conecte-se conosco


Mato Grosso

Número de empresas de transporte de carga cresce 30% em 2022

Publicado

O transporte rodoviário de carga apresentou o maior crescimento absoluto neste ano, em Mato Grosso. Atualmente há 1.429 empresas constituídas, enquanto em 2021 totalizaram 1.099, um acréscimo de 30%, em relação ao ano anterior.  De acordo com dados da Junta Comercial de Mato Grosso (Jucemat), 330 novas empresas do ramo foram criadas no período de um ano.

O segundo maior resultado foi para o setor de obras de alvenaria, que neste ano conta com 2.358 empresas, enquanto no ano passado somavam 2.120 – um incremento de 11,23%, com 238 empreendimentos a mais em comparação ao ano anterior.

As atividades auxiliares aos transportes terrestres também obtiveram saldo superior entre 2022 em relação a 2021, com 227 novas empresas abertas. Atualmente são 845 empresas contra 618 empresas no ano passado.

Já o setor de instalação e manutenção elétrica registrou 2.023 empresas em 2022, ante 1.824, em 2021. Com 199 novos estabelecimentos, aumento de 10,91%.

“Temos observado um aumento significativo de empresas abertas em diversos setores econômicos no Estado, o que demonstra o fortalecimento da nossa economia e consequentemente, a geração de emprego e renda para os mato-grossenses”, destaca o presidente da Jucemat, Manoel Lourenço de Amorim.

Números registrados

Conforme levantamento da Jucemat, até o dia 26 de maio de 2022 foram abertas 33.918 empresas no Estado. Em todo ao ano de 2021 foram inscritos 75.058 novos CNPJs contra 62.506 no ano anterior (2020) – um acréscimo de 20.08%.

Atualmente Mato Grosso possui 443.458 empresas ativas, das quais 249.743 são do setor de Serviços; 154.108, do Comércio e 39.452, da Indústria. 

Fonte: GOV MT

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mato Grosso

Operação cumpre 30 mandados judiciais contra grupo criminoso formado para fraudar o fisco estadual

Publicado

A Polícia Civil de Mato Grosso deflagrou, na manhã desta quarta-feira (06.07), a operação Bomba Fantasma, para desarticular uma organização criminosa constituída por núcleos formados por empresários do segmento de combustíveis e empresas de transportes, cujo objetivo era a venda de notas fiscais a transportadoras para aproveitamento de crédito fiscal. Estão sendo cumpridas diversas ordens judiciais em três cidades de Mato Grosso e Goiás, entre elas 13 mandados de buscas, bloqueios de contas bancárias e de 12 veículos de investigados, sequestro de imóveis, além de outras medidas cautelares. 

A investigação, realizada pela Delegacia Especializada de Crimes Fazendários (Defaz), Comitê Interinstitucional de Recuperação de Ativos (Cira) e Secretaria de Estado de Fazenda, identificou que, em 2018, pelo menos quatro postos de combustíveis venderam milhares de litros de diesel a transportadoras, sem a efetiva circulação da mercadoria, ou seja, sem o abastecimento na bomba.

Investigação

Com a auditoria, realizada pela Coordenadoria de Fiscalização de Combustível, Comércio e Serviços da Sefaz e o aprofundamento das investigações pela Defaz, foi demonstrado que dos quatro postos, três pertencem ao mesmo grupo de empresários e um posto, localizado na cidade de Alto Garças, no sul do estado, foi responsável pela venda de mais de 10 milhões de litros de óleo diesel, sem que fosse adquirido um único litro para seu estoque, reforçando apenas a venda da nota fiscal fictícia.

Segundo o delegado titular da Defaz, Walter de Melo Fonseca Júnior, a investigação conseguiu identificar que o grupo econômico contava com a participação direta de um escritório de contabilidade, que funcionava como um “QG” para emissão das notas fiscais das vendas realizadas.

Além do grupo formado pelos postos de combustíveis, a investigação apurou ainda que transportadoras foram beneficiadas com o esquema criminoso, sendo que três delas pertencem a um mesmo grupo econômico.

Ordens judiciais 

Com base nas investigações, o delegado Rafael Scatolon representou pela expedição de 13 mandados de busca e apreensão, bloqueio das contas bancárias no valor correspondente ao crédito tributário (R$ 42 milhões), suspensão do escritório de contabilidade e do contador, sequestro de quatro imóveis, além do bloqueio de 12 veículos, cujos mandados, após parecer favorável da 14ª Promotoria de Cuiabá, foram deferidos pela juíza Ana Cristina Silva Mendes da 7ª Vara Criminal da Capital.  

Os mandados estão sendo cumpridos nas cidades de Rondonópolis e Pedra Preta, no sul do estado e em Goiânia (GO). 

A operação Bomba Fantasma conta com apoio das unidades da Diretoria de Atividades Especiais (DRE), Deccor e GCCO, Delegacias da Polícia Civil em Rondonópolis, Politec-MT e Gerência de Operações de Inteligência da Polícia Civil de Goiás.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mato Grosso

SINE MT oferta 3,1 mil vagas de emprego em 27 municípios

Publicado

O Sistema Nacional de Emprego de Mato Grosso (Sine-MT) disponibiliza 3.163 novas oportunidades de empregos para profissionais que queiram ingressar no mercado de trabalho. As vagas estão disponíveis em 27 municípios do Estado, inclusive em Cuiabá e Várzea Grande. Há vagas também para pessoas com deficiência (PCD).

As vagas são para as cidades de: Cuiabá (245); Várzea Grande (48); Água Boa (56); Alta Floresta (45); Alto Araguaia (13); Alto Taquari (05); Aripuanã (02); Barra do Garças (47); Cáceres (19); Campo Novo do Parecis (80 ); Campo Verde (80); Canarana (27); Colíder (143); Diamantino (29); Guarantã do Norte (24); Juara (93); Jaciara (15); Juscimeira (02); Lucas do Rio Verde (90); Nova Mutum (207); Pontes e Lacerda (56); Primavera do Leste (472); Rondonópolis (268); Sapezal (229); Sinop (308); Sorriso (495); Tangará da Serra (65).

O trabalhador também pode verificar as vagas ofertadas acessando o portal http://empregabrasil.mte.gov.br/

Inscrição

Os interessados devem procurar a unidade do SINE mais próxima de sua residência, com os documentos pessoais.

Estas oportunidades podem ser preenchidas ou alteradas a qualquer momento e sem nenhum aviso prévio.

Confira relação das vagas de empredo aqui e aqui

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana