conecte-se conosco


Nacional

MP: Governo do Amazonas sugeriu abrir valas no interior por falta de oxigênio

Publicado


source
cova
Michael Dantas/Divulgação

MP: Governo do Amazonas sugeriu abrir valas no interior por falta de oxigênio

O governo do Amazonas orientou uma prefeitura da região metropolitana de Manaus a abrir valas no cemitério local porque não havia previsão para a chegada de oxigênio hospitalar no município, de acordo com um relato feito ao Ministério Público e à Defensoria Pública do estado.

O relato foi reproduzido em uma ação que pede que o governo estadual seja obrigado a enviar oxigênio para a cidade de Itacoatiara, que fica a cerca de 250 quilômetros de Manaus. O pedido foi aceito pela Justiça.

A ação foi apresentada neste sábado. O MP e a Defensoria pediram a não interrupção do fornecimento de oxigênio para o Hospital Regional José Mendes, em Itacoatiara. Eles relataram que atualmente existem 77 pacientes internados, com uma média de 20 novas internações por dia, e que o fornecimento de oxigênio é insuficiente desde o início de janeiro.

Os órgãos também alegam que os planos do governo estadual para enfrentar a crise no estado, como a transferência de paciente para outros estados, não beneficiaram pacientes do interior.

Você viu?

O MP e a Defensoria dizem que o prefeito de Itacoatiara, Mário Jorge Abrahim, relatou uma reunião em que foi orientado “a abrir valas no cemitério local, uma vez que não havia previsão para o fornecimento de oxigênio para o município de Itacoatiara”.

O relato foi feito pelo prefeito em uma reunião “com a presença de diversas autoridades, dentre elas, de representantes do Ministério Público e da Defensoria Pública do Estado”.

A orientação teria partido do “secretário do Interior” — a Secretária de Saúde do Amazonas tem uma Secretaria-Executiva Adjunta de Atenção Especializada do Interior, comandada por Cássio Roberto do Espírito Santo. Ele também teria oferecido câmeras frigoríficas para a cidade.

O juiz Rafael Almeida Cró Brito atendeu os pedidos feitos e determinou que o governo estadual deve regularizar o fornecimento de oxigênio medicinal em Itacoatiara e apresentar um plano de abastecimento, sob pena de multa diária de R$ 100 mil. O governo também terá que elaborar uma plano de transferência para Manaus ou outros estados de pacientes da cidade.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nacional

Homens que vendiam remédio abortivo no Rio são presos em flagrante

Publicado


source
Homens que vendiam remédio abortivo no Rio são presos em flagrante
Reprodução

Homens que vendiam remédio abortivo no Rio são presos em flagrante

Policiais da 5ª DP (Mem de Sá) prenderam em flagrante, no fim da tarde dessa quarta-feira, três homens que vendiam Cytotec, um medicamento para úlcera, também usado como abortivo, no camelódromo da rua Ururguaiana, no Centro do Rio. Rodrigo Castro Lima, Rodrigo Firmo Dias e Alan Cavalcante Coutinho foram autuados em flagrante pelo crime de “Vender, expor à venda, ter em depósito para distribuir ou entregar a consumo” produto medicinal ou terapêutico sem registro no órgão de vigilância sanitária (art. 273, § 1º-B, I, do Códifo Penal). O Cytotec tem venda proibida no Brasil, de acordo com a polícia.

Segundo informações da Polícia Civil, após tomarem conhecimento da venda do medicamento no camelódromo, agentes da 5ª DP foram até o local. Lá, abordaram Rodrigo Castro, e questionaram se ele possuía Cytotec para vender. O homem afirmou que sim e cobrou R$ 600 pelo medicamento. Castro foi até um box onde estavam Rodrigo Firmo e Alan Cavalcante. Eles eram observados por um agente da Polícia Civil, que viu o momento em que Alan entregou a cartela de remédio para Castro. Em seguida, o homem entregou o medicmento para o policial.

Segundo informações da Polícia Civil, o Cytotec tem venda proibida no Brasil e sua comercialização é ilegal. No site da Anvisa, consta que o registro do medicamento está vencido.

De acordo com informações do delegado titular da 5ª DP, Bruno Gilaberte, na delegacia, Rodrigo Firmo e Alan Cavalcante negaram envolvimento na venda do medicamento. No entanto, eles não esclareceram o que entregaram a Rodrigo Castro quando o rapaz foi ao box onde eles estavam. Já Castro optou por ficar em silêncio e não prestou depoimento.

Continue lendo

Nacional

Em meio a ataques ao PT, Bolsonaro chama imprensa de “partideco de esquerda”

Publicado


source
Presidente atacou a imprensa, o PT e o MST ao longo de sua fala; confira
Reprodução

Presidente atacou a imprensa, o PT e o MST ao longo de sua fala; confira

Durante cerimônia de entrega de trecho de ferrovia em São Simão (GO), nesta quinta-feira (4), o  presidente Jair Bolsonaro voltou a atacar a imprensa brasileira. Segundo ele, os veículos estão “perdendo a credibilidade” e se transformaram em “partidecos políticos de esquerda”.

“Que imprensa é essa que nós temos, que fica com lupa só esperando uma frase minha para me atacar? Há 10 anos, o jornal Estado de S. Paulo tinha mais de 500 mil assinantes. Hoje, nem os 10 maiores juntos têm 500 mil assinantes. Eu quero uma imprensa forte, cada vez mais livre”, afirmou Bolsonaro .

“Nunca ouviram de mim falar sobre controle de mídia ou democratização, que são palavras bonitas da esquerda para fazer exatamente o contrário. A imprensa é extremamente importante pra nós. O que eles publicam aqui, repercute lá fora. As pessoas acham que nós ainda somos seres pré-históricos, não enxergam o nosso desenvolvimento. É só crítica, não tem uma palavra boa. Será que hoje vai sair nota dizendo que eu estava sem máscara de novo?”, questionou o presidente , enquanto discursava sem máscara no evento.

Na sequência, ainda sobrou tempo para novos ataques contra a esquerda, em especial o PT, chamado por Bolsonaro de “partido do mal”: “imaginem vocês se o PT tivesse ganho as eleições? E por falar neles, há dois anos não se ouve falar em MST. Por que? Fizemos a nossa parte: acabei com o dinheiro de ONGs para eles. Algumas boas foram para o espaço, mas isso é efeito colateral”.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana