conecte-se conosco


Várzea Grande

NOTA DE ESCLARECIMENTO – EDUCAÇÃO

Publicado

A Secretaria de Comunicação Social de Várzea Grande por meio de nota vem a público esclarecer os fatos ocorridos no início da tarde desta sexta-feira, dia 30, onde 45 crianças deram entrada em duas unidades de saúde de Pronto Atendimento de Várzea Grande, vítimas de possível intoxicação alimentar, por volta das 14h. Sendo 30 delas,  no Hospital e Pronto-socorro Municipal de Várzea Grande e 15 na Unidade de Pronto Atendimento (Upa) do Ipase. A Vigilância Sanitária de Várzea Grande foi acionada, esteve na escola e fez a coleta de todos os possíveis alimentos que foram ingeridos pelos alunos, para que sejam feito análise em laboratório do material. Também foi colhida amostras de sangue dos alunos que passaram pelas unidades de saúde. Todos os 45 alunos foram prontamente recebidos, medicados e liberados já com os medicamentos prescritos pelos médicos.

Vale ressaltar que na escola estudam 800 crianças e menos de 5% desses alunos foram afetados.

Por: – Secom/VG

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Várzea Grande

Pré-candidata, Zilda diz que o poder público está ausente e precisa estar mais perto da população

Publicado

A ex-deputada estadual e ex-secretéria estadual de Educação, Zilda Pereira Leite (PSB), que pré-candidata a vereadora nas eleições de 2020 em Várzea Grande e  que participa da elaboração do plano de governo do pré-candidato a prefeito, o empresário Flávio Vargas, presidente do partido, argumenta que a estratégia é trabalhar um plano que contemple toda a cidade, com destaque para os que mais precisam do poder público.

– “Trabalhar centrado em cima de verificar, em primeiro lugar, como está a cidade. O centro está bem, mas muita coisa precisa ser melhorada. Estamos levantando a real situação da cidade”, diz a ex-deputada que é promessa de ser um dos nomes para puxar votos na chapa pura do PSB à Câmara de Vereadores.

A expectativa do partido, que tem o deputado Max Russi, primeiro-secretário da Assembleia Legislativa, no comando do diretório regional, é garantir quatro vereadores no o próximo mandato.

“Nossa expectativa é eleger quatro vereadores. O PSB tinha três cadeiras na Câmara de Vereadores, hoje tem a do vereador Garcia. Temos nomes fortes para garantir uma boa votação. Entre os nomes estão também suplentes da atual legislatura”, diz a ex-deputada. Conforme a pré-candidata à vereança, “bons nomes, aliado ao fato de que temos um forte candidato na disputa majoritária, ajuda a puxar vereadores”.

-“Estou participando da elaboração do plano de governo do nosso pré-candidato a prefeito, o Flávio Vargas. Nossa expectativa é trabalhar um plano com foco na melhoria de vida de toda a população, com ênfase aos que mais precisam do poder público, os que moram na periferia, por exemplo. A prefeitura está muito ausente, é preciso estar mais perto dos menos atendidos“, destacou.

Segundo Zilda Leite, as discussões ainda estão muito prematuras. “Não estamos nos reunindo presencialmente, por conta da pandemia, apenas algumas reuniões virtuais, tudo on line”, disse.

A pré-candidata afirmou ainda que pretende atuar com rigor, caso eleita vereadora. “Se eleita vereadora, vou atuar com rigor na missão maior do Legislativo, que é elaborar leis e fiscalizar o Executivo. Pretendo focar também na fiscalização da própria Câmara. Em relação ao prefeito, independente de quem seja eleito, vamos acompanhar passo a passo a questão da aplicação dos recursos públicos”, completou.

Zilda Pereira Leite ocupou a cadeira de vereadora da Câmara de Várzea Grande no período de 88 a 92. Em 94, elegeu-se deputada estadual. Com dois anos de mandato, em 96, Zilda Leite, que militou por muitos anos no PDT, concorreu ao cargo de prefeita da cidade, inclusive contra Jaime Campos (DEM), atual senador, que venceu a eleição.

Continue lendo

Várzea Grande

Várzea Grande entrega 10 novos leitos de UTI não Covid-19 no Hospital e Pronto Socorro

Publicado


.

02/07/2020    7

Visando atender à crescente demanda para fazer frente ao momento de pandemia da Covid- 19, a Prefeitura de Várzea Grande, entregou, 10 novos leitos de UTI, que já estão atendendo aos pacientes no Hospital e Pronto Socorro Municipal.

“Estamos nos esforçando e muito para enfrentar essa pandemia, mas necessitamos que as pessoas também façam sua parte e nos ajudem ficando em isolamento, trabalhando em Home Office para aqueles que podem e para os que não podem, que saiam para trabalhar , porém, adotando todos os cuidados necessários como distância de 1,5 metros entre as pessoas, uso continuo de máscaras e luvas quando necessário, além de meios de higienização rigorosos”, disse a prefeita Lucimar Sacre de Campos.

Lucimar Campos e o secretário de Saúde de Várzea Grande, Diógenes Marcondes, sinalizaram que outras medidas estão em curso para ofertar leitos para aqueles que necessitam, mas todas elas respeitando os princípios constitucionais da Administração Pública da Legalidade, Impessoalidade, Moralidade, Publicidade e Eficiência.

A prefeita e o secretário lembraram que tem quase R$ 20 milhões em recursos para saúde sendo licitados para compras de equipamentos, medicamentos e insumos para atender as demandas das unidades médicas, inclusive EPIs – Equipamentos de Proteção Individual – , tudo dentro da lei e da ordem e com a determinação de se praticar preços reais e não abusivos.

“Tudo aqui é feito dentro da lei e da ordem, com transparência e para atender a maioria da população. Assim que trabalhamos. Muitos tem nos apontado o dedo, mas pouco ou quase nada se sabe que eles fizeram para ajudar no enfretamento de algo que é desconhecido para o mundo. Fácil acusar, mas participar da solução poucos querem. Alguns só reconhecem seus direitos, mas nunca suas obrigações”, disse Lucimar Sacre de Campos.

Diógenes Marcondes sinalizou que os 10 novos Leitos se somarão a outros 20 que já funcionam no Hospital e  Pronto Socorro Municipal de Várzea Grande e serão definitivos, e estão completos e prontos para atender os casos não Covid- 19.

“Lembro que no Plano de Contingência assinado com o Governo do Estado e com a Prefeitura de Cuiabá e que envolve todos os demais municípios de Mato Grosso, Várzea Grande ficou com sua estrutura voltada para os casos não Covid- 19. Fazemos o atendimento destes casos, sua triagem e sua transferência para as unidades referência, mas o fato de estarmos abrindo novas vagas desafoga os atendimentos em todas as unidades de saúde, pois não existem somente casos de coronavírus e sim de todas as demais enfermidades”, acrescentou Diógenes Marcondes.

Lucimar Sacre de Campos lembrou que todo o custo emergencial destes novos leitos neste início está sendo realizado pela arrecadação própria do município de Várzea Grande. “O governador Mauro Mendes e o secretário de Estado de Saúde Gilberto Figueiredo têm sido parceiros de Várzea Grande, lembrando que eles têm também ajudado as demais 140 cidades de Mato Grosso. Nestas novas UTIs as camas são do Governo do Estado e os equipamentos, medicamentos e insumos de Várzea Grande, além dos profissionais da área de saúde, mas o Governo do Estado ainda vai custear  parte do ônus financeiro das diárias junto com o município até que, os mesmos, sejam credenciados pelo Ministério da Saúde”, disse a prefeita.

Lucimar diz no entanto, que existe muita inverdade colocada sobre os valores liberados pelo Governo Federal. “A verdade dos fatos é que recebemos até o momento R$ 4,7 milhões de auxílio do governo federal para atender a saúde pública. Ouço falar de repasses da ordem R$ 96 milhões que não condizem com a realidade dos fatos. Existem recursos a serem ainda repassados, que precisam ser confirmados para ajudar no equilíbrio das finanças que estão afetadas pela desaceleração da economia e recursos para atender a saúde e o social, mais isto, ainda nem chegou”, disse Lucimar Sacre de Campos lembrando que se Governo Federal está reforçando o caixa de Estados e Municípios, por outro lado deixa de cumprir o repasse do FEX de 2018 e 2019 que representam R$ 1 bilhão para Mato Grosso e seus 141 municípios, “então nem tudo que se ouve falar é verdade”, disse a prefeita de Várzea Grande.

Diógenes Marcondes sinalizou que Várzea Grande investe 30% de suas receitas próprias em Saúde Pública, desde que a prefeita Lucimar Sacre de Campos, assumiu o mandato em 2015 e isto tem feito a diferença neste momento de pandemia, seja no Hospital e Pronto Socorro Municipal de Várzea Grande, nas UPAs do Ipase  ou Dr. Farid Seror no Grande Cristo Rei, nas cinco Clinicas de Atenção Básica (antigas policlínicas) e nas três novas Unidades Básicas de Saúde.

“O que foi feito em um passado recente, hoje tem sido importante para enfrentar uma pandemia que deixou o mundo refém da doença e de suas consequências, mas com certeza vamos vencê-la desde que todos façam cada um sua parte, mas em um único sentido que deve ser decidido pelo Ministério da Saúde e não apenas apontem o dedo e não contribuam”, disse o secretário de Saúde, Diógenes Marcondes.

 

Por: Da Redação – Secom/VG

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana