conecte-se conosco


Mato Grosso

Mudanças na Seduc são para melhorar os indicadores de aprendizagem, afirma secretário

Publicado


Durante audiência realizada na Assembleia Legislativa nesta quarta-feira (25.11), o secretário de Estado de Educação, Alan Porto, apresentou aos parlamentares estaduais o planejamento da secretaria para melhorar os indicadores educacionais de Mato Grosso, e a ampliação das metas de oferta de Educação para Jovens e Adultos com a criação da Escola de Desenvolvimento Integral da Educação Básica (EDIEB).

O gestor destacou a necessidade de mudanças estratégicas para ofertar uma melhor educação aos estudantes, e com isso, recuperar o aprendizado dos alunos, que está prejudicado não só pela pandemia, mas por falta de condições.

“Gestão pública responsável se faz com base em indicadores e acompanhamento das ações. Eu fico muito triste em saber que Mato Grosso está em 22º lugar no Ideb do Brasil”, afirmou o secretário Alan Porto.

“Isso é culpa da política educacional dos últimos 20 anos, em que não foi feito o que é necessário. O que eu estou pedindo a vocês é um voto de confiança para colocar a educação de Mato Grosso no rumo certo”, disse aos parlamentares.

O plano apresentado compara o resultado do exame de proficiência entre os Estados da região Centro-Oeste, e aponta que o Estado possui o menor percentual de desempenho, como último colocado do ranking na região.

O retorno das aulas também foi pauta. Conforme o gestor, as aulas voltarão com todas as medidas de biossegurança estipuladas pelas autoridades de saúde, sempre respeitando o distanciamento, sem nenhuma possibilidade de salas lotadas. 

“Vamos fazer uma reorganização e revezamento entre os alunos para a volta às aulas. Vamos ter cartilha com todas as medidas, recurso enviado para as escolas adquirirem materiais de higiene necessários. A nossa preocupação é com os alunos e com os professores”, ressalta.

Outro assunto abordado durante a reunião foi com relação aos investimentos na aquisição de novos materiais didáticos para fortalecer e elevar o nível de aprendizagem dos jovens.

Os alunos vão dispor ainda nas escolas dos chamados ‘chromebooks’ – computador portátil específico para a educação – como uma possibilidade da aprendizagem, e os professores terão notebooks à disposição para as aulas.

Indicadores de aprendizado precisam ser melhorados

O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) do Ensino Médio de Mato Grosso tem média de 3,4, com base nos dados de 2019. Já os anos finais do Ensino Fundamental mostram o Estado em 14º lugar com nota 4,5. Os indicadores sobre os primeiros anos do Ensino Fundamental colocam Mato Grosso em 16º na classificação, com nota 5,6. 

Entre os Estados do Centro-Oeste, Mato Grosso está na pior colocação com relação ao aprendizado da competência em leitura e interpretação de texto, e matemática.

Apenas 30% dos alunos possuem a competência de leitura, atrás do Distrito Federal (36%), Goiás (45%), e Mato Grosso do Sul (40%). Com relação à matemática, o índice de aprendizagem foi de 12%, atrás do Distrito Federal (16%), Goiás (23%), e Mato Grosso do Sul (19%).

Fonte: GOV MT

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mato Grosso

Dupla é presa em flagrante pela Polícia Civil vendendo maconha e haxixe em sistema de delivery

Publicado


A Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE), da Polícia Civil, prendeu dois jovens no final da tarde de quarta-feira (20.01) em Cuiabá, durante diligências para apurar uma denúncia anônima sobre venda de entorpecentes.

Na ação foram apreendidos um veículo Ônix, R$ 4 mil em dinheiro, além de substâncias entorpecentes como maconha e haxixe.

Os suspeitos de 23 e 26 anos foram autuados em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico. Ele foram abordados nas proximidades de um posto de combustível, no bairro Jardim Petrópolis, na Capital.

As investigações iniciaram após a DRE receber informações sobre duas pessoas em um automóvel de cor escura, que estavam comercializando entorpecentes na modalidade conhecida como “delivery”.

Com base nas suspeitas, os policiais civis foram até o local para apurar os fatos e identificaram o veículo realizando a abo abordagem dos ocupantes do carro.

Com a dupla foram localizadas três porções de entorpecentes embaladas e prontas para venda, comprovantes de depósitos bancários com valores expressivos entre R$ 5 a 10 mil, além de anotações com nomes e valores aparentemente sobre o tráfico. Ao serem questionados, um dos envolvidos se negou a falar.

Em seguida, o jovem de 26 anos levou os policiais civis até a sua casa, onde autorizou a entrada no imóvel. No endereço foram encontradas diversas porções de drogas e cerca de R$ 4 mil em dinheiro.

Também foram apreendidos os aparelhos celulares dos suspeitos, equipamentos que materializam 90% das provas do tráfico praticado no tipo “delivery”, em razão das transações serem realizadas por meio de um aplicativo de mensagens e apenas as entregas feitas pessoalmente.

Ainda no decorrer da ação policial, os telefones celulares dos suspeitos não paravam de tocar e de chegar mensagens.

Os dois suspeitos foram conduzidos para a DRE junto com os materiais apreendidos, interrogados e autuados em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico. Após a confecção dos autos os presos foram encaminhados para uma unidade prisional, ficando à disposição da Justiça.

Denúncias

Além do disque denúncia via 197 da Polícia Civil, a DRE conta com um canal exclusivo para recebimento de informações referentes ao tráfico de drogas. Pelo telefone (65) 9 9989-0071 (whatsapp) podem ser feitas denúncias à DRE. O sigilo é absoluto.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mato Grosso

Governador: “Com esse apoio, as famílias da Agricultura Familiar vão poder produzir mais e com mais qualidade”

Publicado


O governador Mauro Mendes afirmou que os investimentos do Governo de Mato Grosso vão ajudar as famílias da Agricultura Familiar de todo o estado “a produzir mais e com mais qualidade”.

Nesta quinta-feira (21.01), o gestor fez a entrega de um pacote de equipamentos para beneficiar os pequenos agricultores de 82 municípios. São 42 patrulhas mecanizadas, 200 resfriadores de leite, 100 caixas de mel e 7,6 mil doses de sêmen bovino. Cada uma das 42 patrulhas mecanizadas é composta por um trator agrícola 4×4 com potência de 110 CV, uma carreta basculante com capacidade para seis toneladas e uma grade aradora com 18 discos de 28 polegadas.

“Com apoio, elas [as famílias] vão poder produzir mais, com mais qualidade, mais produtividade e isso vai diminuir o custo delas e vai transformar em qualidade maior na mesa dos mato-grossenses”, ressaltou.

Mauro Mendes reforçou que a Agricultura Familiar é um dos grandes pilares do programa Mais MT, que prevê investimentos de R$ 9,5 bilhões durante a gestão (2019.2022). Somente nesta entrega foram investidos R$ 9,9 milhões, sendo parte de recursos do Governo do Estado e parte de emendas do ex-deputado federal Fábio Garcia, do deputado federal Carlos Bezerra e do deputado estadual Dilmar Dal Bosco.

“O secretário Silvano Amaral me apresentou um plano de trabalho pedindo R$ 125 milhões em investimentos. E quando a gente pede para o governador, sempre acha que não vai dar tudo o que pede. Até porque quem me conhece sabe que eu sou duro e estou aqui para gastar bem o dinheiro do estado. Mas quando eu sentei para sintetizar o programa e distribuir os recursos, a Agricultura Familiar foi contemplada com R$ 185 milhões em investimentos. É um grande investimento que vai ajudar mais de 100 mil famílias dos 141 municípios, porque todos os municípios de Mato Grosso têm gente da Agricultura Familiar produzindo alimentos”, relatou.

Nascido na “roça”, o governador destacou a importância de o Poder Público ajudar os pequenos agricultores a desenvolverem sua capacidade de produção, bem como a qualidade dos produtos.

“No dia a dia você come alface, você come couve, você come tomate, você come abobrinha, você come o maracujá, o café, a mandioca, o leite, o queijo e os derivados do leite. A Agricultura Familiar alimenta as pessoas e essas pessoas pequenas precisam sim da mão e do amparo do estado. É isso que nós estamos fazendo, junto com os prefeitos, Assembleia, bancada federal e parceiros”.

Mauro Mendes reforçou que o carinho que possui pela Agricultura Familiar será devolvido com muitas entregas e ações nesta área.

“Quando eu era criança não fui criado na Agricultura Familiar, mas na roça. Trator como esses que estamos entregando nem em sonho a gente sonhava ter. Eu trabalhei com meus irmãos no arado de boi. Não tinha força, quando criança que era, mas era o guia dos bois. Com aquela capinadeira, puxava cavalo. Trabalhávamos na enxada. Eu tenho esse carinho especial, nós vamos transformar em ações e resultados para melhorar a vida dessas pessoas. E fazendo isso vamos garantir a segurança alimentar, garantir que lá em Colniza, São Félix do Araguaia ou na Baixada Cuiabana as pessoas tenham alimento de qualidade e talvez mais barato”, finalizou.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana