conecte-se conosco


Geral

Municípios da região Médio-Norte recebem 39,3 mil testes rápidos de covid-19

Publicado

Testes foram distribuídos para as 16 prefeituras da região, que passa por Sinop, Sorriso e Lucas do Rio Verde [Foto – Christiano Antonucci]

O Governo de Mato Grosso enviou 39,3 mil testes rápidos de covid-19 para os 16 municípios que compõem a região Médio-Norte do estado, a exemplo de Sinop, Sorriso e Lucas do Rio Verde (veja a lista completa ao final da matéria).

Todos os testes já foram recebidos pelas prefeituras, que devem encaminhá-los para a atenção básica de Saúde. No total, o Estado adquiriu 400 mil testes rápidos, sendo que 300 mil estão sendo distribuídos para os 141 municípios de Mato Grosso.

Os outros 100 mil estão à disposição do Centro de Triagem Covid-19, na Arena Pantanal, e dos hospitais administrados pelo Executivo. Além destes, mais 100 mil testes foram doados por uma empresa.

“Sabemos que há uma dificuldade muito grande dos municípios para a aquisição, e por isso o Estado têm dado mais essa contribuição”, afirmou o governador Mauro Mendes.

O governador ressaltou que a testagem auxilia as pessoas com sintomas leves a iniciarem o tratamento de forma precoce. A base de cálculo usada para a distribuição é de 8,5% da população de cada município.

“Com o teste rápido disponível já na UPA, na policlínica ou no PSF, o paciente que estiver contaminado já consegue descobrir a doença no início e partir para o tratamento precoce. Isso evita que a situação se agrave e ele venha a precisar de uma UTI. É uma ferramenta que ajuda a salvar vidas”, destacou.

Para o secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, a iniciativa é uma forma do Governo de Mato Grosso incentivar a testagem e reforçar a atuação da atenção primária à Saúde, “que é uma responsabilidade dos municípios”.

“Além de fornecer testes, o Estado também atua fortemente no Centro de Triagem da Covid-19, que amplia consideravelmente o número de diagnósticos realizados da Baixada Cuiabana e facilita o acesso ao tratamento precoce”, pontuou Figueiredo.

Os testes adquiridos pelo Governo custaram até 11 vezes mais baratos que os adquiridos em outros estados. Enquanto os preços praticados nos demais estados variaram entre R$ 55 a R$ 199 por cada teste, o Governo de Mato Grosso conseguiu adquirir diretamente de uma fabricante chinesa por U$S 3 dólares, ou seja, R$ 17,83, considerando frete e o valor do dólar pago nas aquisições.

Santa Rita do Trivelato; São José do Rio Claro; Sinop; Sorriso; Tapurah; União do Sul; Vera.

Confira a quantidade distribuída para cada um dos 16 municípios da região médio-norte:

MUNICÍPIO TESTES DISTRIBUÍDOS
CLÁUDIA 1.025
FELIZ NATAL 1.200
IPIRANGA DO NORTE 650
ITANHANGÁ 575
LUCAS DO RIO VERDE 5.575
NOVA MARINGÁ 725
NOVA MUTUM 3.850
NOVA UBIRATÃ 1.025
SANTA CARMEM 375
SANTA RITA DO TRIVELATO 300
SÃO JOSÉ DO RIO CLARO 1.750
SINOP 12.150
SORRISO 7.675
TAPURAH 1.175
UNIÃO DO SUL 300
VERA 950
TOTAL 39.300

 

 

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Prova teórica para habilitação será 100% digital em Mato Grosso

Publicado


Com isso o Detran-MT avança na modernização dos procedimentos para a formação de condutores no Estado [Foto – Gilia Amaral]

A partir de agora, todas as unidades do Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran-MT) já contam com computadores instalados para a realização da prova teórica digital, mais um importante passo na modernização dos procedimentos para a formação de condutores no Estado.

Para a realização dos exames, foram adquiridos 300 computadores e leitores biométricos pelo Detran-MT que foram instalados em todas as unidades de Cuiabá, Várzea Grande e interior do Estado.

Segundo o presidente da Autarquia, Gustavo Vasconcelos, a implantação da prova teórica digital é um dos maiores projetos desenvolvidos pelo Detran-MT em parceria com a Empresa Mato-grossense de Tecnologia da Informação (MTI) na área da habilitação.

“Um dos focos do Detran com a modernização dos sistemas é levar mais qualidade e agilidade do serviço ao cidadão, bem como coibir possíveis fraudes no processo para a obtenção da habilitação no Estado”, destacou Vasconcelos.

Até então, apenas 22 cidades contavam com a estrutura para a realização da prova teórica digital. Agora, todas as unidades do Detran-MT poderão ofertar o exame no formato digital, otimizando tempo e recurso público com a impressão de provas manuais.

Os exames digitais já estão sendo disponibilizados aos candidatos com processo em andamento para a obtenção da CNH, aos motoristas que precisam fazer o curso de reciclagem para condutor infrator e também aos que precisam fazer o curso de atualização.

O diretor de Habilitação do Detran-MT, Alessandro de Andrade, explica que o Detran vem avançando no quesito segurança em todas as etapas do processo para a obtenção da Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

“Além das provas não serem mais manuais, os exames em formato digital possuem identificação biométrica do candidato e examinador”, explica Alessandro.

Evolução do processo

Para chegar na fase final de implantação da prova teórica digital, foram diversas etapas vencidas, desde a revisão e atualização pela Escola Pública de Trânsito do Detran-MT do banco de questões do exame teórico (que reúne 2.500 perguntas de múltipla escolha, e precisava ser digitalizado); a implementação da biometria para comprovação da presença do candidato em sala de aula, bem como do examinador, entre outras etapas.

O diretor de Habilitação do Detran-MT, Alessandro de Andrade, relata que foram fases de muito estudo e trabalho por parte do Detran-MT e da MTI para chegar nesse novo momento do processo para formação de condutores em Mato Grosso.

“Saímos de uma época de morosidade de até 60 dias para a aplicação dos exames teóricos, com recorrentes casos de fraudes, e agora trazemos mais segurança, agilidade e transparência nessa etapa para a obtenção de um documento tão importante como a CNH”, falou.

O diretor presidente da MTI, Antônio Marcos Silva de Oliveira, destaca que o Detran-MT é uma das autarquias mais importantes do Estado e o principal parceiro da MTI.

“Sabemos da importância do Detran no dia-a-dia e na rotina do cidadão mato-grossense. Modernizar os seus serviços significa que estamos melhorando diretamente a qualidade de vida dos cidadãos, dando ainda mais agilidade, facilidade de acesso e transparência aos serviços públicos”, disse.

Prova teórica  

O exame teórico é uma das etapas para a obtenção da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e antecede o curso prático de direção. No mês de setembro, o Detran-MT vai concluir mais de 7 mil exames teóricos com candidatos que estavam aguardando em todo Estado. A realização dos exames havia sido suspensa desde o início da pandemia do novo coronavírus em Mato Grosso.

 

 

Continue lendo

Geral

Estado realiza Chamada Pública às prefeituras e prevê construção de 3 mil casas populares em 25 municípios

Publicado

Prefeituras interessadas terão até o dia 10 de novembro para enviar documentação

O Governo de Mato Grosso publicou no Diário Oficial do Estado da sexta-feira (25) o chamamento público para as prefeituras interessadas na construção de casas populares. O projeto habitacional recebeu o nome de Casa-MT.

Para participar as prefeituras deverão aderir ao programa fazendo um cadastramento junto ao MT Participações e Projetos S.A (MT PAR). Também precisam disponibilizar, por meio de doação, uma área pública para a construção do empreendimento.

Caso necessário, as prefeituras terão que dar aportes físicos ou financeiros para tornar as unidades habitacionais mais acessíveis a seus munícipes, oferecendo a infraestrutura adequada como o asfaltamento das vias e iluminação pública.

A seleção da empresa para a construção do empreendimento será feita pela prefeitura, via chamamento público. Os municípios, juntamente com as empresas contratadas, apresentarão os projetos à Caixa Econômica Federal para análise de viabilidade, em atendimento às exigências do Programa Casa Verde e Amarela.

Segundo estudo do MT PAR, só na primeira etapa do programa – lançada em março deste ano – serão investidos R$ 340 milhões para a construção de 3 mil casas, em 25 municípios, gerando cerca de 8,5 mil empregos diretos e indiretos.

O presidente do MT PAR, Wener Santos, afirma que o projeto é desafiador e entregará casas de qualidade para os mato-grossenses.

“Oportunizar o sonho da casa própria para milhares de famílias de baixa renda é uma realização muito grande. Em alguns municípios os empreendimentos já estão tomando forma e famílias foram contempladas, como é o caso de Tapurah”, disse.

O Casa-MT é fruto de parceria entre as prefeituras, Caixa Econômica Federal e Governo do Estado, por meio do MT PAR e da Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc).

“O objetivo dessa parceria é fazer casas maiores e melhores com viabilidade econômica para pessoas de baixa renda, gerando emprego e fomentando a economia”, finalizou.

Como participar

As Prefeituras interessadas em participar da chamada pública deverão preencher um formulário para realização de cadastro, disponível no site do MT PAR (www.mtpar.mt.gov.br).

A documentação solicitada deverá ser protocolada até às 17h30 do dia 10 de novembro de 2020, na sede do MT-PAR, localizada na Av. Hélio Hermínio Ribeiro Torquato, S/N, Edifício Ernandy Maurício Baracat Arruda “Nico Baracat”, Centro Político Administrativo. Mais informações pelo telefone: (65) 3622-0313.

 

 

 

 

 

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana