conecte-se conosco


Geral

MPE doa drones à Delegacia de Trânsito de Cuiabá para serem usados em blitz

Publicado

O Mistério Público do Estado de Mato Grosso repassou dois Drones à Politec e Delegacia de Trânsito de Cuiabá para utilização em perícias e ações de prevenção e repressão aos crimes cometidos no trânsito. A aquisição dos equipamentos foi viabilizada pela 12ª Promotoria de Justiça Criminal com aval do juiz João Bosco Soares da Silva, titular da 10ª Vara Criminal.

O promotor de Justiça Marcos Regenold Fernandes explica que os recursos utilizados para a compra dos Drones foram obtidos em acordos judiciais formulados com réus para a suspensão de processos que tramitam na 10ª Vara Criminal. A medida somente é possível em alguns casos, entre eles, embriaguez ao volante e lesão corporal.

Segundo o promotor de Justiça, o Drone entregue à Politec será utilizado para obtenção de imagens aéreas do local do sinistro para confecção de laudos periciais. O equipamento possibilitará a coleta de um maior número de dados do ambiente. Já o Drone que foi encaminhado à Delegacia de Trânsito (Deletran) da Capital será utilizado nas ações de prevenção e repressão aos delitos de trânsito.

Leia Também:  Associação Paz e Bem pode se tornar de Utilidade Pública

“Entre outras finalidades, o Drone poderá ser utilizado em abordagens de trânsito na MT-251 (Cuiabá-Chapada), onde se registram engarrafamentos quilométricos, de forma a propiciar aos policiais uma visão panorâmica do tamanho do congestionamento e, de consequência, haver maior liberação da pista, melhorando a situação de espera dos condutores e passageiros”, ressaltou o promotor de Justiça.

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Geral

Bloqueio de grevistas impede atendimento na Sefaz na manhã desta quarta-feira

Publicado

O atendimento a população será realizado a partir das 13 horas, caso o local seja desbloqueado

A Secretaria de Estado de Fazenda foi obrigada a suspender o atendimento aos contribuintes na manhã desta quarta-feira (26), em decorrência do bloqueio realizado na porta do órgão, por um pequeno grupo de sindicalistas, do Sindicato dos Profissionais da Educação (Sintep).

O atendimento a população será realizado no período da tarde, a partir das 13 horas, caso o local seja desbloqueado.

A interrupção do atendimento, por parte dos grevistas da Educação, prejudica diretamente contribuintes de Mato Grosso, que se deslocaram do interior e também de outros Estados em busca da prestação do serviço. O fato também prejudicou o envio do projeto de lei de Reinstituição de Benefícios Fiscais para a Assembleia Legislativa, que estava programado para a manhã de hoje e deverá ocorrer agora no início da tarde.

A preocupação do Governo também é quanto à arrecadação do Estado, que poderá ser prejudicada com o piquete realizado pelos grevistas e complicar ainda mais a situação financeira de Mato Grosso.

Leia Também:  Associação Paz e Bem pode se tornar de Utilidade Pública

Continue lendo

Geral

Sintep impede entrada de servidores da Secretaria de Fazenda e pode reduzir arrecadação do Estado

Publicado

Grupo pequeno de manifestantes bloqueou a entrada principal da Sefaz e prejudica servidores (F – Marcos Vergueiro)

O Sindicato dos Profissionais da Educação (Sintep) está impedindo a entrada dos servidores públicos que trabalham na Secretaria de Estado de Fazenda, órgão sem nenhuma vinculação com o movimento grevista. Na porta da secretaria já há uma fila de servidores aguardando o espaço ser desbloqueado para entrar no prédio.
Os sindicalistas chegaram antes das 7 horas e colocaram um carro de som no portão de entrada da Sefaz, o que impede que qualquer veículo entre ou saia da sede da secretaria.
Além disso, eles também estão impedindo a passagem dos veículos na avenida principal do Centro Político Administrativo, causando tumulto e engarrafamento no trânsito. A ação radical tem a adesão de um pequeno grupo de professores.
A atitude dos grevistas prejudica não só os servidores públicos, mas os cidadãos que procuram o órgão e deve refletir também na redução da arrecadação.
Em um momento de crise econômica, em que o governo realiza todos os esforços possíveis, o movimento comandado pelos sindicalistas vai à contramão dos interesses da própria categoria, pois prejudica diretamente o aumento da receita do Estado.
Outro reflexo dessa ação é que a categoria desrespeita decisão judicial que impede que os sindicalistas façam qualquer tipo de piquete ou bloqueie a entrada de servidores públicos para o exercício de suas atividades.
O Sintep deverá pagar multa por ter desobedecido a uma decisão judicial e impedido centenas de pessoas de exercerem seu direito de escolha em trabalhar e não participar do movimento.
Vale lembrar que na terça-feira (25) o Sintep também fez um bloqueio na BR-364, impedindo o livre trânsito de cidadãos e trabalhadores que precisam circular pela rodovia.
Desde que o movimento grevista começou, no dia 27 de maio, a adesão a greve só vem caindo.
Atualmente, 357 escolas estão atendendo normalmente os alunos, 68 unidades estão de forma parcial e 342 unidades ainda estão no movimento.

Leia Também:  Várzea Grande investe R$ 25 milhões em obras esportivas

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana