conecte-se conosco


Mato Grosso

Novos profissionais do Programa Mais Médicos começam a trabalhar em Mato Grosso

Publicado

Os novos profissionais cadastrados no Programa Mais Médicos, executado pelo Ministério da Saúde com o apoio dos estados e municípios, já trabalham nas unidades para as quais foram destinados. Das 53 vagas referentes à última homologação do programa, 52 foram preenchidas – sendo que apenas o município de Juara registrou uma desistência.

De acordo com a Coordenadora de Atenção Primária da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), Regina Paula de Oliveira Amorin Costa, a vaga restante será preenchida ainda neste mês, pelo Governo Federal, que publicará portaria designando um profissional para atuar no município.

“É positiva a avaliação do Projeto Mais Médicos no estado de Mato Grosso, que conta atualmente com 235 médicos distribuídos em 102 (72%) municípios e nos cinco (100%) Distritos Sanitários Indígenas (DSEI), atendendo aproximadamente 811 mil mato-grossenses e contribuindo com a qualificação do processo de trabalho das equipes e da Atenção à Saúde ofertada a nossa população”, destacou.

O município de Colniza contará com o trabalho de três médicos e, em Marcelândia, serão dois médicos em atuação. A coordenadora ainda informou que cada um dos outros 19 municípios contarão com o auxílio de um médico. O atendimento do programa também engloba os Distritos Sanitários Indígenas localizados nas regiões do Araguaia (com 13 médicos), Xingu (com quatro médicos), Kaiapó (com quatro médicos) e Xavante (com oito médicos).

Importância para MT

O Mais Médicos tem o objetivo de diminuir a carência de profissionais da medicina nas regiões prioritárias para o Sistema Único de Saúde (SUS) e de reduzir as desigualdades regionais na área da Saúde. O programa contribuiu para o fortalecimento e a qualificação da prestação de serviços de Atenção Primária à Saúde em Mato Grosso.

O projeto apresenta resultados bastante significativos, particularmente em regiões onde vivem populações vulneráveis e em locais que enfrentavam dificuldades para fixar profissionais.

“Destacamos que todos os médicos participantes do programa Mais Médicos cursam especialização em Atenção Básica, na modalidade de ensino à distância, tendo como produto um Projeto de Intervenção, que tem proporcionado interessantes experiências e melhorias para a localidade em que atuam”, avalia a coordenadora.

Confira o preenchimento e distribuição das vagas do Programa Mais Médicos em Mato Grosso:

MUNICÍPIO / DSEI

Nº DE VAGAS PREENCHIDAS

 

ALTO ARAGUAIA

1

 

ALTO BOA VISTA

1

 

APIACAS

1

 

BOM JESUS DO ARAGUAIA

1

 

BRASNORTE

1

 

COLNIZA

3

 

COTRIGUACU

1

 

DISTRITO SANITARIO ESPECIAL INDIGENA ARAGUAIA

4

 
 

DISTRITO SANITARIO ESPECIAL INDIGENA ARAGUAIA

9

 
 

DISTRITO SANITARIO ESPECIAL INDIGENA KAIAPO MATO GROSSO

4

 

DISTRITO SANITARIO ESPECIAL INDIGENA XAVANTE

8

 

DISTRITO SANITARIO ESPECIAL INDIGENA XINGU

4

 

JUARA

0

 

LUCIARA

1

 

MARCELANDIA

2

 

NOVA MARINGA

1

 

NOVA MONTE VERDE

1

 

NOVA XAVANTINA

1

 

NOVO SANTO ANTONIO

1

 

PARANAITA

1

 

PEIXOTO DE AZEVEDO

1

 

PORTO ALEGRE DO NORTE

1

 

PORTO ESPERIDIAO

1

 

RESERVA DO CABACAL

1

 

SAO JOSE DO XINGU

1

 

TANGARA DA SERRA

1

 

TOTAL

52

 

 

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mato Grosso

Ação conjunta apreende armas e drogas na fronteira de Mato Grosso com a Bolívia

Publicado


Durante a Operação Hórus/Vigia, em continuidade a Força Tarefa do Grupo Especial de Fronteira (Gefron) e Força Tática do Comando Regional 2 para combate aos crimes na fronteira de Mato Grosso com a Bolívia, foram apreendidas três armas, sendo um simulacro, e entorpecentes no município de Poconé (104 km de Cuiabá).

As duas primeiras ocorrências foram registradas na última sexta-feira (21.01), quando os agentes, em patrulhamento pelo bairro João Godofredo, avistaram um grupo que estava fazendo o uso de bebida alcoólica.

Durante entrevista, fora encontrado com um dos suspeitos, um simulacro de arma de fogo. No bolso do rapaz foi encontrado um porta-moedas contendo 10 porções de substância análoga a cocaína e uma porção média de substância análoga à pasta base cocaína.

Já durante revista a um segundo suspeito, foi encontrado com ele 14 porções de substância análoga à maconha. Foi dado voz de prisão aos suspeitos, momento em que tentaram foragir do local.

Foram utilizadas técnicas de controle e submissão e material de menor potencial ofensivo. Mediante a situação, os suspeitos foram encaminhados à Delegacia Municipal de Poconé para confecção do boletim e demais procedimentos cabíveis. Na unidade policial, foi constatado prejuízo ao crime de R$ 2,5 mil.

Já a segunda ocorrência foi registrada no bairro São Judas Tadeu, quando os agentes receberam denúncia anônima de que em uma residência um homem estava com uma arma de fogo escondida.

De imediato, os militares se deslocaram até a residência, procuram pelo proprietário que informou que a arma, tipo pistola, estava escondida no quintal de sua residência. Os agentes encontraram ainda um carregador e três munições 9 milímetros. Nessa ocorrência, o prejuízo ao crime é de R$ 6,5 mil.

E no sábado (22.01), ainda no município de Poconé, durante patrulhamento pelo bairro Boa Nova, as equipes policiais se depararam com dois indivíduos em atitude suspeita, momento em que foi feita a abordagem policial e durante a busca pessoal foi encontrado em poder do suspeito, uma porção de substância análoga a maconha, dado então voz de prisão ao suspeito.

De imediato, foram feitas diligências até a residência do suspeito no bairro Cruz Preta. O homem informou que havia mais entorpecentes escondidos em seu quintal. Os agentes então encontraram um pote com diversas porções de substância análoga à maconha e R$ 128 em espécie. Os suspeitos, os entorpecentes e o dinheiro foram entregues na delegacia do município.  

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mato Grosso

Governo de MT amplia 40 leitos de UTI e 20 de enfermaria para tratamento da Covid-19

Publicado

 

Nos últimos seis dias, o Governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT), disponibilizou 40 novos leitos de Terapia Intensiva e 20 leitos de enfermaria para o tratamento da Covid-19.

Foram disponibilizados 50 novos leitos no Hospital Metropolitano, em Várzea Grande. Desse total, a ampliação de 10 leitos intensivos ocorreu na segunda-feira (17.01). Na terça-feira (18), a unidade de saúde implementou 10 leitos de enfermaria e na quinta-feira (20.01) foram disponibilizados mais 10 leitos de UTI.  Neste sábado (22), o hospital ampliou outros 10 leitos de enfermaria e 10 leitos de UTI no local.

A unidade hospitalar atua como a principal referência estadual para o atendimento de pacientes com coronavírus e tem 100% da sua atividade destinada ao atendimento de demandas causadas pela Covid-19.

Com essa ampliação, a unidade de saúde passará a contar com o total de 50 leitos de UTI e 50 leitos de enfermaria para o tratamento da doença.

De acordo com o secretário Estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo, a gestão estadual monitora as taxas de contaminação e ocupação hospitalar pela Covid-19 em Mato Grosso e trabalha medidas para serem implementadas conforme necessidade.

“Envidamos esforços para garantir o atendimento hospitalar à população mato-grossense. Já estamos monitorando o cenário atual da pandemia no Estado e, caso seja necessário, trabalharemos para novas ampliações”, declarou Figueiredo.

Outras ampliações

O Governo Estadual, em parceria com o município de Primavera do Leste, disponibilizou na última terça-feira (18) 10 novos leitos de UTI no Hospital e Maternidade São Lucas. Inicialmente, a SES irá financiar 100% do funcionamento, ou seja, R$ 2 mil a diária de cada um desses 10 novos leitos.

Esse valor será pago até que o município consiga a habilitação do leito por parte do Ministério da Saúde. Depois de autorizado e habilitado, o Governo Federal deverá investir R$1.600 e o Estado completará a diária com R$ 400.

Com essa ampliação, o Hospital e Maternidade São Lucas passará a contar com o total de 20 leitos de UTI e 30 leitos de enfermaria para o tratamento da doença.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana