conecte-se conosco


Internacional

Mundo devia ter nos ouvido em janeiro, diz diretor da OMS

Publicado


source
Mundo devia ter nos ouvido em janeiro, diz diretor da OMS
Reprodução/Twitter

diretor-geral da OMS, Tedros Adhanon

O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde ( OMS ), Tedros Adhanon, afirmou, nesta segunda-feira (27), que o mundo devia ter ouvido o alerta máximo que a entidade emitiu em 30 de janeiro, quando havia apenas 82 casos da doença fora da China, para combater a expansão do novo coronavírus (Sars-Cov-2). 

Leia também: Coronavírus no Brasil: acompanhe a situação no País em tempo real

“As diretrizes da OMS não são mandatórias [obrigatórias], mas são baseadas no que há de mais consistente na pesquisa científica”, defendeu o diretor da OMS. Em janeiro, a organização já havia iniciado a recomendar algumas medidas aos países, como pedir que a população evitasse sair de casa, decretar quarentenas e respeitar o distanciamento físico. 

Quatro meses depois do anúncio realizado no final de janeiro, o mundo contabiliza quase três milhões de casos do novo coronavírus e mais de 200 mil mortes. Apesar disso, ele afirma que “a OMS está comprometida a fazer tudo o que pode para ajudar todos os países”.

Leia também: De gripezinha a “não é tudo isso”: vezes em que Bolsonaro minimizou coronavírus

Mas o diretor da OMS destaca a necessidade dos governos locais estarem preparados para lidar com a pandemia. “Unidade nacional é a base para solidariedade global. Esse vírus não será vencido se nós não estivermos unidos”.

Fonte: IG Mundo

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Internacional

Argentina registra recorde de 3.604 casos de covid-19 em um dia

Publicado


.

A Argentina anunciou um recorde diário de 3.604 casos confirmados de covid-19, enquanto lida com infecções crescentes que ameaçam seu sucesso inicial em impedir a propagação do novo coronavírus.

O aumento acentuado, a primeira vez que os casos diários superaram a marca de 3 mil, elevou o número total para 87.030, cinco vezes o número do início de junho, embora ainda bem abaixo das cifras nos vizinhos mais afetados como o Brasil, Chile e Peru.

O governo de centro-esquerda da Argentina impôs um lockdown rigoroso em meados de março, que foi afrouxado na maior parte do país, mas ampliado e reforçado no fim do mês passado na capital Buenos Aires e seus arredores devido a um aumento nos casos.

O número de mortos na Argentina devido à pandemia é de 1.694.

O impacto do novo coronavírus atingiu a economia do país sul-americano, em recessão há dois anos e lutando para resolver uma dolorosa crise da dívida. Os economistas preveem uma contração econômica de 12% para 2020.

Continue lendo

Internacional

Nova York planeja reabrir escolas com ensino presencial e remoto

Publicado


.

O prefeito de Nova York, Bill de Blasio, apresentou um plano para reabrir o maior sistema escolar do país em setembro, com um calendário de “ensino misto” por meio do qual os alunos alternariam entre as salas de aula e seus lares.

A proposta chega no momento em que administradores de escolas de toda o país se empenham em equilibrar a segurança e as necessidades educativas, e o presidente Donald Trump pressiona escolas a reabrirem no outono.

Pelo plano de Nova York, que exige aprovação estadual, 1,1 milhão de alunos da rede pública passariam dois dias na escola e três estudando em casa, e depois reverteriam a sequência na semana seguinte

“Esse modelo misto, esse tipo de modelo de cronograma dividido, é o que podemos fazer nas condições atuais”, disse De Blasio. “Depois vamos torcer e orar para que a ciência nos ajude com uma vacina, uma cura ou tratamento.”

O plano também pede que os edifícios das escolas sejam desinfetados com frequência, que os estudantes usem proteções faciais e mantenham o distanciamento social nesses locais, afirmou o prefeito. Pais preocupados com a segurança podem manter os filhos em casa para aulas virtuais e com outros materiais, acrescentou.

Atualmente, quase todos os estados norte-americanos estão cogitando planos de reabertura. Eles fecharam as escolas em março, e a pandemia os forçou a mudar para alguma forma de instrução remota que, normalmente, depende de conexões com a internet.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana