conecte-se conosco


Internacional

Mortes por covid-19 na Colômbia passam de 100 mil

Publicado


As mortes por covid-19 na Colômbia superaram nessa segunda-feira (21) a marca de 100 mil, informou o Ministério da Saúde, em meio a advertências sobre possível escassez de medicamentos e oxigênio nos hospitais durante um terceiro pico de contágios e mortes. 

O país, que tem 50 milhões de habitantes, registrou um total de 3,96 milhões de infecções pelo novo coronavírus, com 100.582 mortes. Ontem, a Colômbia teve recorde diário de 648 mortes. 

O país experimenta, nas últimas semanas, recorde de infecções e mortes pela covid-19, e alguns já preveem o fim do estoque de suprimentos médicos.  

As unidades de tratamento intensivo (UTIs) de clínicas e hospitais das principais cidades estão operando em capacidade quase plena, de acordo com informações publicadas pelas autoridades locais de saúde na capital Bogotá, assim como também em Medellín e Cali, respectivamente a segunda e terceira cidades mais populosas do país. 

“Começamos a descobrir que em todos os lugares já existe escassez de alguns recursos, faltam medicamentos para sedação”, disse à Reuters César Enciso, coordenador médico de cuidados intensivos do Hospital Infantil Universitário San José, em Bogotá. 

“Se essa situação se mantiver com esse número de eventos todos os dias, os recursos vão acabar”, acrescentou.

O governo colombiano culpou as semanas de protestos antigovernamentais promovidos por sindicatos, estudantes e outras organizações sociais pelo prolongamento da terceira onda, que começou depois do feriado da Semana Santa. 

“Quando chegamos a essa cifra de 100 mil pessoas mortas pela covid-19, também temos que fazer uma reflexão sobre a responsabilidade individual diante de direitos e liberdades coletivas”, disse o presidente Iván Duque após assistir a uma missa em homenagem às vítimas. 

Apesar do atual pico, o país sul-americano suspendeu a maioria das restrições impostas em março do ano passado para controlar o novo coronavírus, em uma tentativa de impulsionar a economia e em meio a um desprezo generalizado pelas medidas de segurança. 

A Colômbia aplicou mais de 14,9 milhões de doses de vacinas, das quais mais de 4,78 milhões foram da segunda dose.

* Reportagem adicional de Camilo Cohecha

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Internacional

Vulcão na Indonésia volta a ficar ativo e número de mortos sobe para 22

Publicado


source
Erupção deixou pelo menos 22 mortos
Reprodução/Twitter

Erupção deixou pelo menos 22 mortos


O vulcão Semeru, na Indonésia, voltou a ficar ativo nesta segunda-feira (6). Dois dias após a primeira erupção, ele voltou a lançar nuvens quentes de cinzas. O número de mortos subiu para 22 pessoas e dezenas estão desaparecidos.

O Monte Semeru, a montanha mais alta da ilha de Java, entrou em atividade no último sábado (4) . Mais de 900 pessoas já foram evacuadas da região.

Moradores e policiais agiram no resgate de vítimas que estavam cobertas por lama. Nuvens de cinza tomaram a paisagem, cobrindo casas e prédios.

Leia Também

O Centro Indonésio de Mitigação de Desastres de Vulcanologia e Geologia confirmou em sua conta no Twitter a nova atividade do vulcão e alertou uma atividade sísmica.

Liswanto, chefe do Observatório do Vulcão Semeru, disse em entrevista à Reuters que esse é um dos vulcões mais ativos da Indonésia e que deve permanecer em atividade. 

Ele também alertou moradores para que sejam mais cuidadosos. Algumas pessoas estão voltando para a região a fim de resgatar pertences e gado. 

“As pessoas precisam ser mais vigilantes, porque a ameaça em potencial persiste”, acrescentou.

Fonte: IG Mundo

Continue lendo

Internacional

Artista posta foto nua com filho de sete anos e é presa em Gana

Publicado


source
Artista posta foto nua com filho de sete anos e é presa em Gana
Reprodução

Artista posta foto nua com filho de sete anos e é presa em Gana

A atriz Rosemond Brown, de Gana, foi condenada pela Justiça ganesa e presa após publicar uma foto nua com seu filho de sete anos. Na imagem, a artista surge sem roupas, agachada, com o cabelo cobrindo os seios e olhando para os olhos do garoto enquanto segura suas mãos. A criança encontra-se de cueca.

A publicação foi realizada em julho de 2020 e, na ocasião, Brown apagou o post após muitas críticas. Em abril deste ano, a juiza Christiana Cann a condenou e ela recorreu da sentença. A magistrada Ruby Aryeetey, do Tribunal Superior, manteve a decisão na última quarta-feira (05).

Tanto a família quanto a defesa da condenada pediram para que Rosemond não fosse presa, mas as juizas consideraram que a punição servirá “como um exemplo” devido a “decadência moral”. Sua condenação foi de três meses de detenção.


“Filho, eu te amo, e Deus está com você, sempre, você sabe. Fique bem até que a mamãe volte. Deus está sempre no controle”, afirmou Brown em nova publicação antes de se despedir do seu filho.

Fonte: IG Mundo

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana