conecte-se conosco


Geral

MT consegue aval para vacinar lactantes contra a Covid e próximas remessas já terão doses para este público

Publicado

A Comissão Intergestores Bipartite de Mato Grosso (CIB-MT) aprovou, durante reunião realizada nesta sexta-feira (11), a vacinação contra a Covid-19 de lactantes em Mato Grosso. Com a decisão, as próximas remessas encaminhadas pelo Ministério da Saúde já terão quantidades de doses pactuadas para este público.

A reunião foi coordenada pelo secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, que preside a CIB no Estado. De acordo com o setor de Vigilância e Atenção à Saúde do Estado, Mato Grosso tem aproximadamente 44 mil lactantes.

“As lactantes precisam de uma atenção especial, porque a Covid-19 coloca em risco a vida delas e de seus bebês. Por isso, fizemos esse pedido de inclusão nos grupos prioritários e fico muito feliz que a CIB tenha atendido”, declarou o governador Mauro Mendes.

A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) recomenda a vacinação de mulheres que estão amamentando, independentemente da idade do filho, sem a necessidade de interrupção do aleitamento materno. A Organização Mundial da Saúde (OMS) também defende a imunização de lactantes pertencentes aos grupos de risco e não preconiza a interrupção da amamentação após a vacinação.

“Vamos iniciar a vacinação de todas as lactantes até os dois anos de amamentação, mas a CIB editará uma resolução oficial e detalhada amanhã. Isto é, todas as lactantes terão prioridade de vacinação contra a Covid-19. A partir da publicação da resolução, os municípios já poderão iniciar a imunização deste público”, enfatizou o secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo.

A CIB é composta por membros do Conselho das Secretarias Municipais de Saúde (Cosems-MT) e da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT).

Também participou da reunião o vice-presidente da CIB e presidente do Cosems, Marco Antônio Norberto Felipe. “Essa foi uma decisão tomada em consenso e incluiu mais de 50 secretários municipais de Saúde de Mato Grosso”, pontuou o gestor.

Pesquisas realizadas pela Universidade de São Paulo (USP) apontaram que mulheres lactantes vacinadas possuem anticorpos contra o coronavírus em seu leite mesmo após quatro meses da imunização.

De acordo com a Rede Nacional de Dados em Saúde (RNDS) do Ministério da Saúde, até o momento, foram aplicadas 984.190 doses de vacina contra o coronavírus em Mato Grosso. Deste total, 689.427 aplicações são relativas à primeira dose e 294.763 são relativas à segunda dose.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Mulher que era esperada pelo marido em frente a hospital e cabo da PM morrem por complicações da Covid

Publicado

Jarcedi Hahn com a esposa Cristiane Fagundes

Morreu de Covid na tarde de quarta-feira (4) Cristiane Fagundes Hahn, que estava internada no Hospital Metropolitano, em Várzea Grande. Ela ficou conhecida em Mato Grosso, após seu marido, o empresário Jarcedi Hahn – conhecido como Didi, acampar em frente a unidade de saúde à sua espera.

Cristiane, que tinha 42 anos, era moradora de Sorriso e foi infectada pelo vírus havia mais de um mês e precisou, inclusive, de intubação. Na semana passada, ela chegou a apresentar melhora e retirou o tubo. Contudo, dias depois, ela apresentou piora no quadro de saúde e foi intubada novamente, vindo a morrer ontem. “Estou sem palavras para descrever o que estou sentindo neste momento. Perdi a pessoa que mais amei, a única que tinha ao meu lado”, declarou Didi. Além do esposo, Cristiane deixa três filhos.

Cabo PM Zeneide José de Oliveira

Outra vítima do novo coronavírus é o cabo da  reserva renumerada da Polícia Militar, Zeneide José de Oliveira, Ele estava internado há 15 dias no Hospital e Pronto Socorro de Cuiabá, depois de contrair a Covid 19, não resistindo, vindo a falecer na madrugada desta quinta-feira (5).

O policial O militar tinha 64 anos e deixa esposa, quatro filhos, três noras e sete netos. O corpo do cabo será translado para o interior, mas a família segue os ainda nos trâmites da definição da cidade até a chegada de um filho que mora em outro estado.

Continue lendo

Geral

Incêndio florestal já consumiu 114 hectares de reserva indígena; tempo seco atrapalha serviço dos bombeiros

Publicado

Estão sendo lançado 3.100 litros d’água na vegetação para apagar o incêndio o mais rápido possível [Foto – Mayke Toscano]

Uma equipe de 14 soldados do Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso (CBMMT) está combatendo, desde terça-feira (38), um incêndio florestal dentro da Reserva Indígena Tadarimana, próximo a Rondonópolis, distante a 218 km de Cuiabá. Pilotos do Batalhão de Emergências Ambientais (BEA) foram integrados na força-tarefa, com uso de uma aeronave para o lançamento d’água na vegetação.

Com apoio do BEA, 3.100 litros d’água estão sendo jogados em pontos estratégicos, ação que auxilia as tropas terrestres para apagar o incêndio o mais rápido possível. A baixa umidade do ar e a vegetação seca são elementos que dificultam o combate das chamas que tem maior facilidade de propagação. O fogo já consumiu cerca de 114 hectares.

O comandante do 3° Batalhão Bombeiro Militar (3º BBM), tenente coronel Fabrício Gomes, explicou que o trabalho em campo continua. O plano estratégico é isolar pontos dentro da mata para conter as chamas e evitar que avance para outras áreas. Neste trabalho, um trator (pá carregadeira) cedido pela Prefeitura de Rondonópolis está sendo usado para fazer essa barreira. Além disso, sobrevoos estão sendo feitos na área para realizar novas estratégias complementares de combate.

Segundo o relatório de ocorrência do (3º BBM), este é o segundo atendimento de combate ao incêndio na mesma localidade. No dia 31 julho, foi detectado através do monitoramento via satélite, na Sala Descentralizada do CRB-ll, que foi parcialmente contigo, mas retornou novamente nesta semana.

Nesta ação de combate, o CBMMT conta com apoio de equipes de solo de brigadistas da prefeitura municipal e brigadistas indígenas.

 

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana