conecte-se conosco


Mato Grosso

Número de atendimentos representa confiança das vítimas em buscar auxílio

Publicado

Primeira unidade especializada criada em Mato Grosso para o atendimento a mulheres vítimas de violência, a Delegacia da Mulher de Cuiabá finalizou 2019 com a conclusão de 3.299 e instauração de mais 2.577 inquéritos de crimes relacionados à violência doméstica e familiar. A delegacia também representou por 1.801 medidas protetivas para vítimas.

Na avaliação da delegada titular da unidade, Jozirlethe Magalhães Criveletto, os números refletem aumento na confiança da população em buscar o atendimento da Polícia Judiciária Civil para a solução de conflitos familiares e domésticos. “Ao longo dos últimos anos, observamos o crescimento de produtividade da delegacia, com mais inquéritos concluídos e instaurados, medidas protetivas requeridas, o que demonstra maior confiança por parte da população em buscar ajuda no atendimento na unidade para solução de conflitos familiares”, destaca a delegada.

Das 1.801 medidas protetivas concedidas por representação da delegacia, 200 delas foram descumpridas, fato que enseja prisão conforme previsto pela Lei 13.641/2018, que alterou dispositivos da Lei Maria da Penha (11.340/06). A pena aplicada é de três meses a dois anos de detenção.. Com a implantação do Processo Judicial Eletrônico na DEDM, os descumprimentos de medidas protetivas passaram também a ser comunicados via sistema para a justiça.

A atuação da Delegacia da Mulher de Cuiabá também resultou na retirada de 67 vítimas de locais onde corriam risco e no encaminhamento de outras 55 para a Casa de Amparo da Capital.

Durante todo o ano passado, as equipes da DEDM realizaram 4.513 oitivas, houve representação por 122 pedidos de prisões e elaboração de 478 termos circunstanciados de ocorrências. A delegada titular pontua ainda a otimização das equipes da unidade, que em 2019 voltou a atuar apenas com atendimento à mulher e o Núcleo de Atendimento à Pessoa Idosa passou para outra delegacia da capital. “Temos uma equipe valente e criativa que soube direcionar esforços no cumprimento das atividades da delegacia, especialmente nas ações de mobilização que realizamos em três períodos distintos ao longo do ano. Em março realizamos visitas domiciliares de atendimento às vítimas e verificação de cumprimento de medidas. Em agosto, concentramos esforços para a conclusão de inquéritos e no mês de novembro, durante os 16 dias de ativismo pelo fim da violência contra a mulher, trabalhamos na instauração e conclusão de inquéritos, visitas domiciliares e cumprimentos de mandados”, explica Jozirlethe.

Leia Também:  Fisco recupera máquina agrícola roubada

Nas visitas domiciliares, a equipe da DEDM verificou denúncias de agressões físicas, cárcere privado, maus tratos e outros crimes relacionados à violência doméstica e familiar. “Em alguns casos as denúncias sugerem que a vítima esteja vivendo em  cárcere privado, outras vezes a mulher já é idosa e está em situação de maus tratos, apropriação de proventos ou ainda,  vivenciando  agressões  contínuas  e não aceitam sair desse ciclo de violência”, informa a delegada.

Ainda Posso Sonhar

Um antigo anseio da Delegacia para proporcionar auxílio às vítimas de violência doméstica foi colocado em prática com o início do projeto Ainda Posso Sonhar uma iniciativa que busca a reconstrução da identidade da mulher. O projeto realizado por meio de terapias em grupo busca trazer esperança às mulheres que procuram a Delegacia da Mulher, e que, após serem agredidas, seja de forma física, moral, psicológica, sexual ou patrimonial, econômica, não conseguem enxergar um novo futuro.

As terapias são voltadas para que a vítima trabalhe a autoestima, autoafirmação e encontre um novo sentido para a vida. Entre outros fatores, o trabalho buscará com que a vítima volte a se amar, antes de amar outra pessoa, e desta forma não entre em um novo relacionamento abusivo.

Leia Também:  Governo convoca 161 candidatos aprovados em processo seletivo para hospital regional

A primeira turma foi formada por 20 mulheres que já passaram por atendimento da Delegacia Especializada. As vítimas cadastradas participaram de 10 sessões de terapia acompanhadas por uma psicóloga, uma vez por semana. A previsão é que uma nova turma seja formada neste ano.

“Esse atendimento é uma ansiedade que tínhamos há muito tempo, porém, não contávamos com profissionais especializados para realização do trabalho. Em 2019 a Delegacia da Mulher foi agraciada com profissionais de psicologia, que passaram a integrar o setor de acolhimento às vítimas e que também enxergaram essa necessidade”, disse a delegada.

Rede de Frente

Em setembro de 2019, a Delegacia passou a compor a rede na Capital que reúne representantes do Poder Judiciário no âmbito do Tribunal de Justiça e Varas de Violência Doméstica, Ministério Público, Núcleo de Defesa da Mulher da Defensoria Pública, Câmara Municipal de Cuiabá, Secretaria de Assistência Social, Secretaria de Saúde, Secretaria de Educação, OAB- Seccional de Mato Grosso, o Conselho Estadual dos Direitos da Mulher, o Conselho Municipal dos Direitos da Mulher, Associação Brasileira de Mulheres de Carreira Jurídica (ABMCJ), BPW-Cuiabá, a Patrulha Maria da Penha, a União Cuiabana de Clube de Mães, além da União Cuiabana das associações de moradores, Federação mato-grossense de Associações e Associações de Moradores de Bairros. Cada instituição atua em sua área de competência para atender, acolher e auxiliar mulheres vítimas de violência doméstica e familiar.

Fonte: GOV MT
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Mato Grosso

Museu de História Natural Casa Dom Aquino dobrou número de visitantes em 2019

Publicado

Na era digital, ir ao museu até parece ser coisa do passado, mas será que é? O Museu de História Natural Casa Dom Aquino é um patrimônio histórico de 177 anos localizado em Cuiabá, que conta a pré-história de Mato Grosso por meio de fósseis e artefatos arqueológicos e vem mostrar que os museus ainda fazem parte do cotidiano da população. Em 2019, o equipamento cultural recebeu 5.607 visitantes de Mato Grosso, outros estados e países.  O número representa um aumento de 102% em relação ao ano de 2018, em que o Museu recebeu 2.778 visitantes.

Os museus têm um importante papel para a sociedade. Eles são capazes de informar e educar com exposições, oficinas, atividades recreativas e até mesmo usando os meios digitais como vídeos e outras opções interativas. São espaços ideais para despertar a curiosidade, estimular a reflexão e o debate, e criar uma conexão entre passado, presente e futuro.

Para a arqueóloga e presidente do Instituto Ecossistemas e Populações Tradicionais (ECOSS) – que faz o gerenciamento do museu, Suzana Hirooka, o Museu de História Natural Casa Dom Aquino tem conquistado a preferência das pessoas, em especial da comunidade escolar. Isso porque, ela explica, a visita é uma atividade extra classe que contribui muito para a fixação de conteúdos didáticos como dinossauros, evolução, biologia e meio ambiente, e os professores já colocam dentro das suas atividades anuais essa visita, auxiliando para a formação dos alunos.

Leia Também:  Estudantes e professores de escola estadual visitam aldeia para conhecer etnia Bororo

Em 2019, o Museu de História Natural Casa Dom Aquino recebeu 3.654 estudantes vindos de 94 instituições de Ensino, de várias cidades de Mato Grosso. Entre elas estão Cuiabá, Várzea Grande, Chapada dos Guimarães, Rosário Oeste, Campo Novo dos Parecis, Araputanga, Diamantino e Rondonópolis, além de estudantes de outros estados.

O museu também recebeu a visita de 1.953 turistas de Cuiabá e municípios do interior de Mato Grosso, além de cidades de outros estados, como Maceió (AL), Porto Velho (RO), Recife (PE), Salvador (BA), Dourados (MS), João Pessoa (PB), São Paulo (SP), Goiânia (GO), Brasília (DF). Outro público são os visitantes norte-americanos e canadenses, totalizando 5.607 pessoas durante todo o ano.

Para 2020, o museu está preparando grandes eventos, como o Encontro Indígena, a Primavera dos Museus, oficinas e visitas escolares guiadas que podem ser agendadas pelos telefones (65) 3634-4858 e 3052-8062 ou pelo e-mail [email protected] .

Serviço:

O Museu de História Natural Casa Dom Aquino é um equipamento cultural da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel). Está aberto ao público de quarta a domingo, das 8h às 18h, com ingressos a R$ 6,00 (inteira) e R$ 3,00 (meia). Endereço: Avenida Beira Rio, nº 2000, bairro Dom Aquino, Cuiabá.

Leia Também:  Inscrições para compor Conselho podem ser feitas até sexta-feira (25)

Fonte: GOV MT
Continue lendo

Mato Grosso

Warlindo Carneiro Filho: Presidente da Confederação Brasileira de Atletismo vem à Cuiabá para inauguração do COT UFMT

Publicado

Marcada para o fim da tarde da próxima terça-feira (28.01), às 18h30, em Cuiabá, a cerimônia de lançamento do Centro Olímpico de Treinamento da Universidade Federal de Mato Grosso (COT UFMT) contará com a presença do presidente da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt), Warlindo Carneiro Filho.

À frente da Confederação desde 2017, o professor Warlindo, mestre em Ciências do Desporto, Exercício e Saúde pela Universidade do Porto, em Portugal, possui um histórico profissional dedicado ao ensino, com forte atuação no atletismo de alto rendimento.

Em uma breve entrevista, uma das maiores autoridades do atletismo brasileiro na atualidade falou das possibilidades que se iniciam com a chegada do COT UFMT, sobre o desempenho dos atletas mato-grossenses e traçou caminhos a serem seguidos para o incentivo a jovens atletas. Confira!

O que significa para o atletismo brasileiro, um novo complexo esportivo de padrão internacional na região central do Brasil?

Warlindo – Significa um sonho realizado, resultado de vários anos de luta. Mostra que o atletismo brasileiro ocorre em todas as regiões do país. Temos pistas em Mato Grosso, Goiás, Distrito Federal, Minas Gerais, Tocantins… Mês que vem inauguraremos ainda em Mato Grosso do Sul. A alegria que experimento agora não tem dimensão, me sinto muito feliz e realizado quando penso na possibilidade de poder levar os Campeonatos Brasileiros e até Sul-Americano para Cuiabá, uma capital com público entusiasmado e que gosta muito de atletismo.

Leia Também:  Inscrições para compor Conselho podem ser feitas até sexta-feira (25)

Falando nisso, os atletas mato-grossenses têm resultados bem relevantes no atletismo nacional, correto?

Sim! Mato Grosso é uma das grandes potências brasileiras nas categorias de base, com atletas de várias cidades trabalhando muito sério, colecionando resultados importantes e histórias de sucesso: Sorriso, Barra de Garças, Cuiabá, Tangará da Serra, Araputanga, Várzea Grande. Com conquistas e participações importantes em olimpíadas, campeonatos sul-americanos… Só para citar a mais recente conquista de Mato Grosso, Sivirino Souza dos Santos, de Barra do Garças, foi treinador-chefe da delegação brasileira para o sul-americano de Cross Country, no Equador, ano passado, e campeão da Copa Brasil de Cross Country, em 2020.

Diante de resultados tão importantes e com um centro de treinamento novinho, quais as chances de um Campeonato Brasileiro de Atletismo sediado em Cuiabá?

As chances são grandes, só depende do apoio das autoridades e patrocinadores privados.

Fale um pouco sobre a atual fase do atletismo brasileiro…

Estamos numa boa fase do atletismo brasileiro. Vivendo agora um momento sem igual no esporte. O mais importante é que temos bons parceiros, clubes e prefeituras investindo no atletismo. O trabalho dos professores de educação física nas escolas é muito importante também.

Leia Também:  Governo do Estado repassa R$ 7,7 milhões aos municípios para transporte escolar

E como se dá essa relação entre a escola e o atletismo?

Muitas escolas trabalham o atletismo nas aulas de educação física, graças ao programa do EaD (Ensino a Distância) de atletismo na escola. O habitat correto da criança é a escola, então é lá que temos que investir esforços.  Mato Grosso tem muito forte, o atletismo nas escolas, isso é fundamental. Assim, sempre vamos ter garotos sendo revelados, nossos futuros campeões.

Fonte: GOV MT
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana