conecte-se conosco


Mato Grosso

Obras do governo contribuem para saldo positivo de empregos na construção civil em MT

Publicado


.

Apesar de a pandemia do novo coronavírus ter causado crise econômica em diversos setores por todo o país, o setor da construção civil manteve o índice positivo de empregos em Mato Grosso. As obras executadas pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra), contribuíram para a estabilidade desse índice.

Os dados referentes à geração de empregos e renda fazem parte do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, que fez um levantamento entre os meses de fevereiro, quando foi confirmado o primeiro caso de coronavírus no Brasil, até o mês de maio, das informações sobre os vínculos trabalhistas. Veja aqui.

No período, foram admitidos 10.349 novos empregados na área da construção civil e registrados 10.154 desligamentos, o que garantiu o saldo positivo em Mato Grosso. Entre as iniciativas do Governo do Estado que contribuíram para o índice estão a execução de 70 obras rodoviárias e a construção das 72 pontes de concreto em vários municípios de Mato Grosso.

Obras do governo contribuem para saldo positivo de empregos na construção civil em MT

De acordo com o secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, Marcelo de Oliveira, as obras de infraestrutura são essenciais e tiveram a continuidade assegurada neste período de pandemia, seguindo todas as medidas de prevenção, tomadas pelas construtoras responsáveis.

Isso permitiu que o setor fosse menos impactado com a crise, o que garantiu a manutenção da capacidade produtiva, profissionais trabalhando nos canteiros de obras e serviços a todo o vapor.

Somente em obras nas rodovias estaduais, são realizadas a pavimentação de 964,39 quilômetros, além de serviços de restauração, revitalização e manutenção de mais 968,13 quilômetros. Também são executadas obras em 87,56 quilômetros por meio das parcerias sociais junto às prefeituras e Organizações da Sociedade Civil (OSC).

Obras seguem a todo vapor em Mato Grosso

Já as pontes de concreto são construídas em várias regiões de Mato Grosso.   Além disso, estão em execução vários outros serviços, como a manutenção nas rodovias-não pavimentadas, a construção de pontes de madeira e inúmeras melhorias de infraestrutura no Estado.

E a construção civil promete ser o setor que vai alavancar e reaquecer a economia em todo o país.  Em Mato Grosso, a Sinfra já projeta a execução de novas obras ainda neste segundo semestre. Entre elas a construção da ponte de concreto na rodovia MT-326, sobre o Rio das Mortes, entre Cocalinho e Nova Nazaré. A ponte terá 483 metros de extensão e será a maior ponte dessa estrutura já construída.

Também já estão em processo de licitação a retomada das obras do Hospital Universitário Júlio Muller, em Cuiabá, e a ponte sobre o rio Aripuanã, em Aripuanã, por exemplo.

Além de obras, concessões de rodovia prometem reaquecer economia.

Além disso, está prevista a concessão à iniciativa privada de três lotes de rodovias, num total de 512 quilômetros, para a prestação dos serviços públicos de conservação, recuperação, manutenção e implantação de melhorias. As concessões têm prazo de 30 anos e já foram autorizadas pelo Governo do Estado.

Serão concedidos 140 quilômetros da MT-130, no trecho de Primavera do Leste a Paranatinga, além das rodovias MT-246, MT-343, MT-358 e MT-480, nos trechos de Jangada a Itanorte, totalizando 233,2 quilômetros. Também serão concedidos 138,4 quilômetros da MT-220, no trecho entre Tabaporã e Sinop. O edital deve ser lançado ainda neste mês de julho.

Fonte: GOV MT

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mato Grosso

Municípios do Noroeste receberam 19 mil testes rápidos do Governo de MT

Publicado


.

O Governo de Mato Grosso enviou 93,2 mil testes rápidos de covid-19 para os 12 municípios que compõem a região Noroeste do estado, a exemplo de Colniza, Juara e Juína (veja a lista completa ao final da matéria).

Todos os testes já foram recebidos pelas prefeituras, que devem encaminhá-los para a atenção básica de Saúde. No total, o Estado adquiriu 400 mil testes rápidos, sendo que 300 mil estão sendo distribuídos para os 141 municípios de Mato Grosso.

Os outros 100 mil estão à disposição do Centro de Triagem Covid-19, na Arena Pantanal, e dos hospitais administrados pelo Executivo. Além destes, mais 100 mil testes foram doados por uma empresa.

“Sabemos que há uma dificuldade muito grande dos municípios para a aquisição, e por isso o Estado têm dado mais essa contribuição”, afirmou o governador Mauro Mendes.

O governador ressaltou que a testagem auxilia as pessoas com sintomas leves a iniciarem o tratamento de forma precoce. A base de cálculo usada para a distribuição é de 8,5% da população de cada município.

“Com o teste rápido disponível já na UPA, na policlínica ou no PSF, o paciente que estiver contaminado já consegue descobrir a doença no início e partir para o tratamento precoce. Isso evita que a situação se agrave e ele venha a precisar de uma UTI. É uma ferramenta que ajuda a salvar vidas”, destacou.

Para o secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, a iniciativa é uma forma do Governo de Mato Grosso incentivar a testagem e reforçar a atuação da atenção primária à Saúde, “que é uma responsabilidade dos municípios”.

“Além de fornecer testes, o Estado também atua fortemente no Centro de Triagem da Covid-19, que amplia consideravelmente o número de diagnósticos realizados da Baixada Cuiabana e facilita o acesso ao tratamento precoce”, pontuou Figueiredo.

Os testes adquiridos pelo Governo custaram até 11 vezes mais baratos que os adquiridos em outros estados. Enquanto os preços praticados nos demais estados variaram entre R$ 55 a R$ 199 por cada teste, o Governo de Mato Grosso conseguiu adquirir diretamente de uma fabricante chinesa por U$S 3 dólares, ou seja, R$ 17,83, considerando frete e o valor do dólar pago nas aquisições.

Confira a quantidade distribuída para cada um dos 12 municípios da região noroeste:

MUNICÍPIO

TESTES DISTRIBUÍDOS

ARIPUANÃ

1.900

BRASNORTE

1.675

CASTANHEIRA

750

COLNIZA

3.275

COTRIGUAÇU

1.675

JUARA

2.975

JUÍNA

3.475

JURUENA

1.350

NOVO HORIZONTE DO NORTE

350

PORTO DOS GAÚCHOS

450

RONDOLÂNDIA

350

TABAPORÃ

800

TOTAL

19.025

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mato Grosso

Sesp deflagra operação integrada para combater crimes no Nortão

Publicado


.

A Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) deflagrou, na manhã desta terça-feira (04.08), no município de Feliz Natal (a 538 km ao Norte de Cuiabá), uma operação integrada para combater os crimes ambientais na região. As ações se concentram nas zonas urbana e rural da cidade e contempla as localidades de Entre Rios e Santa Terezinha, distritos do município de Nova Ubiratã.

Uma das frentes do trabalho repressivo de segurança pública é o combate de extração ilegal de madeira, contudo, outras atividades visam também o enfrentamento aos crimes de homicídio, roubo, furto e tráfico de drogas nos bairros de Feliz Natal e nos distritos de Nova Ubiratã.

Devido a posição geográfica de Feliz Natal, que faz parte da Amazônia Legal, com grande potencial de exploração da madeira, nos últimos anos houve grande fluxo de pessoas e houve também fomento da prática de extração ilegal de madeira no Assentamento Ena, o que vem causando aumento de outros crimes como roubo ao patrimônio não só na cidade, como na zona rural, especialmente nas fazendas, além do tráfico e homicídios.

A operação denominada “Repressão Feliz Natal” foi deflagrada pela adjunta de Integração Operacional (Saiop), da Sesp e é coordenada pela Região integrada de Segurança Pública (Risp 3), de Sinop.

Integram a operação, os profissionais da Polícia Militar (PM), Polícia Judiciária Civil (PJC), Corpo de Bombeiros Militar (CBM), Politec, Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), Sistema Penitenciário, Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

Até agora foram apreendidos arma de fogo, 10 munições, além de vários materiais de pesca predatória como espinhel, tarrafa, rede e outros materiais e a localização de vários pontos de desmate ilegal dentro da reserva do Assentamento Ena.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana