conecte-se conosco


Mato Grosso

Museus em Cuiabá são boas opções para o feriado de carnaval

Publicado

Para quem quer aproveitar o feriadão de carnaval sem cair na folia, visitar museus, em Cuiabá, torna-se uma boa opção. Tanto o Museu de Arte Sacra de Mato Grosso (MASMT), quanto o Museu de História Natural Casa Dom Aquino, terão programações especiais de Carnaval e estarão abertos à visitação.

Com horário de funcionamento habitual, sempre das 9h às 17h, ambos os museus oferecem vastos e impressionantes acervos que ajudam a contar um pouco da história e da cultura de Mato Grosso.

A Casa Dom Aquino funcionará normalmente de sábado (22.02) a terça-feira (25.02), com extensa programação dedicada às crianças. Já o Museu de Arte Sacra de Mato Grosso terá dias de funcionamento reduzidos, porém, abrirá as portas de quarta-feira (19.02) à domingo (23.01), voltando às atividades normais na quinta-feira (27.02), após o carnaval.

O MASMT, fundado em 1980, reúne diversas peças do período setecentista, remanescentes da antiga Catedral do Bom Jesus de Cuiabá, da Igreja de Nossa Senhora do Rosário e São Benedito, Nossa Senhora dos Passos, além do acervo pessoal do bispo Dom Francisco de Aquino Corrêa.

Já a Casa Dom Aquino, construída em 1842, à beira do Rio Cuiabá, abriga, desde 2006, o Museu de História Natural, que exibe uma preciosa exposição permanente de arqueologia e paleontologia.

A seguir, saiba mais sobre as novas alas dos museus, suas características e algumas das exposições mais importantes de cada acervo, além, é claro, de suas edificações, patrimônios tombados, verdadeiras obras de arte da arquitetura cuiabana.  

Museu de Arte Sacra de Mato Grosso

Um dos mais tradicionais museus do Estado, o Museu de Arte Sacra de Mato Grosso (MASMT), reaberto há um ano, localizado ao lado da Igreja Nossa Senhora do Bom Despacho, guarda um dos mais extraordinários tesouros da história de Cuiabá. Estamos falando de uma das últimas lembranças materiais da Cuiabá colonial. 

A reinauguração do museu, logo no início da gestão Mauro Mendes, trouxe a luz uma ala inteiramente dedicada aos retábulos da antiga Igreja Senhor Bom Jesus de Cuiabá, demolida em 1968, a primeira igreja colonial construída no Estado. São dois altares originais, remanescentes dos séculos 18 e 19, completamente reestruturados. 

Os retábulos retirados da igreja implodida possuem 8 metros de altura cada, um neoclássico e outro barroco rococó, e estão montados um de frete para o outro, exatamente como estavam organizados originalmente na antiga Igreja Senhor Bom Jesus de Cuiabá, antes de ser demolida.

Além dos retábulos, a mesa do altar neoclássico está montada com crucifixos e tocheiros utilizados à época e compõe a exposição. A nova ala dos retábulos foi pensada para tentar reproduzir o ambiente original ao qual pertenceram no passado. Uma verdadeira máquina do tempo!  

Outra nova ala da exposição permanente do MASMT é dedicada aos instrumentos musicais que trilharam as orações dos fiéis que frequentavam a antiga Catedral. Um piano Gustav Breyer Hamburg e um órgão com pedaleira, de marca Rodgers, estão entre as novidades.

O Museu de Arte Sacra de Mato Grosso apresenta também alas dedicadas ao Papa João Paulo II e ao bispo Dom Francisco de Aquino Corrêa. O museu reserva ainda uma exposição de longa duração que ocupa duas salas com 25 obras do ceramista Clínio de Moura.   

Museu de História Natural Casa Dom Aquino

A Casa Dom Aquino traz uma programação de carnaval inteiramente dedicada às crianças. Entre as diversas atividades gratuitas e outras a preços populares, os pequenos incursionarão pela exposição permanente do Museu de História Natural e participarão de oficinas de argila, pipa, brincadeiras e cotação de história.

As atividades têm início com as visitas guiadas pelo acervo do Museu que salvaguarda fósseis de dinossauros, preguiça gigante, animais marinhos e peças cerâmicas de povos do passado. Para participar das atividades gratuitas (veja a programação completa logo a seguir), os interessados devem fazer suas inscrições clicando AQUI.

Quem for ao Museu de História Natural Casa Dom Aquino poderá conferir uma impressionante réplica científica em tamanho real do Pycnonemosaurus Nevesi, ou dinossauro de mata fechada. Sobretudo, os fósseis que deram base à réplica, descobertos em 2011, também podem ser apreciados no museu. Trata-se de algumas vertebras, um dente e uma parte do fêmur.   

Outra grande atração é o cenário representativo do homem pré-histórico, composto por um bio lago com cascata, rochas naturais e peixes silvestres da bacia do Rio Cuiabá. O monumento é uma representação do período holoceno, que corresponde aos últimos dez mil anos de evolução. Para melhor retratar a época, foram instaladas no lago, estátuas de barro alusivas ao paleoíndio, em tamanho real, esculpidas pelo artista plástico Junne Fontenele.  

Com um amplo acervo distribuído entre a exposição aberta ao público e itens salvaguardados cuidadosamente na reserva técnica, o Museu de História Natural Casa Dom Aquino é gerenciado pelo Instituto Ecossistemas e Populações Tradicionais (ECOSS), via contrato de gestão com o Governo de Mato Grosso.

Programação Casa Dom Aquino

– Sábado (22.02) – Entrada R$ 6,00 (inteira) e R$ 3,00 (meia)

Visitas guiadas e café aberto – Das 9h às 17h

– Domingo (23.02) – Entrada R$ 6,00 (inteira) e R$ 3,00 (meia)

Visitas guiadas e café aberto – Das 9h às 17h

– Segunda-feira (24.02) – ENTRADA GRATUITA

Manhã (9h às 11h): visita guiada + brincadeiras (pular corda e contação de histórias)

Tarde (14h às 17):  visita guiada + oficina de pipa

– Terça-feira (25.02) – ENTRADA GRATUITA

Manhã (9h às 11h): visita guiada + brincadeiras (amarelinha e bambolê)

Tarde (14h às 17h): visita guiada + oficina de argila

Serviço Casa Dom Aquino

Assunto: Museu Casa Dom Aquino oferece programação de Carnaval para crianças.

Quando: De sábado (22.02) à terça-feira (25.02), sempre das 9h às 17h.

A programação nos dias 24 e 25/02 é gratuita e as inscrições devem ser feitas AQUI!

O Museu de História Natural Casa Dom Aquino está localizado na Avenida Beira Rio, nº 2000, bairro Dom Aquino, em Cuiabá.

Informações: (65) 3634-4858 / 3052-8062 / [email protected]

Serviço Museu de Arte Sacra de Mato Grosso

Assunto: Museu de Arte Sacra de Mato Grosso funcionará durante parte do feriado de Carnaval.

Quando: De quarta-feira (19.02) à domingo (23.01), sempre das 9h às 17h.

O Museu de Arte Sacra de Mato Grosso é um dos equipamentos culturais da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel). Está localizado na Praça do Seminário, na Rua Clóvis Hugney, 239, bairro Dom Aquino. Aberto à visitação de quarta-feira a domingo, das 9h às 17h.

Ingresso a R$5.

Informações: (65) 3646-9101.

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Mato Grosso

Unemat tem meta de produzir 800 protetores faciais para trabalhadores da saúde

Publicado


.

Diferentes equipes da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) estão empenhadas na produção de equipamentos individuais de proteção para trabalhadores da saúde, que atuam na linha de frente do combate ao Coronavírus. Nos câmpus de Sinop e Barra do Bugres estão em atividade duas dessas iniciativas.

Em Sinop (a 480 km de Cuiabá), uma equipe de pesquisadores vem trabalhando para produzir, em impressora 3D, os protetores faciais, também chamados “face shield”. A meta inicial era de 200 equipamentos para serem entregues para o setor de saúde da cidade e região. Com o início da divulgação e a arrecadação de doações para a aquisição de materiais, a iniciativa foi somando parceiros. 

Por meio da Fundação de Apoio ao Ensino Superior Estadual (Faespe), foi viabilizada a aquisição de material acetato suficiente para a confecção de 800 viseiras que compõem as máscaras. “A nossa ideia, enquanto fundação, foi apoiar essas primeiras unidades como teste e, enquanto isso, buscar mais recursos e parceiros para produzir um número maior”, afirmou o Diretor Geral da Faespe, Valter Danzer.

“Unimos forças e hoje temos um grupo, composto por professores da Unemat, em conjunto IFMT, UFMT, membros da sociedade civil e empresas, que busca soluções rápidas para atender às demandas das unidades de saúde”, explicou o coordenador do projeto da Unemat em Sinop, professor Tales Nereu Bogoni, doutor Ciência da Computação. Nessa frente, também fazem parte os professores Benevid Félix da Silva (Sinop) e Marcelo Leandro Holzschuh (Colíder).

O maior limitador, segundo o professor Tales, é o tempo de produção na impressora 3D. Cada modelo demora em torno de uma hora para ficar pronto. Com isso, cada máquina consegue fazer entre 12 e 15 unidades por dia.

Para superar esse limite, o grupo está elaborando um molde para injeção de polímeros de plástico, que seria produzido em grande escala por uma empresa da região. “Isso agilizará o processo de fabricação das estruturas das face shields. Com a injeção de plástico, poderão ser feitas centenas de unidades em apenas um dia”, afirmou Tales.

Entenda como é feita uma máscara de proteção individual em impressora 3D

A máscara é composta de duas partes: uma estrutura de suporte feita na impressora 3D e uma viseira em folha de acetato ou um tipo de resina denominada Poliestireno Cristal (PSCR), que foi a opção da Faespe/Unemat, por ser mais transparente do que o acetato. O processo se inicia com a modelagem dos suportes no computador. É feito um projeto, utilizando o sistema Blender, um software para a criação em 3D.

O processo de impressão utiliza um filamento plástico específico, em PLA ou ABS. Enquanto isso, a viseira em PS Cristal é cortada em impressora a laser. Depois da impressão, é feito o encaixe das peças. 

Após a confecção do protótipo inicial, ele foi encaminhado para os profissionais de saúde de Sinop, que avaliaram, deram sugestões e validaram os equipamentos. “É uma máscara reutilizável e de fácil higienização. Ela tem uma proteção de 22 centímetros, protegendo toda a face dos profissionais de eventuais contatos com fluidos”.

Em Barra do Bugres, também há uma frente de produção de máscaras protetoras. Conheça essa iniciativa. Os protetores faciais produzidos pela Unemat vão ser entregues gratuitamente a hospitais e unidades de saúde em Sinop, Colíder, Barra do Bugres e Cáceres. 

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mato Grosso

Governo prorroga validade de certidões negativas de débitos

Publicado


.

As Certidões do tipo Negativa, Positiva com Efeito de Negativa ou Extraordinária emitidas entre os dias 17 de fevereiro e 31 de maio terão validade jurídica e tributária até o dia 30 de junho de 2020. A medida foi anunciada na tarde desta quinta-feira (02) pelo governador Mauro Mendes e é mais uma ação do Executivo para minimizar os impactos sofridos pelos empresários neste período de pandemia do novo coronavírus.

A postergação do prazo de validade da Certidão Negativa de Débito (CND) e da Certidão Positiva com Efeito Negativa de Débitos (CPEND), incluindo as Extraordinárias, alcança os tributários e não tributários geridos pela Secretaria de Fazenda (Sefaz) e pela Procuradoria Geral do Estado (PGE).

“Todas as certidões de todas as empresas, emitidas pelo Estada, elas têm uma prorrogação de 60 dias no seu prazo de validade. Se alguma certidão então vencer nesse período elas serão automaticamente prorrogadas por mais 60 dias”, explicou o governador Mauro Mendes

Com a medida, o Executivo pretende não impactar negativamente o cotidiano dos contribuintes em decorrência de eventuais débitos tributários gerados neste momento vivido por todos, de isolamento social e medidas restritivas que visam evitar a aglomeração de pessoas e disseminação do novo coronavírus. Tanto a CND como a CPEND são documentos que comprovam a regularidade tributária e fiscal do contribuinte, pessoa jurídica e física, e possibilita, em alguns casos, a fruição de tratamentos tributários diferenciados.

“Com a prorrogação das CNDs, permitimos que as empresas, neste momento, continuem participando de licitações e também usufruam de benefícios fiscais, pelo prazo mais dramático para elas que serão os próximos 60 dias”, assinalou o secretário de Fazenda, Rogério Gallo.

De acordo com a Secretaria de Fazenda (Sefaz), órgão responsável pelo sistema emissor da CND e CPEND, a alteração já foi efetuada na base de dados e os documentos já podem ser emitidos com o novo prazo de validade. O mesmo se aplica nas consultas realizadas para verificar a autenticidade de uma certidão já emitida.

Nas situações em que for necessária a reimpressão das CNDs já emitidas, a data de validade original não será modificada. Porém, ao consultar a autenticidade do documento será possível constatar que ele está dentro do prazo de validade, ou seja, é válido até o dia 30 de junho de 2020.

Pela legislação, e em situações normais, as certidões expiram em 30 dias contados a partir da sua emissão. A CNDs podem ser emitidas e autenticada nos sites da Sefaz e da PGE.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana