conecte-se conosco


Mato Grosso

MT solicita divulgação de dados sobre redução do desmatamento ilegal para receber recursos do REM

Publicado


A secretária de Estado de Meio Ambiente de Mato Grosso e presidente da Associação Brasileira de Entidades Estaduais de Meio Ambiente (Abema), Mauren Lazzaretti, se reuniu com o Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, para tratar das agendas ambientais prioritárias para os Estados Brasileiros para o ano de 2021, e da liberação de recursos internacionais para a preservação ambiental em Mato Grosso. O encontro ocorreu em Brasília, na última quinta-feira (04.03).

Para que Mato Grosso receba recursos internacionais, a secretária solicitou a divulgação dos dados que apontam a redução do desmatamento ilegal em Mato Grosso, no ano de 2018, por meio da plataforma oficial Info Hub, que disponibiliza dados de Redução de Emissões de gases de efeito estufa provenientes do Desmatamento e da Degradação florestal (REDD+).

“Reiteramos ao ministro a importância do lançamento dos dados de redução do desmatamento ilegal em Mato Grosso no ano de 2018, que são necessários para que possamos receber o terceiro desembolso do Programa REM, na ordem de R$ 63 milhões de reais. O desembolso está apto a ser transferido para o Estado, dependendo da divulgação dos dados, e será importantíssimo para intensificar a estratégia ambiental de Mato Grosso”, explica a secretária.

A redução de 4,5% em 2018 foi apurada pelo monitoramento oficial do Monitoramento do Desmatamento da Floresta Amazônica Brasileira por Satélite (Prodes) divulgado pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Em 2018, que houve o desmatamento de 1490 km², o que apresenta a redução em comparação com os dados de 2017, de 1561 km².

Pautas prioritárias para os Estados

Entre as pautas nacionais, foi discutido o Projeto de Lei 3729, que cria a Lei Geral de Licenciamento Ambiental, em trâmite desde 2004, e a chamada “lista pet” que está sendo discutida pela Câmara Técnica de Biodiversidade do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama), com o objetivo de firmar o entendimento das espécies nativas da fauna brasileira quee poderão ser mantidas em criadouros.

O compromisso foi conduzido em conjunto com o secretário de Meio Ambiente do Amazonas, secretário geral da Abema, e delegado da Força tarefa dos Governadores para o Clima (GCF), Eduardo Taveira.

“Estas questões têm sido conduzidas pelo Ministério do Meio Ambiente, em conjunto com a Abema, para que possamos chegar a um entendimento técnico do que é o ideal para que possamos garantir a preservação do meio ambiente”, conta.

Também como parte da agenda, a secretária se reuniu com as Embaixadas Britânica, da França, da Noruega, e dos Estados Unidos, para trocar informações sobre o planejamento para a participação dos estados no evento global sobre estratégias de combate às mudanças climáticas, a 26ª Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas (COP-26), que será realizada em Glasgow, no Reino Unido. 

Recursos para Mato Grosso

O Programa Global REDD Early Movers (REM) remunera e premia o esforço de mitigação das mudanças climáticas de pioneiros do REDD + (Early Movers) – que foi estabelecido na Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas.

Mato Grosso tem o apoio do Programa REM desde dezembro de 2017, e até o final da iniciativa receberá R $232,4 milhões (cerca de 44 milhões de euros) para continuar fortalecendo a sua fiscalização, operacionalização e responsabilização dos desmatadores ilegais da floresta.

 
Fonte: GOV MT

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mato Grosso

Instituição alia esporte e cidadania para ajudar famílias da Cohab Cristo Rei em Várzea Grande

Publicado


Há 10 anos, o Instituto Futsal contra as Drogas alia esporte e cidadania para ajudar na inclusão e na redução de riscos sociais de crianças e jovens, de 05 a 17 anos, da Cohab Cristo Rei, em Várzea Grande. Oferecendo atividades esportivas de futsal, handebol, jiu-jitsu e ballet, o projeto é uma das iniciativas contempladas no edital Pontos de Esporte e Lazer promovido pela Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT).

As ações desenvolvidas pelo Instituto incluem ainda reforço escolar, parceria para cursos de aprendizagem e para a obtenção do primeiro emprego. De acordo com o responsável pelo projeto, Wando Benedito, as atividades têm o objetivo de afastar o público atendido do risco do contato com drogas diversas.

“Por meio do esporte, conseguimos propiciar oportunidades de cidadania às famílias, e isso é muito gratificante. A instituição funciona há 10 anos graças aos comerciantes da Cohab Crito Rei e agora, com esse apoio da Secel, conseguimos alavancar ainda mais nossas atividades, com a aquisição de mais materiais esportivos e oferecendo até ballet para meninas de 05 a 12 anos”, destaca Wando.

O dirigente ainda explica que, para participar das oficinas esportivas e educacionais, as crianças e jovens não têm qualquer custo, e que lhe são cobrados somente notas e frequência escolares.

“O Instituto faz um trabalho fantástico há 10 anos. É uma iniciativa que usa a prática esportiva para ajudar na inclusão social e que agora ganhou mais impulso como Ponto de Esporte e Lazer, o que nos dá mais certeza de quanto esse apoio financeiro é importante para o fomento de boas práticas esportivas e sociais”, avalia o secretário adjunto de Esporte e Lazer da Secel, Jefferson Carvalho Neves.

Lançamento das oficinas de ballet com a presença do secretário adjunto da Secel

Ao receber o prêmio do edital no valor de R$ 15 mil no início deste ano, o Instituto conseguiu ampliar sua atuação na comunidade, porém precisou suspender as atividades esportivas devido ao agravamento da pandemia da covid-19. Mas isso não impossibilitou que a instituição seguisse atendendo as famílias do bairro e região, desta vez com distribuição de cestas básicas.

A entrega de mantimentos já beneficiou cerca de duas mil famílias, desde que o Instituto iniciou a campanha de arrecadação de alimentos junto com a Central Única das Favelas (CUFA-MT). Atualmente, o projeto distribui frutas e verduras, sempre às quintas-feiras, com o apoio do Mesa Brasil do Sesc e a Central de Abastecimento (Ceasa-MT).

Serviço

Mais informações sobre o projeto e suas atividades pelo instagram (@futsal_sem_drogas) ou pelo telefone de Wando Benedito (65 99982-3594).

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mato Grosso

Rota das Águas mapeia 230 atrativos naturais de Mato Grosso

Publicado


Mato Grosso é rico em biodiversidade. É um estado privilegiado por ter em seu território os biomas: Cerrado, Pantanal e Amazônia. As belezas naturais são incontáveis. Tem opção para quem busca por turismo de aventura, de contemplação, rural, gastronômico, etnoturismo, ecoturismo e muito mais.

Nesse sentido, o projeto Rota das Águas, montou um circuito turístico com mais de 2 mil quilômetros, que promove os atrativos naturais de Chapada dos Guimarães, Nobres, Poconé, Rondonópolis, Jaciara, Juscimeira, Poxoréu, Cáceres, Vila Bela da Santíssima Trindade, Tangará da Serra, Campo Novo do Parecis, Barra do Garças e Nova Xavantina.

O projeto foi contemplado pelo Edital Mato Grosso Criativo, realizado pela Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT), e traz ainda atrativos localizados na Serra de São Vicente e no Distrito de Mimoso.

O site rotadasaguasmt.com.br, lançado em abril deste ano, reúne informações que facilitam a vida de quem deseja conhecer Mato Grosso, como cachoeiras, hotéis, restaurantes, agências e condutores de turismo, com localização, horário de funcionamento, custo e contato para agendamento da visitação em 230 atrativos.

Idealizado por Tiemi Otomura e André Torres, o projeto se concretizou a partir de um amplo levantamento dos atrativos naturais, com informações provenientes das Secretarias Municipais de Turismo, empreendimentos locais e usuários das redes sociais.

De acordo com André Torres, a maior dificuldade de quem viaja é encontrar informações precisas para realizar um planejamento sobre o destino. “A Rota das Águas é a organização das informações em um percurso guiado pelas águas dos rios. No site do projeto Rota das Águas você encontra um grande mapa digital com a localização de 230 atrativos naturais”, destaca Torres.

Confira o mapa aqui.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana