conecte-se conosco


Mato Grosso

MT tem 11 pessoas com Coronavírus: 9 em casa e 2 hospitalizados

Publicado

O Estado de Mato Grosso tem 11 casos confirmados de coronavírus. Desses, dois precisaram de internação para acompanhamento médico. Nenhum paciente está internado em Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

De acordo com os dados divulgados nesta quinta-feira (26), pela Secretaria de Estado de Saúde, são oito (8) casos confirmados em Cuiabá, dois (2) em Várzea Grande e um (1) caso em Nova Monte Verde.

Desde que o COVID-19 chegou ao país, o Governo de Mato Grosso vem acompanhando a pandemia e, diariamente, adota medidas para minimizar os efeitos que o vírus pode causar, tanto na saúde pública como no aspecto social.

Todas as ações são pautadas seguindo as orientações e recomendações do Ministério da Saúde, Organização Mundial da Saúde e Sociedade de Infectologia, principalmente no que se refere à restrição de circulação de pessoas, paralisação da atividade econômica e decretação de quarentena.

Seguindo as orientações do Ministério da Saúde, conforme determina o Plano de Contingência Nacional para Infecção Humana pelo no novo coronavírus (COVID-19), para se ter início a fase de mitigação é necessário o registro de 100 casos positivos.  Contudo, Mato Grosso já deu início a esse processo, quando só existiam casos suspeitos no Estado, fortalecendo sua rede hospital, com o início das obras de ampliação e construção de 200 leitos no Hospital Metropolitano em Várzea Grande; o cancelamento das cirurgias eletivas para que os leitos hospitalares da rede pública se mantenham vagos; ações para a compra de insumos e medicamentos, entre outros.

Todas essas ações são conduzidas pelo Gabinete de Situação, com a orientação do médico infectologista Adbon Salam K. Karhawi, com objetivo de potencializar a capacidade de resposta hospitalar com a intenção de evitar óbitos.

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Mato Grosso

Videochamadas diminuem falta de contato entre adolescentes e familiares

Publicado


.

Diante da prorrogação da suspensão de visitas nos Centros de Atendimento Socioeducativo (CASEs), como medida de prevenção à contaminação do coronavírus (Covid-19), as unidades estão recorrendo a videochamadas para manter o contato entre familiares e adolescentes. A Nota de Orientação n° 04/2020 da Secretaria Adjunta de Justiça (Saju), que suspendeu por mais 15 dias a visitação, foi publicada nesta sexta-feira (03.04).

O CASE de Lucas do Rio Verde já implementou a iniciativa junto aos 11 adolescentes do sexo masculino que, atualmente, cumprem medida socioeducativa. Segundo a gerente regional da unidade, Natielle Taís Santana Alves Kunh, eles ficaram emocionados ao verem os familiares por vídeo. “É uma maneira de aproximá-los da família neste momento em que as visitas estão suspensas, para minimizar o máximo possível os efeitos da falta de contato pessoal”.

As chamadas serão feitas semanalmente até que as visitas sejam retomadas. A gerente ressalta que com a ferramenta de vídeo, em apenas uma ligação é possível que o adolescente converse e veja mais de uma pessoa da família ao mesmo tempo. “É mais abrangente e um contato mais próximo também do que uma ligação comum”.

A Nota de Orientação da adjunta da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) também mantém as restrições de entrada de pessoas com sintomas de gripe (tosse, coriza, olhos avermelhados, entre outros) e de pessoas consideradas grupos de risco: mais de 60 anos, ou que tenha diabetes, hipertensão, insuficiência renal crônica, doença respiratória crônica, doença cardiovascular, câncer, doença autoimune ou outras afecções que deprimam o sistema imunológico, gestantes, lactantes ou criança.

Também estão mantidas as suspensões de transferências de adolescentes entre Centros de Atendimento Socioeducativo e interestaduais, salvo casos excepcionais, devidamente autorizados pelo Superintendente de Administração Socioeducativa; de atividades religiosas, assim como aquelas que requeiram acesso de pessoas externas que promovam a realização de projetos sociais, de assistência cultural, entre outras; e de realização de cursos e outras atividades coletivas que tenham aglomeração de pessoas, tanto para adolescentes quanto para servidores.

Continuam vedados o recebimento de adolescentes oriundos de outros estados e países, e o recebimento de guloseimas e a entrega aos adolescentes. Também foi deliberado que as unidades devem seguir a determinação de suspender as atividades escolares até o dia 30/04/2020 e decisões posteriores sobre eventual prorrogação; e suspender eventos comemorativos e celebrações extraordinárias a serem realizados dentro das unidades ou com a participação de adolescentes.

Mais medidas

A norma também especifica que os CASEs devem manter atividades físicas e lúdicas, de lazer e recreativas e incentivar a leitura, trabalhos manuais, filmes, jogos, entre outros, em menor número de adolescentes, obedecendo às recomendações do Ministério da Saúde quanto à prevenção do contágio por Covid-19.

Além disso, foi mantido o atendimento psicossocial individualizado a adolescentes privados de liberdade apenas em casos emergenciais ou urgentes, respeitando as recomendações do Ministério da Saúde quanto à prevenção do contágio por COVID-19, especialmente a distância mínima e o ambiente ventilado.

O atendimento presencial a familiares continua suspenso, e as equipes terão que adotar as ferramentas de tecnologia necessárias para este fim. As unidades devem fixar cartazes contendo informações quanto às formas de prevenção, contágio e sintomas do Covid-19 em locais estratégicos e de fácil visualização dos servidores.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mato Grosso

Governo tem pedido atendido e recolhimento do ICMS é prorrogado

Publicado


.

O Comitê Gestor do Simples Nacional, vinculado à Receita Federal, atendeu nesta sexta-feira (03.04) ao pedido do Governo de Mato Grosso para prorrogação do pagamento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para empresas inseridas no Simples Nacional.

Com a decisão, o recolhimento do ICMS para micro e pequenas empresas fica postergado para 90 dias, ou seja, os pagamentos que venceriam em março, abril e maio ficam prorrogados para julho, agosto e setembro.

Já para os microempreendedores individuais (MEI), o recolhimento do imposto será feito em 180 dias.

De acordo com o governador Mauro Mendes, o pedido teve o intuito de auxiliar os pequenos empreendedores a manter suas atividades e os empregos dos funcionários durante este período difícil ocasionado pelo coronavírus.

Inicialmente, o Governo pediu que os prazos fossem prorrogados por 180 dias para todas as empresas inscritas no Simples Nacional [micro e pequenas empresas e MEI], no entanto, para promover uma padronização nacional, o Comitê Gestor definiu pelas medidas de prorrogação de 90 e 180 dias, conforme o porte da empresa.

O secretário de Fazenda, Rogério Gallo, afirmou que a definição atende ao apelo do Governo, uma vez que irá amenizar o período de dificuldade financeira que as empresas devem passar, por conta da queda drástica de faturamento, causada pelas medidas de isolamento de combate à Covid-19.

“Mato Grosso tem 150 mil empresas inseridas no sistema do Simples Nacional e que serão beneficiadas com essa prorrogação. O objetivo é que as empresas menos resistentes à paralisação total das atividades não sucumbam à crise, tendo um prazo razoável para avaliar os impactos financeiros e uma eventual tomada de medidas de recuperação”, pontuou Gallo.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana