conecte-se conosco


Várzea Grande

Mutirão Rural beneficiou moradores do assentamento São Miguel no Sadia III

Publicado

A comunidade rural do assentamento São Miguel, no Sadia III, em Várzea Grande, recebeu no último sábado a 6º edição do ‘Mutirão Rural’, evento que leva ações de cidadania e serviços à população concentrada na zona rural. A ação, a primeira desse ano no Município, abriu ontem o calendário comemorativo aos 152 anos da cidade, festejados no próximo dia 15.

Não eram sete da manhã e muitos moradores do Sadia III já faziam fila para garantir atendimentos, especialmente os disponibilizados na área da saúde e expedição de documentos. A mobilização, realizada na Escola Municipal de Educação Básica (EMEB), ‘Bianka Lorena da Rocha Capilé’, ofertou cerca de 40 tipos diferentes de atendimento. A comunidade está localizada a cerca de 40 quilômetros do Centro de Várzea Grande.

O Mutirão Rural é coordenado pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural Sustentável em parceria com o Senar e órgãos públicos do poder estadual e municipal.

Como explicou a secretária Helen Farias Ferreira, o mutirão tem como objetivo facilitar, ofertar comodidade e promover cidadania e a integração entre essa população rural e os órgãos públicos. “O Mutirão Rural é um evento que possibilita a presença efetiva do poder público na área rural, seja ofertando serviços, ações, capacitação, políticas sociais e o melhor de tudo, resgata a autoestima de quem está distante da cidade, trazendo cidadania”. Esse é o quarto ano de ações nesse modelo ofertadas pela prefeitura, Senar/MT e parceiros.

Um dos diferenciais desse modelo é a oferta de serviços específicos ao campo trazidos pelo SenarMT como a oficina de manutenção de tratores agrícolas e oficina de planejamento e aproveitamento de alimentos. O supervisor da Regional Cuiabá do Senar/MT, Natalino Márcio Viana, contou que para essas duas ações a procura é grande e por isso as vagas se esgotam rapidamente. “Cada edição do ‘Mutirão Rural’ costuma registrar cerca de 1,2 mil atendimentos pois todo o serviço trazido à população do campo é totalmente voltado às necessidades das comunidades rurais.

Leia Também:  Curso da Fundação Oswaldo Cruz ‘Saúde e Segurança na Escola’ inicia em Várzea Grande

O Senar traz para o evento um caminhão que se transforma em consultórios médico e odontológico. Os atendimentos são prestados por meio de profissionais que atuam no Município. “Esse modelo de mutirão só é possível porque há a união de esforços, especialmente com os municípios que promovem, juntamente conosco, essa ação. Essa soma de esforços resulta em atendimentos que fazem a diferença para população rural”.

‘Seo’ Serventino dos Santos, morador da comunidade, foi um dos chegou cedinho para garantir uma senha para consulta médica. Se queixando de mal-estar em razão da hipertensão, ele foi o segundo a ser atendido e saiu do mutirão com uma receita médica. Como explicou, na idade dele – quase 80 anos – é difícil sair de casa e percorrer vários quilômetros até o Centro de Várzea Grande.

Também se aproveitando da oportunidade e da proximidade com a sua casa, o pequeno agricultor Feliciano Melo Lima também participou da ação para realizar uma consulta médica e então sair com um encaminhamento para um especialista.

Para a dona-de-casa Benedita Conceição, mas do que uma oportunidade para resolver pendências, o mutirão ajuda no orçamento doméstico. “Cada passagem até o Centro da cidade custa R$ 29, ou seja, quase R$ 60 para ir r voltar. Quando a gente sai daqui, raramente consegue resolver tudo em um dia, aqui vou fazer consulta com o dentista e atualizar o Bolsa Família”.

Rosivani Gonçalves trouxe os irmãos mais novos para fazer a carteira de identidade, pois a mãe estava trabalhando e ela veio aproveitar a oportunidade de fazer o documento de forma rápida e gratuita. “Minha avó, minha tia, amigas minhas, todas vieram hoje aqui, cada uma atrás de um serviço”.

Leia Também:  Estudantes vão conhecer o ‘Telhado Verde’ na semana do meio ambiente

O MUTIRÃO – Entre os serviços oferecidos estavam atividades esportivas com educador físico, atividades artísticas, palestras técnicas, emissão de carteira de trabalho e carteira do pescador, emissão de fotografia 3X4, emissão de Cadastro de Pessoa Física e carteira de  identidade (segunda via), atendimento médico e odontológico, triagem de enfermagem, teste rápido de HIV, glicemia e Hepatites B e C, confecção do cartão do SUS, cadastro do Bolsa Família e Bolsa Idoso, orientações ao consumidor e orientações de trânsito, palestras, emissão de certidões (casamento e nascimento), plastificação de documentos, orientações jurídica da Defensoria Pública, distribuição de mudas de árvores nativas e frutíferas, dispensação de medicamentos, atendimento do Indea, emissão de Título de Eleitor e alistamento militar, palestras da Policia Ambiental, teatro de fantoches da Guarda Municipal, entre outros serviços. A edição contou ainda com a presença Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer), que pousou ao lado da escola um helicóptero, chamando à atenção de todos os presentes, especialmente das crianças e da Banda Municipal, que se apresentou à comunidade pela primeira vez.

O Sadia III é uma comunidade antiga e de tradição na produção de alimentos, especialmente de legumes, frutas e piscicultura.

Já foram realizadas, em Várzea Grande, outras edições do Mutirão Rural beneficiando o Sadia III, o Distrito de Bonsucesso, evento que contemplou também os moradores do Praia Grande, Pai André e do Capão Grande, Sadia I e novamente o Sadia III.

Por: Marianna Peres – Secom/VG

Fonte: Prefeitura de Várzea Grande
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Várzea Grande

Várzea Grande amplia ações voltadas ao esporte e lazer

Publicado

A Secretaria de Educação, Cultura, Esportes, Lazer de Várzea Grande (SMECEL/VG) começa o ano de 2020 com um calendário de projetos e ações voltados ao incentivo ao esporte e aperfeiçoamento da qualidade do esporte local, além, de proporcionar mais lazer as comunidades. De acordo com cronograma elaborado pela pasta, o objetivo para esse ano é dar continuidade aos trabalhos já iniciados em 2019 junto às escolas, comunidades e equipes esportivas do município.

O secretário Municipal de Educação, Cultura, Esporte e Lazer de Várzea Grande, Silvio Fidelis, ressalta que os projetos esportivos têm como focos a inclusão social, a qualidade de vida e o desenvolvimento da cidadania e de seus participantes. “São determinantes importantes para a nossa gestão, pois atinge a população diretamente, desde o aluno do ensino básico como o idoso que é assistido pelas ações que vem sendo desenvolvidas. Não medimos esforços para fortalecer o esporte e o lazer em Várzea Grande. Em 2019, obtivemos vários avanços, contudo, continuaremos nosso trabalho para alcançarmos mais vitórias para nossos atletas e para a cidade”, frisa o secretário .

Entre as ações realizadas pela secretaria, destacam-se os projetos inseridos no Plano de Desenvolvimento Individual (PDI), da Secretaria, sendo um deles o “Projeto Qualidade de Vida”, onde são desenvolvidas propostas de mudanças de hábitos saudáveis e promoção da qualidade de vida para crianças, jovens e adultos, no estímulo as práticas esportivas e alimentação saudável, desenvolvido nas comunidades, parques e espaços Fit Esportivo.

De acordo com Superintendente de Esportes, Jadir Pereira, o projeto está sendo executado no Parque Tanque do Fancho, de segunda a sexta das 06:30 às 07:30h e das 17:30h às 18:30h e aos sábados das 06:30h às 07:30h, no Parque Flor do Ipê, às segundas, quartas e sextas-feiras das 06:30h às  07:30h e das 19:30h às 20:30h, na Via 31 de Março, às quartas e domingos das 18:00h às 19:00h, no Cras do Cristo Rei, segunda, quarta e sexta das 05:30h às 07:00h para as pessoas da terceira idade e no Espaço Fit São Domingos Sávio, de segunda à sexta das 17:00h às 18:30h. As atividades atendem a todas as faixas etárias. A Meta é expandir para mais bairros da cidade durante o decorrer do ano. Fazem parte das atividades, aulas de zumba, aeróbica, caminhada assistida, funcional, avaliação e monitoramento físico, ginásticas e teste de glicemia, todas as aulas são ministradas por educadores físicos devidamente registrados no Conselho Estadual de Educação Física (CREF-MT)

Leia Também:  Palestra sobre poluição sonora aborda regulamentação, fiscalização e prevenção à saúde auditiva

Outro grande evento organizado pela Secretaria de Educação, Esportes, Lazer e Cultura  foi os Jogos Escolares Municipais Várzea-grandenses, que ocorreu no ano passado, entre os meses de abril à junho, que mobilizou mais de 3.000 mil alunos entre atletas e torcedores nas modalidades de atletismo, basquete, futebol de salão, handebol, voleibol, basquete, badminton, tênis de mesa, natação e ginástica rítmica.

“Equipes de Várzea Grande chegaram a se classificar para a etapa nacional dos jogos. Além disso Várzea Grande depois de mais de uma década  foi sede da fase Estadual dos Jogos Escolares da Juventude, modalidade individual, a cobertura foi possível graças a inauguração do novo Ginásio Poliesportivo Júlio Domingos de Campos, o Fiotão. A competição teve como sede a cidade de Várzea Grande, nas disputas e categorias infantil e infanto-juvenil, masculino e feminino.

Além disso com mais de R$ 2 milhões em recursos próprios do Tesouro de Várzea Grande, a prefeita Lucimar Sacre de Campos revitalizou totalmente o Estádio, ‘Dito Souza’, uma obra que foi reconstruída e melhorada para fomentar a prática de futebol profissional e amador da segunda maior cidade de Mato Grosso. E ainda fazendo parte do pacote de obras incentivando o desenvolvimento dos nossos alunos, cinco escolas municipais ganharam quadras de esportes novas e cobertas. Além das quadras de esportes que passaram por reformas gerais ou até mesmo pequenos reparos”, frisa Jadir.

Leia Também:  Secretário participa de Encontro Nacional para debater Reforma Tributária e impacto na Educação

Ainda segundo o superintendente, os projetos desenvolvidos nas escolas receberão uma atenção especial nesse ano de 2020. Um deles é o Projeto “Dá pra brincar”. A proposta das atividades é proporcionar as crianças momentos de convivência saudável, amiga, criativa, construtiva e distante do mundo de tecnologia em que vivemos nos dias atuais, pois, através da brincadeira a criança atribui sentido ao seu mundo, se apropria de conhecimentos que a ajudarão a agir sobre o meio em que ela se encontra.

“Toda a comunidade participa. Começamos com a pesquisa junto às famílias sobre as brincadeiras da infância. Pesquisamos juntamente com os alunos, em livros sobre a origem de alguns dos brinquedos e brincadeiras e selecionamos alguns brinquedos que possam ser construídos pelas próprias crianças, como bilboquê, peteca, vai e vem, pião, cavalo de pau, e outros. E por final partir para a brincadeira”, finaliza.

Por: Letícia Kathucia – Secom/VG

Fonte: Prefeitura de Várzea Grande
Continue lendo

Várzea Grande

Prefeita Lucimar Campos recebe festeiros e bandeira de São Sebastião no Paço Municipal

Publicado

Servidores municipais de Várzea Grande iniciaram a semana recebendo as benções de São Sebastião. Na manhã de hoje (21), festeiros e devotos do santo iniciaram a jornada da bandeira pela cidade. A passagem da bandeira pelo Paço Municipal foi recepcionada e acompanhada pela prefeita Lucimar Sacre de Campos, secretários municipais e servidores.

A passagem da bandeira abriu os festejos em devoção ao santo, por meio da 35ª festa de São Sebastião, que segue até o dia 26 de janeiro, próximo Domingo. Acompanharam a passagem da bandeira no gabinete municipal os padres Marcos Daniel Pereira e diácono Felipe Santos e os festeiros que são rei e rainha dessa edição da festa.

Dia 20 de janeiro é dia do santo, considerando um santo forte, batalhador e guerreiro. “O santo é uma fortaleza e reflete tudo aquilo que nós precisamos nos tempos atuais, de muitas lutas e transformações que desejamos para a nossa cidade, e com muita fé em Deus e nos santos conseguimos empregar e desenvolver nossos objetivos e metas, por uma cidade melhor para todos. Esta é minha missão dada por Deus. Acredito em tempos melhores para a nossa cidade, com crescimento socioeconômico”, disse a prefeita Lucimar.

Durante a passagem da bandeira pelo gabinete da prefeita Lucimar, o padre Marcos Daniel fez questão de destacar os méritos de São Sebastião que nunca deixou de ser um cristão convicto e ativo. Fazia de tudo para ajudar os irmãos na fé, procurando revelar o Deus verdadeiro. “Na Fé de Deus é que impera as nossas vidas, somos seres movidos pela Fé, o exemplo de São Sebastião é seguido por milhares de cristãos, que são devotos a este santo, de fé incomensurável”.

Leia Também:  Procon/VG  apreende em um ano mais de 1 tonelada de alimentos impróprios para consumo

A bandeira passou de sala em sala e foi abençoando cada servidor devoto do santo ou da fé católica. Durante este período da passagem da bandeira, os grupos saem em jornada, a pé, batendo na porta das casas e estabelecimentos da cidade aos sons de instrumentos musicais e apresentam a bandeira do santo cristão ao som de cantos e versos tradicionais, até o dia da grande festa no dia 26 de janeiro, que inicia desde as 6:30 horas da manhã, com a Santa Missa, seguida as 9 h de procissão, e após o almoço em confraternização, com churrasco, música ao vivo e sorteios.

HISTÓRICO – O nome São Sebastião deriva do grego sebastós, que significa divino. Originário de Narbonne, e cidadão de Milão, foi um mártir e santo cristão, morto durante perseguição levada a cabo pelo imperador romano Diocleciano.

São Sebastião nunca deixou de ser um cristão convicto e ativo. Fazia de tudo para ajudar os irmãos na fé, procurando revelar o Deus verdadeiro aos soldados e aos prisioneiros. Secretamente, Sebastião conseguiu converter muitos pagãos ao cristianismo. Até mesmo o governador de Roma, Cromácio, e seu filho, Tibúrcio, foram convertidos por ele.

Sebastião foi denunciado, pois estava contrariando o seu dever de oficial da lei. Teve, então, que comparecer ante o imperador para dar satisfações sobre o seu procedimento. O imperador se queixou de que tinha confiado nele, esperava dele uma brilhante carreira e a sua conduta branda para com os prisioneiros cristãos era inaceitável. Portanto, o imperador o julgou como traidor e ordenou a sua execução por meio de flechas e mesmo assim, não negou a sua fé.

Leia Também:  Alunos da rede municipal de ensino vão ao cinema

Amarrado a um tronco, foi varado por flechas, na presença da guarda pretoriana. Foi dado como morto e atirado no rio, porém, Sebastião não havia falecido. Encontrado e socorrido por uma viúva chamada Irene (futura Santa Irene) que retirou as flechas do peito de Sebastião e o tratou.

Assim que se recuperou, demonstrando muita coragem, se apresentou novamente diante do Imperador, censurando-o pelas injustiças cometidas contra os cristãos, acusando-o de inimigo do Estado. Perplexo com tamanha ousadia, Diocleciano ordenou que os guardas o açoitassem até a morte. O fato ocorreu no dia 20 de janeiro de 288, por isso comemoramos seu dia nesta data. Acabou sendo morto transpassado por uma lança. São Sebastião foi um dos soldados romanos mártires e santos, cujo culto nasceu no século IV e que atingiu o seu auge na Baixa Idade Média, designadamente nos séculos XIV e XV, tanto na Igreja Católica como na Igreja Ortodoxa.

Por: Da Redação – Secom/VG

Fonte: Prefeitura de Várzea Grande
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana