conecte-se conosco


Saúde

Mundo dividido está falhando no combate à covid-19, diz chefe da ONU

Publicado


Um mundo dividido tem fracassado ao enfrentar o desafio de lutar contra a pandemia de covid-19, disse hoje (17) o secretário-geral da Nações Unidas, António Guterres, ao alertar que uma ação conjunta é necessária para evitar que milhões de pessoas sejam empurradas para a pobreza e fome.

O ex-primeiro-ministro português afirmou que muito mais poderia ter sido feito se os países tivessem trabalhado juntos para combater a doença, que já matou mais de um milhão de pessoas.

“A pandemia de covid-19 é um grande desafio global para toda a comunidade internacional, para o multilateralismo e para mim, como secretário-geral das Nações Unidas”, disse Guterres à agência de notícias portuguesa Lusa.

“Infelizmente é um teste que, até agora, a comunidade internacional está falhando.”

Segundo ele, se medidas coordenadas não forem tomadas, “um vírus microscópico pode levar milhões de pessoas à pobreza e à fome, com efeitos econômicos devastadores nos próximos anos”.

Guterres também criticou os países por falta de unidade na tentativa de resolver outros desafios globais, incluindo os conflitos no Afeganistão, Iêmen e Síria. “É uma fonte de enorme frustração”, declarou.

Mais de 39 milhões de pessoas foram infectadas pela covid-19 em todo o mundo, segundo divulgações oficiais.

Foram registradas infecções em mais de 210 países e territórios desde que os primeiros casos foram identificados na China, em dezembro de 2019.

Fonte: EBC Saúde

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Brasil acumula 5,3 milhões de casos e 157 mil mortes por covid-19

Publicado


Balanço divulgado neste domingo (4) pelo Ministério da Saúde (MS) mostra que o país registrou 13.493 novos casos de covid-19, nas últimas 24 horas. No total, o país acumula 5.394.128 casos, desde o início da pandemia. Além disso, foram registradas 231 novas mortes, totalizando 157.134 óbitos. O número de casos em investigação soma 2.390.

O último balanço do governo indica ainda que 4.835.915 pessoas (89,7%) são consideradas curadas da doença. Outras 401.079 pessoas estão em acompanhamento, segundo os dados oficiais.

Os números de novos casos e óbitos costumam ser mais baixos nos finais de semana, em razão da dificuldade de alimentação dos dados pelas secretarias estaduais de saúde aos sábados e domingos. O balanço do Ministério da Saúde é feito a partir de registros reunidos pelas secretarias estaduais de saúde e enviados à pasta para consolidação.

Atualização em 25/10/2020 dos dados do Ministério da SaúdeAtualização em 25/10/2020 dos dados do Ministério da Saúde

Covid nos estados

São Paulo lidera o ranking de maior número de casos acumulando 1.091.980 pessoas contaminadas. Os outros estados com maior número de casos são Minas Gerais (348.804) e Bahia (344.705). Já o Acre tem o menor número de casos (30.304), seguido de Amapá (51.127) e Roraima (55.862).

São Paulo também lidera o número de mortes, com 38.747. Rio de Janeiro (20.203) e Ceará (9.248) aparecem na sequência. Os estados com menos mortes são Acre (687), Roraima (691) e Amapá (741).

Edição: Denise Griesinger

Fonte: EBC Saúde

Continue lendo

Saúde

Com média móvel estável desde ontem, Brasil passa de 157 mil mortes por Covid-19

Publicado


source
covid
Reprodução: BBC News Brasil

Com média móvel abaixo de 500, Brasil passa de 157 mil mortes por Covid-19

O Brasil ultrapassou, neste domingo (25), a marca de 157 mil mortes causadas pela pandemia de Covid-19 (Sars-Cov-2). Já foram contabilizadas 157.134 mortes contabilizadas pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde  (Conass). A média móvel de óbitos se manteve a mesma de ontem, com 461.

Nas últimas 24 horas, o país registrou mais 231 novas mortes causadas pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2). Já o número de contaminações chegou aos 5.394.128 milhões. Desse total, 13.493 infectados só de ontem para hoje.

A contagem de casos é realizada pelas Secretarias Estaduais de Saúde e divulgada diariamente pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e inclui pessoas sintomáticas ou assintomáticas; ou seja, neste último caso são pessoas que foram ou estão infectadas, mas não apresentaram sintomas da  doença.

O ranking de número de mortes segue liderado pelo estado de São Paulo, que tem 38.747 óbitos causados pela Covid-19. O Rio de Janeiro continua em segundo lugar, com 20.203 mortes, seguido por Ceará (9.248), Minas Gerais (8.770) e Pernambuco (8.552).

Os estados que registram maior número de casos são: São Paulo (1.091.980), Minas Gerais (348.804), Bahia (344.705), Rio de Janeiro (299.380) e o Ceará (270.264).

Desde o início de junho, o Conass divulga os números da pandemia da Covid-19 por conta de uma confusão com os dados do  Ministério da Saúde.  As informações dos secretários de saúde servem como base para a tabela oficial do governo, mas são publicadas cerca de uma hora antes.

Fonte: IG SAÚDE

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana