conecte-se conosco


Geral

MT perde 1,6 mil km de floresta é o 2ª Estado que mais desmata a Amazônia

Publicado


Área desmatada representa um aumento 13% em relação ao levantamento anterior

Mato Grosso foi o segundo Estado que mais desmatou na Amazônia entre os meses de agosto de 2018 a julho deste ano, apontam dados divulgados pelos Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), nesta segunda-feira (18). Foram desmatados 1.685 quilômetros quadrados de floresta no período, ficando atrás somente do Pará, que concentrou quase 40% das derrubadas no mesmo período. Mato Grosso foi responsável por 17% total de desmatamento verificado Inpe.

A área desmatada representa um aumento 13% em relação ao levantamento anterior, realizado entre julho de 2017 e agosto de 2018. É o quinto ano seguido que o Estado apresenta uma taxa superior a 1.480 km² – em 2012, o mesmo balanço fechou em 752 km². Em 2018, segundo o Inpe, cerca de 90% do desmatamento nos biomas Amazônia e Cerrado no Estado foi ilegal.

Leia Também:  Detran-MT e autoescolas começam implantação de telemetria na segunda-feira
publicidade
1 comentário

1
Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Maria Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Maria
Visitante
Maria

A REALIDADE É UMA SÓ, A FLORESTA DO ESTADO DE MATO-GROSSO VEM SOFRENDO BASTANTE COM O DESMATAMENTO ILEGAL A MUITO TEMPO. A BUSCA INCESSANTE PELO LUCRO A CORRUPÇÃO E O COMODISMO DAS NOSSAS AUTORIDADES SÃO AS PRINCIPAIS CAUSAS DESTE TRÁGICO PROBLEMA, E TAMBÉM A PORTA DO ESTADO ESTÁ ABERTA ( SEM FISCALIZAÇÃO ) PARA O TRANSPORTE DE MADEIRAS COMO A CASTANHEIRA (PROIBIDA DE CORTE) E TANTAS OUTRAS, E AINDA MAIS A FISCALIZAÇÃO E A IDENTIFICAÇÃO DE MADEIRAS SEMPRE INCOMODOU E INCOMODA A MAIORIA DOS DEPUTADOS O GOVERNO E AQUELAS MADEIREIRAS QUE QUEREM ANDAR NA ILEGALIDADE, A FLORESTA NÃO É SÓ… Read more »

Geral

“Durante 2019 respeitamos a Arena como palco do futebol; hoje ela se transforma no Palco do Natal”, diz governador

Publicado


A partir desta sexta-feira, a Arena Pantanal será aberta ao público como o palco do natal mato-grossense

A Arena Pantanal, principal espaço do futebol de Mato Grosso, foi respeitada, durante todo o ano de 2019, como palco das partidas da Série B e também dos campeonatos estaduais e Copa Verde, de acordo com o governador Mauro Mendes. Nesta sexta-feira, (6), com o fim das competições, a arena será aberta ao público como o palco do natal mato-grossense.

“Hoje ela se transforma na Arena Encantada. O espaço foi concebido com muito carinho e muito trabalho, para que tenhamos nesse final de ano um período de congraçamento, fé e de magia. Quero agradecer muito a todos aqueles que trabalharam conosco ao longo de toda a concepção do projeto e aos parceiros que acreditaram, principalmente, a Assembleia Legislativa de Mato Grosso, em nome do seu presidente Eduardo Botelho”, destacou o chefe do Executivo.

O governador ressaltou que um dos aspectos respeitados no projeto foi a manutenção do gramado. “Tivemos todo o cuidado, como a população poderá conferir, a partir de hoje, que a grama, os quatro cantos do campo, foram preservados com a cerca de árvores de natal, que compõem o cenário”.

Leia Também:  Hospital Júlio Müller promove Julho Amarelo nesta sexta-feira

Mauro Mendes acrescentou que tudo foi pensado para que a função multiuso da arena seja respeitada. Ou seja, utilizada para o futebol e também para grandes espetáculos, respeitando sempre o gramado.

O trabalho desenvolvido na Arena Encantada traz à população a magia do natal e o verdadeiro sentido do espírito natalino, que é o de comemorar o nascimento de Jesus. A idealização e coordenação do evento foi feita pela primeira-dama Virginia Mendes.

“Os cenários foram pensados para resgatar esse espírito de alegria, solidariedade, magia e, principalmente, o nascimento de Jesus”, explicou.

O governador ainda lembrou que a população poderá ajudar com a doação de um quilo de alimento por família, como forma de contribuir para o natal de centenas de famílias menos favorecidas.

No dia 17, outra ação social será realizada pela primeira-dama Virginia Mendes e a equipe da Unidade de Ações Sociais e Atenção à Família (Unaf). Seis mil estudantes irão participar de atividades na Arena Encantada e receberão brinquedos.

Avaliação

Mauro Mendes também destacou que chega ao final do primeiro ano de gestão vencendo muitos desafios, mas ainda com muitos a vencer com auxílio de toda a equipe. “Teremos ainda muitas boas notícias para anunciar ao longo de dezembro para a população e também para os servidores públicos”, ressaltou.

Leia Também:  Deputado tem celular clonado e criminoso pede R$ 5 mil a contatos

“Esse foi um ano muito bom, em que conseguimos implementar ações para consertar o nosso Estado para que ele volte ao caminho do desenvolvimento e crescimento. Tudo o que planejamentos estamos conseguindo executar e isso é muito bom para o Estado de Mato Grosso”, enfatizou.

Continue lendo

Geral

Várzea Grande intensifica ações de prevenção ao Sarampo com estratégia de vacinação em bairros

Publicado

A Campanha de Vacinação contra o sarampo vai até o final do mês de dezembro

Com altíssimo potencial de transmissão, o sarampo é uma doença viral grave, que pode ser fatal. Sua propagação ocorre quando o indivíduo contaminado tosse, fala, espirra ou respira próximo de outras pessoas. A única maneira de evitar a contaminação pelo vírus do sarampo é com a vacina tríplice viral. Diante da situação epidemiológica no Brasil, e apesar de Várzea Grande não registrar nenhum caso da doença, foram intensificadas as ações de prevenção na aplicação de vacinas em escolas, bairros, além dos pontos fixos nas unidades de Saúde.

A Campanha de Vacinação contra o sarampo vai até o final do mês de dezembro. Segundo dados da Vigilância em Saúde Municipal, Várzea Grande já atingiu uma cobertura de 80% com a vacina contra o sarampo, em crianças de um ano a menores de dois anos, o preconizado pelo Ministério da Saúde é chegar em 95%.

Esta campanha nacional de vacinação contra o sarampo prevê atualização da vacina tríplice viral em carteira de vacinação de crianças com idade entre 06 meses e menores de 05 anos e adultos jovens com idade entre 20 a 29 anos.

Leia Também:  Deputado tem celular clonado e criminoso pede R$ 5 mil a contatos

De acordo com a superintendente de Vigilância em Saúde de Várzea Grande, Relva Cristina Silva de Moura, esta campanha está voltada para essas duas faixas etárias e para atualização da carteira vacinal. “Esta campanha não é voltada para doses extras, mas sim para aquelas pessoas que ainda não se imunizaram contra o sarampo. Por isso, o ideal é levar a carteira de vacinação para que o profissional de saúde verifique se a criança ou adulto estão imunizados contra o sarampo”, detalha, informando ainda que as novas estratégias adotadas busca atender todas as comunidades, principalmente aquelas pessoas que não conseguem procurar uma unidade de saúde durante a semana.

“Vamos atingir cobertura dentro do recomendado pelo Ministério da Saúde para crianças menores de dois anos. Já a situação vacinal do adulto nos preocupa, principalmente aquele que não tem certeza de ter as duas doses. Fazemos o alerta para estas pessoas. O sarampo tem vacina, que é gratuita e está disponível na rede pública. As unidades estão disponíveis e aplicando as doses, além de diferenciarmos neste mês de dezembro indo com equipes nos bairros, escolas e lugares com grande movimento. É importante que a população adulta verifique o cartão de vacina e os pais vão neste mês de dezembro levar suas crianças aos Postos de Saúde”, destacou o secretário de saúde Diógenes Marcondes.

Leia Também:  Pela primeira vez na história, Cuiabá passa a ter um hospital estadual de alta complexidade, afirma Mendes

Além disso, as equipes da atenção primária das Unidades Básicas de Saúde da Família (UBSF) e Unidades Básicas de Saúde (UBS) do município fortaleceram a busca ativa nas suas áreas de cobertura. “A única forma de evitar a doença é manter a população vacinada. Por isso, as equipes das unidades farão o rastreamento em busca dos não vacinados, bem como profissionais de saúde e as crianças de 6 a 11 meses que devem tomar a dose extra. Isso inclui a ida em escolas públicas e privadas, instituições de saúde, supermercados, aeroporto, rodoviária, igrejas, rede hoteleira, entre outros. Dessa forma, é possível garantir a cobertura vacinal, mínima de 95%, para as crianças menores de quatro anos e garante que os demais públicos fiquem protegidos contra o sarampo”, desse o secretário Diógenes Marcondes.

Desde o início de dezembro as equipes de saúde de vacinação já percorreram os bairros, Capela do Piçarrão, Novo Mato Grosso, Costa Verde, Residencial Júlio Campos, e aplicou 1.193 doses da vacina de sarampo em crianças e jovens.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana