conecte-se conosco


Geral

MT entrega 172 veículos, 181 armas, 110 drones e radiocomunicadores para a Segurança Pública

Publicado

Os equipamentos serão repassados às unidades operacionais e de polícia científica e incorporados ao patrimônio do Estado [Foto – Christiano Antonucci]

O governador Mauro Mendes entregou, na manhã desta quinta-feira (2), veículos, armas, drones e radiocomunicadores para a Segurança Pública de Mato Grosso. Os investimentos somam R$ 30 milhões em recursos do Governo do Estado.

Mauro Mendes destacou que a entrega desses veículos e equipamentos é mais uma etapa do plano estadual para fortalecer e modernizar a Segurança Pública de Mato Grosso.

“O que está acontecendo na Segurança Pública e outros setores do Estado é motivo de orgulho, pois estamos trabalhamos para que nossas forças de segurança estejam entre as mais bem equipadas e modernas do país”, assinalou o governador.

Foram entregues 62 motocicletas BMW 850 cilindradas para a Polícia Militar, que serão divididas entre a Companhia Raio, unidade especializada no moto-patrulhamento, e o Batalhão de Trânsito (BPMTran); oito caminhonetes modelo S10 e radiocomunicadores para o Gefron (Grupo Especial de Fronteira); 181 armas e 110 drones para o Sistema Penitenciário; 15 equipamentos infravermelhos para a Polícia Técnica (Politec); quatro caminhonetes para a Patrulha Maria da Penha; mobiliários, computadores e outros para o Sistema Socioeducativo.

Esses equipamentos serão repassados às unidades operacionais e de polícia científica e incorporados ao patrimônio do Estado que farão a diferença na prevenção, repressão e produção de provas criminais.

Durante o ato, o governador Mauro Mendes citou a licitação que está em andamento para aquisição de 15 mil câmeras de videomonitoramento dentro do Programa Vigia MT, o sistema de radiocomunicação digital, que está na fase final de implantação, e os investimentos na ampliação de vagas, modernização e melhoria da infraestrutura do Sistema Penitenciário.

O Estado também implementou a frota de viaturas locadas com mais 102 Dusters, o que representa investimento na ordem de R$ 2,2 milhões.

O diretor-geral da Politec, Rubens Okada, disse que os 15 equipamentos infravermelhos vão dar mais celeridade e segurança aos laudos, e o investimento vai gerar economia por eliminar a necessidade de viagens até Cuiabá para produção de laudos.

O secretário adjunto de Segurança Pública de Integração Operacional, coronel Juliano Chirolli, avaliou como um grande marco na história das polícias os investimentos que o Governo do Estado vem fazendo na Segurança.

“As motocicletas, viaturas, armamentos e equipamentos de tecnologia entregues hoje são da melhor qualidade”, observou Chirolli. De acordo com o secretário adjunto, outro investimento fundamental do plano de modernização dos serviços na Segurança Pública é o de radiocomunicação digital que está na última etapa de implantação. “Nenhum Estado tem um sistema em funcionamento tão eficiente”, completou, informando que 70% está operando e os 30% restante em fase de conclusão.

Participaram na solenidade de entrega o senador licenciado Jaime Campos, o deputado federal Neri Geller, os deputados estaduais João Batista, Elizeu Nascimento e Max Russi, o secretário adjunto de Segurança Carlos Dawim, os adjuntos de Inteligência Massao Ohara, o adjunto do Sistema Penitenciário Jean Gonçalves, a Adjunta de Justiça Lenice Barbos. Também estavam presentes os comandantes-gerais da PM e do Corpo de Bombeiros, coronéis Alexandre Mendes e Alessandro Borges Ferreira, e os diretores-gerais da Polícia Judiciária Civil e da Politec, Mário Dermeval e Rubens Okada, respectivamente.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Geral

Pintado entra na lista nacional de espécies ameaçadas de extinção

Publicado

A proibição de captura refere-se apenas ao peixe da espécie Pseudoplatystoma corruscans, que ocorre nas Bacias Hidrográficas do Rio São Francisco, Paraguai, Paraná e Uruguai

A Portaria do Ministério do Meio Ambiente nº 148, de 7 de junho de 2022,  incluiu a o Pseudoplatystoma corruscans, popularmente conhecido como “Pintado”, na Lista Oficial das Espécies Brasileiras Ameaçadas de Extinção, na categoria Vulnerável (VU).

Pseudoplatystoma corruscans refere-se apenas ao peixe da espécie de Pintado que ocorre nas Bacias Hidrográficas do Rio São Francisco, Paraguai, Paraná e Uruguai. No entanto, as proibições se aplicam para todo o território nacional.

Para outras espécies popularmente conhecidas como Pintados e Surubins (Pseudoplatystoma punctifer e Pseudoplatystoma tigrinum) não houve proibição de pesca, devendo ser respeitados apenas as legislações vigentes quanto ao defeso e ao tamanho mínimo de captura.

As espécies constantes da Lista ficam protegidas de modo integral, incluindo, entre outras medidas, a proibição de captura, transporte, armazenamento, guarda, manejo, beneficiamento e comercialização. A nova Lista, bem como as proibições associadas, entra em vigor a partir de 6 de setembro de 2022.

A imagem apresenta os seus aspectos fenotípicos para identificação do Pseudoplatystoma corruscans.

Continue lendo

Geral

MP aciona município para mudar traçado de estrada em área de preservação às margens do rio Cuiabá

Publicado

Órgão quer que Santo Antônio de Leverger apresente projeto com novo traçado da estrada situada às margens do rio Cuiabá, na Comunidade de Porto do Engenho

A 5ª Promotoria de Justiça Cível de Defesa do Meio Ambiente Natural de Cuiabá ajuizou Ação Civil Pública (ACP) contra o Município de Santo Antônio de Leverger (a 34km da capital) requerendo, em caráter liminar, que seja apresentado projeto com novo traçado da estrada situada às margens do Rio Cuiabá, na Comunidade de Porto do Engenho. Conforme a inicial, a equipe técnica do “Projeto Verde Rio” constatou a reabertura da estrada de aproximadamente 900 metros de extensão próxima à encosta do rio, dentro de Área de Preservação Permanente (APP).

O Ministério Público pede ainda que o cronograma de execução da obra não seja superior a 180 dias, bem como que seja retirado todo o lixo e entulhos da APP com isolamento, controle de processos erosivos e plantio de vegetação nativa. No julgamento do mérito, requer a recuperação da área mediante a execução de Plano de Recuperação de Área Degradada, a realocação da estrada vicinal para fora dos limites da APP e o pagamento de indenização pelos danos morais coletivos ocasionados em valor a ser arbitrado pelo juízo.

“A utilização da estrada nessa localidade representa grave fator de degradação à área legalmente protegida, uma vez que contribui para a ocupação das áreas em seu entorno, intensifica o trânsito de pessoas, animais e veículos nas proximidades do barranco, contribuindo para o agravamento dos processos erosivos”, argumentou a promotora de Justiça Ana Luíza Ávila Peterlini de Souza.

O MPMT requisitou informações ao Município sobre possível autorização para reabertura da estrada, existência de Projeto Técnico e licença ambiental, e possibilidade de definir outro traçado para a via em maio de 2020. A Procuradoria do Município respondeu somente em fevereiro de 2021, sem propor solução do problema. “O requerido apenas se limitou a apresentar uma imagem com a proposta de novo traçado para a via de acesso à comunidade, sem qualquer estudo ou de detalhamento técnico que indique a viabilidade da realocação da estrada”, narrou a ação.

Segundo a promotora de Justiça, como o Município não implementou as ações emergenciais sugeridas pelo “Projeto Verde Rio” e a manutenção da estrada continua agravando os danos ambientais, o Ministério Público propôs a ACP.

 

 

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana