conecte-se conosco


Carros e Motos

Motos para viajar: Veja seleção de 5 estradeiras entre R$ 20 mil e R$ 40 mil

Publicado

As motos para viajar são sinônimo de psicologia sobre rodas. São a forma mais nua e crua de deixar os problemas para trás, na mesma proporção que quilômetros e quilômetros de asfalto. Além disso, são bons motivos para fazer amigos e conhecer mais sobre mecânica, sem falar que poucos veículos podem ser tão apaixonantes quanto. 

LEIA MAIS: Nova Kawasaki Z400 chega em agosto com motor e itens da última geração

E além de tudo isso, a boa notícia está, como sempre, nos classificados. Não é difícil ficar tentado a deixar o carro popular de lado para virar um herói em cima das estradeiras , as motos boas para viajar . Se juntar a Capitão América, Motoqueiro Fantasma e dupla do filme Easy Rider (Sem Destino), é o suficiente para proporcionar, no mínimo, uma sensação de plenitude. Com isso, veja uma seleção de modelos recentes, que se pode encontrar desde os R$ 20 mil, chegando até R$ 40 mil.

5 — Royal Enfield Classic 500 2018: R$ 18 mil

Royal Enfield arrow-options
Divulgação

Motos para viajar: Royal Enfield tem opções mais em conta para quem gosta de ares vintage

Estreamos a seleção com uma opção vintage . Como se fizesse o motociclista “viajar no tempo”, as Royal Enfield apostam em visual clássico e mecânica simplista para atrair consumidores que buscam nostalgia. Até afogador e pedal de partida estão lá, mas sem deixar de lado a indispensável injeção eletrônica e freios ABS.

Muito aço, brilho e partes solidamente construídas, dando um aspecto de força e resistência. Nada escondido, mas bem protegido por caixas de ferro, barras, peças estampadas e parafusos.

Vem com motor de um cilindro refrigedado a ar com 499 cc, que entrega 27.5 cv e bons 4,2 kgfm. Ele trabalha com uma caixa de câmbio de 5 velocidades assistida por embreagem multidisco em banho de óleo. As suspensões têm garfo telescópico com tubos de 35 mm de diâmetro e curso de 130 mm na dianteira, com dois amortecedores a gás e ajuste na pré-carga das molas. Os freios trazem disco de 280 mm na dianteira 153 mm na traseira.

LEIA MAIS: Conheça detalhes de 5 motos esportivas seminovas de até R$15 mil

4 — Kawasaki Vulcan S ABS 2018: R$ 27 mil

Kawasaki Vulcan arrow-options
Guilherme Marazzi

Kawasaki Vulcan S Especial Edition, estilo e facilidade de pilotagem são seus maiores atributos

Com aspecto elegante e ao mesmo tempo agressivo, desde 2018 traz um indicador de marchas, além do conta-giros analógico e display em LCD com velocímetro digital, indicador de combustível, relógio e hodômetro. Ela se move com o motor bicilíndrico paralelo de 649 cc com 61 cv e 6,4 kgfm, e além da caixa de 6 marchas com transmissão por corrente, traz o catalisador mais recente da marca, que atende aos requisitos do PROMOT 4 — regulamentação que define os níveis máximos de emissão de gases.

Para garantir a segurança, a Kawasaki Vulcan conta com suspensão dianteira com garfos telescópicos e traseira com monochoque lateral. Quanto aos freios, além de ABS, reduz a velocidade com disco de 300 mm, que traz pinça de pistão duplo no freio dianteiro e disco de 250 mm com pinça de pistão único na roda traseira. Trata-se de uma opção de custo-benefício dentro da lista.

3 — Harley-Davidson Sportster 1200 Custom Limited 2016: R$ 33 mil

Harley-Davidson arrow-options
Divulgação

H-D Sportster Custom: opção entre as mais em conta da marca mais famosa para a proposta estradeira

Mesmo que muito procurada pelos motociclistas que gostam de cair na estrada, a Sportster Custom chega a ser considerada urbana, por conta da sua maior acessibilidade, e potência menor (não declarada pela fabricante) que a das outras “irmãs” Harley-Davidson . Entretanto, a legião de fãs valoriza a possibilidade de ser, como o nome diz, customizada de fábrica.

Além da suspensão convencional de baixo curso, seu câmbio possui cinco marchas e sua transmissão final é por correia dentada. São aspectos que podem soar um pouco antiquado, entretanto, seu painel mantém o estilo custom e traz um pequeno computador de bordo, onde é possível visualizar o indicador de marcha, hodômetros e relógio. Quanto aos freios, vem com um disco na dianteira e outro na traseira, acompanhados de pinças de pistão duplo.

LEIA MAIS: Chega ao Brasil a Triumph Bonneville T120 Ace, limitada a 1.400 unidades

2 — Triumph Bonneville T120 1200 2017: R$ 34 mil

Triumph arrow-options
Francisco Costa

Com o mesmo visual da primeira Bonneville T120 de 1959, a atual traz equipamentos modernos para conforto e segurança

Eis um modelo que une o clássico, ao moderno, com níveis maiores de potência. Além dos falsos carburadores e das aletas de refrigeração, ela tem itens tecnológicos como acelerador ride-by- wire, farol com refletor multifacetado e lente lisa, freios com sistema ABS, controle de tração, cluster analógico com computador de bordo multifuncional e chave de ignição com chip integrado.

Enquanto isso, o seu motor de 1.200 cc desenvolve 80 cv e 10,7 kgfm, que se alia ao câmbio de 6 marchas. O charme dele é que é refrigerado a água, apesar de parecer ser a ar. Entre os itens estruturais, suas suspensões são da Kayaba e têm 120 mm de curso na frente e atrás, com ajuste só de pré-carga na traseira. Já o conjunto de freios oferece disco duplo de 310 mm com pinça de dois pistões na roda dianteira, de 18 polegadas, e um disco de 255 mm e pinça dupla na roda traseira, de 17 polegadas.

1 — Suzuki Boulevard M1800R 2016: R$ 40 mil

Suzuki Boulevard arrow-options
Divulgação

A mais superlativa que se pode achar nos classificados, nessa faixa de preço. Motor e visual insanos!

Além do estilo único, o modelo que fecha a lista é, de longe, a opção com o maior motor. Com duplo comando de válvulas, dois cilindros em V forjados e 1783 cc, que desenvolve 125 cv e 16,3 kgfm, ele fica ancorado em seu chassi do tipo berço duplo construído em aço de alta resistência.

Outro ponto é que traz o sistema de injeção eletrônica com dupla válvula de borboleta para suavizar a resposta do acelerador. Essa força é enviada pelo eixo-cardã e câmbio de 5 marchas. Para frear seus 347 kg,  a moto conta com dois discos dianteiros e um atrás.

Além do cárter seco para baixar o centro de gravidade,  a suspensão da Suzuki Boulevard traz garfo dianteiro invertido e balança em alumínio com monoamortecedor, ambos com ajuste de pré-carga da mola e 130 mm de curso.

LEIA MAIS: Harley-Davidson CVO Limited 2019 reúne o melhor em sofisticação

A última entre as motos para viajar traz painel de instrumentos com velocímetro analógico e uma tela de LCD com hodômetro digital, relógio e marcador de combustível. Há ainda outro painel digital com informações como indicador de marcha, conta giros e as luzes espias. O pneu traseiro é um espantoso 240/40R18.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carros e Motos

Aceleramos o SUV Tesla Model X P100D, verdadeiro pesadelo dos supercarros

Publicado


source
Tesla Model X P100D: SUV que anda mais que supercarro e leva até sete pessoas dentro com conforto
Guilherme Menezes/ iG Carros

Tesla Model X P100D: SUV que anda mais que supercarro e leva até sete pessoas dentro com conforto

Ferrari F8 Tributo, Lamborghini Aventador S, McLaren 720 S, Pagani Huayra… sabe me dizer o que esses jatos sobre quatro rodas têm em comum? Se a resposta for que são fenomenais, está correto.

Mas se disser que nenhum deles acelera mais do que um SUV de família, com sete assentos individuais, a resposta é espantosa, mas também será correta. O que seria? É o Tesla Model X P100D , que aceleramos no autódromo do Haras Tuiuti (SP), com exclusividade.

São vários os pomtos curiosos sobre esse carro. Os pouquíssimos anunciados nos classificados podem ser encontrados por R$ 900 mil. Quanto custam aqueles puro-sangue que citamos acima? R$ 2 milhões… R$ 4 milhões… R$ 6 milhões… Será que esse SUV elétrico tem bom custo-benefício? Com absoluta certeza que sim.

Além disso, conta com o modo de condução semi-autônomo mais completo — e polêmico — do mundo. Vários casos de motoristas dormindo ao volante foram registrados. Um deles, inclusive, aqui no Brasil . Como se não bastasse, o carro traz uma série de “truques”.

Entre os quais, há configurações aplicadas aos assentos que simulam sons e um modo que inicia uma verdadeira performance artística do carro, que começa a tocar música alta, piscar as luzes e movimentar as portas. É ou não é de outro mundo mesmo?

As linhas do carro e os demais equipamentos seguem o mesmo padrão. Tem visual futurista , com cortes afilados e linhas suaves, jogo de luz e sombra na carroceria, entradas de ar (falsas) que conferem uma agressividade mais minimalista e portas do tipo asa de gaivota na traseira.

Por dentro, um visual digno de caça militar. Tem vidros bipartidos, pára brisa que encobre pelo menos ⅓ do teto, central multimídia de 17 polegadas , cluster multifuncional de 12,3 polegadas, assentos individuais com desenho semi-concha para todos os ocupantes, entre outros.

Vale lembrar que absolutamente tudo do carro é personalizável pela central multimídia. Luzes, suspensão, modos de condução , entre outros itens. Absolutamente tudo. Quando fui procurar algum defeito no carro, dentro da pouquíssima disponibilidade que tivemos para avaliá-lo, torci o nariz para o ultrapassado seletor das marchas , que é idêntico ao que equipava carros da Mercedes até meados de 2018. Mas apenas isso.

Pancada nas costas

Cheio de tecnologias e recursos lúdicos, o SUV elétrico tem seu lado agressivo na
Divulgação

Cheio de tecnologias e recursos lúdicos, o SUV elétrico tem seu lado agressivo na “manga”

Ao volante, você pode ser o que quiser. Graças à infinidade de possibilidades de configuração e de modos de condução, o carro pode ser alto ou baixo de altura de suspensão, dócil como o SUV familiar , arrojado e violento como o super-SUV, bem como lúdico e descolado, tal como a maioria dos felizardos que o procuram para poderem chamar de seu.

Como estávamos em uma pista fechada, “sentamos o pé” de uma vez para ver como é a sensação de 2,4 toneladas acelerando até 100 km/h em exatos 3 segundos. Graças aos seus dois motores que trabalham de maneira combinada, você obtém 680 cv e 98,6 kgfm enviados às quatro rodas, tanto ao sair parado, quanto ao chegar na sua velocidade final de 250 km/h (limitada eletronicamente).

Além da certeza de que, um dia, partiremos desta para uma melhor, outra certeza da vida, quando pisamos no acelerador do Tesla de uma vez, é a de que iremos “colar” no encosto. Isso independentemente da velocidade inicial. E não adianta querer tentar impedir.

Ao mesmo tempo, o Tesla Model X — SUV da fabricante com US$ 1 trilhão de valor de mercado — executa tudo de maneira previsível e controlada. Sua suspensão do tipo bolsas de ar se regulam conforme o jogo de carroceria, a demanda do acelerador e as condições de aderência do asfalto. E mesmo que faça curvas de forma tão veloz, permanece um carro confortável. Se você optar pela autonomia, pode rodar até 542 km antes da recarga completa.

Leia Também

Esse seria o futuro? Apesar de tudo indicar que sim, ainda não sabemos ao certo. Entretanto, de fato, o Tesla Model X P100D e os demais modelos da fabricante norte-americana serviram, servem e servirão de exemplo para tudo o que nós conhecemos da seara dos elétricos, da inteligência artificial e da mobilidade. Não me pergunte o que mais a Tesla poderá desenvolver, porque sou apenas alguém do Planeta Terra.

Leia Também

Ficha técnica: Tesla Model X P100D

Peso: 2441 kg

Motor: Dois motores elétricos que geram 680 cv e 98,6 kgfm (combinados)

Desempenho: 0-100 km/h em 3,1 segundos e máxima de 250 km/h (limitados eletronicamente)

Transmissão: Tração direta nas quatro rodas de apenas uma marcha mais a ré

Autonomia: 542 km

Comprimento: 5,04 m

Distância entre-eixos: 2,97 m

Largura: 2,27 m

Altura: 1,63 m

Fonte: IG CARROS

Continue lendo

Carros e Motos

Land Rover Defender ganha edição limitada Onçafari, com visual exclusivo

Publicado


source
Land Rover Defender Onçafari: Edição especial personalizada homenageia as onças do Pantanal
Divulgação

Land Rover Defender Onçafari: Edição especial personalizada homenageia as onças do Pantanal

A Land Rover apresenta a edição especial Onçafari para o utilitário Defender. Entre as novidades, observamos grande diferenciação visual tanto no exterior, quanto no interior, além de uma configuração exclusiva.

Disponível na versão 110 , a série limitada do Land Rover Defender terá a pré-venda iniciada neste mês de dezembro, com lote de 25 carros e preço de R$ 676.950. Parte da renda arrecadada com a venda da edição limitada será destinada para ajudar na realização de iniciativas de conservação do Onçafari .

Começando a falar dos seus equipamentos , vem com teto preto, silhuetas de onça-pintada sobrepostas em tons de cinza e preto, o padrão formado remete à estampa camuflada. Sua aplicação está presente no capô, nas laterais do veículo, interior do porta-malas, cobertura do estepe e tapetes.

Cada carro dessa edição limitada recebeu o nome de uma onça-pintada monitorada pelo instituto. Para completar a personalização estética, ainda vem acompanhado de uma cartela de adesivos com ícones sutis de animais típicos do Pantanal e seus nomes científicos. O item permite que os clientes personalizem seus veículos.

Leia Também

Leia Também

 No interior, o modelo da Land Rover recebeu uma configuração especial, com bancos na cor Lunar, teto com revestimento Light Oyster Morzin e acabamento Rough-cut Walnut em alguns detalhes do carro, que lembra materiais feitos de madeira.

Equipamentos e outros acessórios

Estepe ganha cobertura militar do estilo Digital como parte dos itens de série do SUV da marca inglesa
Divulgação

Estepe ganha cobertura militar do estilo Digital como parte dos itens de série do SUV da marca inglesa

Essa edição do Defender é baseada na versão 110, que oferece Pacote de Assistência ao Motorista, com controle de cruzeiro adaptativo e monitor de colisão traseira; Pacote Off-Road, com trilhos do teto na cor preta, tomadas domésticas e diferencial eletrônico ativo; Pacote Off-Road Avançado, com sistema All Terrain Progress Control (ATPC) e o Terrain Response configurável; Pacote Exterior Black.

Além disso, vem com rodas de 20″ com cinco raios Satin Dark Grey; Pulseira exclusiva Land Rover que dispensa uso da chave do veículo; Head-up display, tecnologia que apresenta os principais dados do veículo, como sua velocidade, posição de marcha e direções de navegação, no para-brisa.

Como se não bastasse, o Defender Onçafari vem com Pacote Explorer, composto por pára-barros clássicos dianteiros e traseiros, capa do estepe, proteção do arco da roda, snorkel, rack de teto para expedição e suporte para acessórios externos; estribos laterais fixos, escada de teto móvel e sistema de proteção dianteira.

Fonte: IG CARROS

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana