundo deputado mais votado de Cuiabá.

Carlos Fávaro

A convenção do Partido Social Cristão (PSC) aprovou o nome do empresário Reinaldo Morais para disputar o pleito. O candidato tem o apoio da ex-senadora Selma Arruda (Podemos). O primeiro suplente, Gilberto Cattani, é do Partido Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB). O segundo suplente, Neles Farias, é filiado ao PSC é empresário e foi por duas vezes presidente da Comercial de Rondonópolis.

Euclides Ribeiro

O partido Avante, com apoio do PDT e PROS, oficializou a candidatura do advogado Euclides Ribeiro. O PSDB homologou a candidatura de Nilson Leitão. Ex-deputado federal, Nilson Leitão disputou a eleição do Senado em 2018 e teve 330.430, ficando em quinto colocado. O candidato tem como primeiro suplente o ex-senador Júlio José de Campos, do DEM, e na segunda suplência, José Márcio (PL).

Procurador Mauro

O senador interino Carlos Fávaro (PSD), teve sua candidatura oficializada na convenção estadual do partido. Também foram confirmados os nomes dos suplentes na chapa encabeçada pelo PSD. Margareth Buzetti (PP) será a primeira suplente e José Lacerda será o segundo suplente. O Partido Verde (PV) e o Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) também integram a aliança construída em torno da candidatura do senador Carlos Fávaro.

Pedro Taques

O Solidariedade homologou o nome do ex-governador e ex-senador Pedro Taques. Também foi anunciado o apoio do Cidadania. Pedro Taques estreou na política no Senado Federal. Ele se candidatou pelo PDT e venceu a disputa pelo cargo em 2010. Em 2014 deixou o cargo para o primeiro suplente José Medeiros e se candidatou ao governo de Mato Grosso, vencendo a disputa no primeiro turno.

Coronel Fernanda

Valdir Barranco

A candidatura de Rúbia Fernanda Diniz, a coronel Fernanda, foi oficializada pelo Patriota. A chapa pura do partido conta ainda com o ex-deputado federal Victório Galli, como primeiro suplente, e o tenente Luciano Esteves, na segunda suplência. A candidata tem 45 anos e é natural de Cuiabá. Ela entrou na Polícia Militar de Mato Grosso em 1996. É formada em direito e tem especialização em segurança pública, ciências criminais e administração pública.

O Partido Novo lançou o nome de Feliciano Azuaga, de 39 anos. Feliciano nasceu em Campo Grande, Mato Grosso do Sul, mora em Mato Grosso há 14 anos e é economista, doutor e mestre em economia. O candidato é professor da Universidade de Mato Grosso (Unemat). Terá como primeiro suplente Sérgio Antunes e, como segunda suplente, Vanessa Tomizawa.

Feliciano Azuaga

O Podemos confirmou o nome do deputado federal José Medeiros, que terá como seu primeiro suplente, o vice-prefeito de Cuiabá, Niuan Ribeiro, e como segundo, o coronel da Polícia Militar, Zózima Dias dos Santos. Medeiros já ocupou o Senado por quatro anos, após o então senador Pedro Taques renunciar ao cargo para assumir o Governo do Estado.

José Medeiros

Em convenção realizada pela internet, o PSOL escolheu como candidato a senador na eleição suplementarMauro César Lara de Barroso Procurador Mauro. Mauro, de 45 anos, que é procurador da Fazenda Nacional e músico, é formado em direito pela UFMT. Ele já disputou outras eleições a prefeito de Cuiabá, deputado federal, senador e governador.

Nilson Leitão

O deputado estadual Valdir Barranco foi escolhido candidato ao Senado pelo Partido dos Trabalhadores. A primeira suplência fica com a ex-reitora Maria Lúcia Cavalli Neder (PCdoB), e a segunda com a ex-vereadora por Cuiabá, professora universitária aposentada Enelinda Scala (PT).

 

 

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política MT

Emanuel encaminha Projeto para endurecer fiscalização e aguarda Justiça para definir toque de recolher

Publicado

Medidas vão da simples advertência até a suspensão do alvará com o fechamento do estabelecimento [Foto – Izabela Dias]

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, anunciou na manhã deste sábado (27), que vai entregar um Projeto de Lei na Câmara Municipal para criar medidas ainda mais rigorosas na fiscalização dos estabelecimentos comerciais que descumprem as medidas já estabelecidas de biossegurança.

“Após reunião do Comitê Municipal de Enfrentamento à COVID-19, realizada ontem, já havíamos definido a volta do toque de recolher. Entretanto, vamos esperar a decisão da Justiça para definir qual o caminho Cuiabá vai tomar. Enquanto isso, no dia 1º de março, segunda-feira, entregarei ao presidente da Câmara Municipal de Cuiabá, Juca do Guaraná, um Projeto de Lei que determina medidas ainda mais rigorosas na fiscalização dos estabelecimentos que teimam em descumprir as medidas de biossegurança neste período de pandemia, solicitando a votação em urgência urgentíssima”, afirmou o prefeito.

Segundo Pinheiro, as medidas vão da simples advertência até a suspensão do alvará com o fechamento do estabelecimento por até 90 dias. “A base deste Projeto de Lei é a seguinte: aqueles que andam de acordo com a lei, que andam corretamente e que estão preocupados em trabalhar sem causar a proliferação do vírus não podem pagar pelos irresponsáveis que trabalham de qualquer forma e propiciam essa onda crescente de propagação da COVID-19 em Cuiabá”, comentou.

Para o prefeito, este não é o momento de decretar lockdown, pois o setor produtivo não aguenta mais ser penalizado. “O trabalhador precisa do emprego, precisa trabalhar e ganhar o seu salário. A Prefeitura de Cuiabá está trabalhando diuturnamente para vencer a pandemia, e a saída é a vacina. Estamos usando de todos os meios, empregando todos os esforços possíveis e imagináveis para conseguirmos mais vacinas para imunizar toda a população cuiabana. Esse é meu compromisso e eu reitero nesse momento com cada um de vocês”, finalizou.

Na manhã de hoje, o prefeito Emanuel Pinheiro aderiu à instalação de um consórcio por meio da Frente Nacional dos Prefeitos (FPN) para aquisição das vacinas contra a Covid-19.

 

 

Continue lendo

Política MT

Cuiabá adere a consórcio nacional dos prefeitos para aquisição de vacinas contra Covid

Publicado

Emanuel Pinheiro participou de reunião para criação do consórcio [Foto – Isabela Dias]

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, participou na manhã deste sábado (27), de reunião com a Frente Nacional dos Prefeitos (FNP) e aderiu à instalação de um consórcio entre os municípios para aquisição de vacinas da Covid-19. “Nós decidimos criar o consórcio nacional para adquirir as vacinas, medicamentos e insumos para o combate da Covid-19. E com isso vamos ajudar o Governo Federal a agilizar a vacinação da nossa população, que é nossa prioridade, principalmente de Cuiabá. Reassumo o compromisso de vacinar toda população cuiabana e trabalhar muito para concluir esse objetivo”.

A reunião, por videoconferência, contou com os dez prefeitos que integram a diretoria da FNP. Os dez municípios signatários iniciais são Petrolina (PE), Salvador (BA), Curitiba (PR), Aracajú (SE), Manaus (AM), Belém (PA), Ribeirão Preto (SP), Porto Alegre (RS), Rio de Janeiro (RJ) e Cuiabá (MT). O prefeito Emanuel Pinheiro também ressaltou que o momento é de união da população na luta contra o vírus da Covid-19. Com apoio de todos os participantes, a entidade vai pactuar, com governantes das médias e grandes cidades, o início e cronograma da construção do consórcio, nesta segunda-feira (1).

“Não é hora de prejudicar a nossa economia, de causar um desiquilíbrio no desemprego, de atingir o setor produtivo, que já foi muito sacrificado e principalmente trazer a desesperança e o desemprego para a população. Agora é hora de união para buscar as vacinas e imunizar toda a população cuiabana”.

Participaram da reunião  os prefeitos de Cuiabá, Emanuel Pinheiro; Salvador/BA, Bruno Reis; Manaus/AM, David Almeida; Porto Alegre/RS, Sebastião Melo; Ribeirão Preto/SP, Duarte Nogueira; Petrolina/PE, Miguel Coelho; e o secretário de Planejamento, Finanças e Orçamento de Curitiba/PR, Vitor Puppi, representando o prefeito Rafael Greca.

 

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana