conecte-se conosco


Tecnologia

NASA divulga colar inteligente para conter Covid-19

Publicado


source
Covid-19
Reprodução/Nasa

Agência espacial americana também divulga manual para qualquer pessoa construir o colar inteligente

Com o surto do novo coronavírus (Sars-CoV-2), a NASA deixou de focar apenas no desenvolvimento de foguetes, sondas espaciais e melhorias aeronáuticas. A última invenção divulgada pela agência é um colar chamado Pulse, que visa conter o alastramento da Covid-19.

Leia também:

O dispositivo pode ser descrito como um colar inteligente, que emite uma vibração quando o usuário aproxima as mãos das mucosas de entrada para o novo coronavírus (nariz, olhos e boca). O objetivo é impedir que, em uma distração, o usuário torque nos olhos ou leve as mãos à boca após tocar em uma superfície que pode estar contaminada.

Junto do anúncio, a NASA liberou um manual com o passo a passo da confecção do novo colar. Com componentes relativamente simples (uma pequena bateria, resistência e alguns cabos), é possível montar o dispositivo que pode vibrar com objetos a uma distância de até 30 cm. Como as mãos passam na altura do pescoço para irem à cabeça, o contato pode ser evitado. 

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tecnologia

Alexa mais barata: Amazon dá desconto no Echo Dot

Publicado


source
O Echo Dot é um dos dispositivos com Alexa disponíveis no Brasil
Divulgação/Amazon

O Echo Dot é um dos dispositivos com Alexa disponíveis no Brasil

O Echo Dot de 3ª geração está com preço especial no site da Amazon nesta quarta-feira (28) por conta da aproximação do Dia dos Pais. O dispositivo, que antes custava R$ 349, está saindo por R$ 236,55 à vista, desconto de 32%. Também dá para comprar o Echo Dot por R$ 249 em até 12x.

O alto-falante inteligente tem suporte à Alexa, a assistente de voz da Amazon. O Echo Dot é o dispositivo mais barato para ter acesso à assistente e, por isso, é também o alto-falante inteligente de mais sucesso da empresa.

Com ele, é possível controlar os demais dispositivos de uma casa conectada. Ao estar pareado com outros aparelhos de uma casa inteligente, o alto-falante pode servir para acender luzes, ligar ar condicionado e ativar câmeras de segurança, por exemplo.

Se você não tem outros dispositivos inteligentes na sua casa, porém, ainda dá para aproveitar as funções mais simples da Alexa, como tocar música, responder perguntas, dizer a previsão do tempo e ativar lembretes.

A Amazon não informou até quando a promoção fica ativa – por se tratar de um desconto de Dia dos Pais, é esperado que ela dure pelos próximos dias. Vale ressaltar que esse não é o preço mais baixo do Echo Dot. No ano passado, durante o Prime Day, o dispositivo saiu por R$ 199 ; no Prime Day deste ano, ficou por R$ 249.

Continue lendo

Tecnologia

Bug em app de mensagens envia fotos aleatórias para contatos

Publicado


source
Aplicativo de mensagens Signal tem falha
Unsplash/Adem AY

Aplicativo de mensagens Signal tem falha

Um bug no aplicativo de mensagens Signal faz com que o serviço envie imagens aleatórias da galeria do usuário para contatos. O erro foi revelado pelo BleepingComputer nesta segunda-feira (26) e já foi corrigido.

O bug foi registrado em dezembro de 2020 com alguns usuários do Signal. Quando uma foto ia ser enviada pelo app, o destinatário recebia outras imagens, que não foram selecionadas, mas foram pegas de forma aleatória na galeria.

Apesar de ter sido registrado pela primeira vez em 2020, o bug demorou para ser corrigido. Apenas nesta semana o Signal lançou a atualização para consertar o problema no app. A versão 5.17.3 do serviço na Play Store já está com tudo resolvido.

Você viu?

Bug no Signal

A falha foi relatada principalmente na plataforma GitHub, onde usuários disseram terem sofrido com o problema, que pode inclusive causar momentos constrangedores, já que as fotos selecionadas pelo erro são aleatórias.

Não se sabe ao certo a porcentagem de usuários que sofreram com o bug, mas segundo o Sinal, foi uma falha “extremamente rara”, o que justificaria a demora para a solução. De acordo com o desenvolvedor Anderson Parrelli, os engenheiros do app demoraram para conseguirem rastrear as pessoas com o problema.

A falha ainda teria sido causada por um erro nos códigos do banco de dados do app e tudo foi corrigido na última atualização. Não há relatos de que isso ocorreu também no iOS.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana